Governo de Hong Kong espera “volta à calma” sem ceder a demandas de manifestantes

Jerome Favre / EPA

A chefe do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, disse esperar que “uma volta à calma” esteja a caminho no território, depois que a grande manifestação do último domingo (18) acabou sem violência.

Depois de passar vários dias sem se manifestar, a chefe do Executivo de Hong Kong fez um apelo para a abertura do diálogo com os manifestantes. Foi a insistência de Carrie Lam em apresentar um projeto de lei que previa a extradição de cidadãos da região semiautônoma para a China continental que deflagrou a onda de protestos. “Eu e minha equipe estamos dispostos a ouvir o que as pessoas têm a dizer“, declarou Lam durante entrevista coletiva, sem mencionar o polêmico projeto.

Apesar do tom mais conciliador, Carrie Lam continua sem ceder às demandas dos manifestantes. Ela informou que 174 queixas contra a polícia foram registradas desde o início do movimento, em junho. Mas, até agora, o governo de Hong Kong se recusa a abrir uma investigação sobre eventuais abusos das forças de ordem, que utilizaram grandes quantidades de gás lacrimogêneo e gás pimenta, além de balas de borracha para conter os protestos.

O Twitter e o Facebook acusaram Pequim de promover uma intensa campanha de desinformação nas redes sociais para desmoralizar os protestos. Os dois gigantes digitais americanos informaram ter cancelado quase mil contas criadas com esse objetivo. O Twitter anulou outros 200 mil perfis suspeitos, que foram gerados mas ainda não tinham sido utilizados.

Em um comunicado, a rede afirmou que as contas “buscavam deliberadamente semear a discórdia” em Hong Kong.

Funcionário de consulado britânico detido na China

O ministério das Relações Exteriores da Grã-Bretanha afirmou que está “muito preocupado” com as informações sobre a detenção na China de um funcionário de seu consulado em Hong Kong. Ele foi detido quando retornava a Hong Kong de Shenzhen, cidade chinesa na fronteira da região autônoma. “Estamos dando apoio à família e buscando mais informações com as autoridades na província de Guangdong e em Hong Kong”, diz a nota oficial do governo britânico.

De acordo com o jornal local HK01, o funcionário do consulado viajou a Shenzhen, na província de Guangdong, a uma hora de Hong Kong, para uma reunião de negócios no dia 8 de agosto, mas não conseguiu retornar. O incidente acontece no momento em que a ex-colônia britânica enfrenta a pior crise política em décadas.

Manifestações pró-democracia acontecem em Hong Kong há 11 semanas e, em muitos casos, terminaram com confrontos violentos entre a polícia e ativistas radicais. Nas últimas semanas, a China elevou o tom ante os protestos, que considera um desafio direto a seu governo, e afirmou que as ações mais violentas dos manifestantes mostram “sinais de terrorismo”.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Uma cidade brasileira pode ter atingido imunidade de grupo ao Covid-19 a um terrível custo

Um surto explosivo de COVID-19 em Manaus pode ter contaminado pessoas suficientes para que a imunidade coletiva tenha se manifestado, sugerem estudos iniciais. Exames de anticorpos mostram que até dois terços da população pode ter contraído …

O raro pedido de desculpas de Kim Jong-un pela morte de sul-coreano na Coreia do Norte

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, divulgou um raro pedido de desculpas pessoal pelo assassinato de um cidadão sul-coreano, segundo o governo da Coreia do Sul. Kim disse a seu colega sul-coreano, Moon Jae-in, …

Esses são os preparativos finais para a NASA coletar amostras do asteroide Bennu

A NASA já iniciou a contagem regressiva para o grande momento da missão OSIRIS-REx: a coleta de amostras do asteroide Bennu, que acontecerá no dia 20 de outubro. Será uma manobra complicada para a sonda …

Trump volta a lançar dúvida sobre processo eleitoral nos EUA

Após recusar comprometimento com transição pacífica de poder, presidente americano diz não saber se é possível um pleito "honesto". Líder republicano no Senado diz que transferência de mandato presidencial será ordenada. O presidente dos EUA, Donald …

Criador do Novichok aponta falta de principais sintomas da substância em Navalny

Leonid Rink não considera convincente a evidência apresentada pela Alemanha sobre o alegado uso do Novichok contra o opositor russo, pois, se isso tivesse acontecido, os efeitos teriam sido diferentes. Podem ter sido encontrados vestígios de …

Este pode ser o 1º planeta descoberto em outra galáxia, a 23 milhões de anos-luz

Astrônomos encontraram um candidato a planeta localizado em outra galáxia, bem longe da Via Láctea, em uma região de intensa atividade caótica. Este mundo distante parece ser um pouco menor do que Saturno e orbita um …

EUA: Trump causa alvoroço ao recusar transição pacífica caso perca as eleições

Donald Trump tensionou a classe política nos Estados Unidos ao se recusar a garantir uma passagem pacífica do poder se perder a eleição presidencial dos Estados Unidos para Joe Biden, em 3 de novembro. Bastou uma …

Escolas de samba adiam desfile de Carnaval no Rio de Janeiro

A Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa) decidiu adiar os desfiles das escolas de samba do grupo especial, que aconteceriam em fevereiro, devido à pandemia de covid-19. A decisão foi tomada, …

Governo brasileiro publica portaria sobre aborto retirando obrigatoriedade de informar polícia

Nova portaria publicada nesta quinta-feira (24) no Diário Oficial retira a obrigatoriedade de que a polícia seja avisada sobre a realização de abortos previstos em lei. O texto é assinado pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. …

Asteroide passa ‘raspando’ pela Terra e chega mais perto de nós do que satélites de TV

Por pouco não tivemos a ‘visita‘ de um asteroide na manhã desta quinta-feira (24). O evento era, basicamente, a cereja do bolo do que está sendo o anos de 2020. Quase! O objeto, chamado de ‘2020 …