Gigante gasoso em órbita de estrela minúscula ameaça teoria da formação planetária

Mark Garlick / Universidade de Warwick

Impressão artística do planeta NGTS-1B

Um planeta gigante acaba de ser descoberto e sua mera existência ameaça a visão atual de como os planetas se formam. O novo objeto é simplesmente muito grande para a estrela que orbita.

O planeta, conhecido como NGTS-1b, é um pouco menos maciço do que Júpiter e orbita uma estrela que tem metade da massa e metade do raio do Sol. As teorias atuais assumiram que uma estrela tão pequena não conseguiria reunir material suficiente para formar um planeta tão grande.

A descoberta foi possível graças à NGTS (Pesquisa de Trânsito da Próxima Geração, na sigla em inglês) e é relatada nos Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

“A descoberta de NGTS-1b foi uma completa surpresa para nós – tais planetas maciços não foram pensados ​​para existir em torno de estrelas tão pequenas. Este é o primeiro exoplaneta que encontramos com nossas novas instalações da NGTS e já estamos desafiando a sabedoria recebida de como os planetas se formam”, disse o autor principal do estudo, Daniel Bayliss, da Universidade de Warwick, em comunicado.

NGTS-1b é cerca de 0,8 vezes a massa de Júpiter e tem aproximadamente o mesmo tamanho. Ele orbita sua estrela em 2,6 dias devido à órbita próxima e tem uma temperatura de 530°C.

A estrela é uma anã M, uma das mais comuns na galáxia. Isso sugere que, mesmo que este planeta seja uma exceção à regra, pode haver outros para serem descobertos. “Nosso desafio agora é descobrir o quão comum esses tipos de planetas são na galáxia e, com a nova instalação NGTS, estamos preparados para fazer exatamente isso”, disse Bayliss, citado pelo IFLScience.

O NGTS faz parte do Observatório Paranal, do Observatório Europeu do Sul, no norte do Chile, e este é o primeiro exoplaneta descoberto com as novas instalações. O objetivo do NGTS é procurar gigantes gasosos em torno de estrelas brilhantes, então este objeto foi incomum por muitas razões.

“NGTS-1b foi difícil de encontrar, apesar de ser um ‘monstro’ de um planeta, porque sua estrela-mãe é pequena e fraca. Estrelas pequenas são realmente as mais comuns no universo, por isso é possível que muitos desses planetas gigantes demorem a ser encontrados”, acrescentou o coautor do estudo, Peter Wheatley, também da Universidade de Warwick.

O sistema planetário está localizado a 600 anos-luz da Terra e milhões de estrelas vagam pelo universo dentro desta distância do nosso planeta. Logo, a NGTS poderia detectar mais “planetas monstruosos” à espreita em que não esperamos encontrá-los.

EM, Ciberia // IFLScience

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Paleontologistas descobrem 'última refeição' de dinossauro que viveu há 110 milhões de anos

Uma equipe de pesquisadores do Canadá reconstituiu o estômago de um dinossauro herbívoro, o melhor preservado de sempre. Uma equipe de paleontologistas canadenses conseguiu reconstruir o conteúdo do estômago de um dinossauro herbívoro que viveu no …

Estudo que desencoraja uso de hidroxicloroquina é alvo de investigações

Nesta quarta-feira (3), a Organização Mundial da Saúde anunciou que vai retomar os testes com o medicamento hidroxicloroquina, um dos mais cotados atualmente como possível auxiliar na luta contra a COVID-19. A notícia pegou muita gente …

Donald Trump diz por que estava em bunker subterrâneo em meio a protestos

Em meio aos protestos violentos e pacíficos que têm varrido os EUA após a morte do afro-americano George Floyd, surgiram relatos de que Trump se escondeu dos manifestantes em um bunker. Donald Trump atacou como "falsa" …

EUA: 4 policiais são acusados pela morte de George Floyd

O policial de Minneapolis que se ajoelhou sobre o pescoço de George Floyd provocando sua morte será acusado de assassinato em segundo grau. Seus três colegas também serão julgados, disse a senadora americana Amy …

Governo destina verba publicitária a canais de conteúdo inadequado

Em apenas 38 dias, o governo de Jair Bolsonaro publicou mais de 2 milhões de anúncios em canais na internet com "conteúdos inadequados", segundo mostrou um relatório da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das …

Cientistas encontram maior e mais antigo monumento da civilização maia no México

Pesquisadores da Universidade do Arizona (EUA) descobriram a mais antiga construção monumental da civilização maia já encontrada até agora e a maior de toda a história pré-hispânica da região. O estudo, publicado na revista Nature, foi …

Herdeiro da Samsung pode voltar a ser preso

O herdeiro da Samsung, Lee Jae-yong, pode ter de voltar à prisão. Procuradores de justiça da Coreia do Sul pediram nesta quinta-feira (4) uma nova detenção do antigo diretor da gigante como parte de uma …

Escolas ao ar livre criadas para combater a tuberculose no início do século 20

Em 1904, surgia nas proximidades de Berlim a primeira escola ao ar livre do mundo. A Waldschule für kränkliche Kinder havia sido criada por Walter Spickendorff em conjunto com o pediatra Bernhard Bendix e o …

Fígados humanos foram criados em laboratórios e transplantados em ratos com sucesso

Uma equipe internacional liderada por pesquisadores do Departamento de Patologia da Universidade de Pittsburgh (EUA) criou pequenos fígados através de engenharia genética utilizando células da pele humanas, e em seguida os transplantaram com sucesso em …

Governo alemão anuncia pacote de estímulo de 130 bilhões de euros

Merkel afirma que resposta "corajosa" é necessária para impulsionar a economia do país, abalada pela pandemia de covid-19. Medidas anunciadas incluem auxílios à indústria e às famílias e incentivos ao consumo. Os partidos que integram a …