Governo de Hong Kong espera “volta à calma” sem ceder a demandas de manifestantes

Jerome Favre / EPA

A chefe do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, disse esperar que “uma volta à calma” esteja a caminho no território, depois que a grande manifestação do último domingo (18) acabou sem violência.

Depois de passar vários dias sem se manifestar, a chefe do Executivo de Hong Kong fez um apelo para a abertura do diálogo com os manifestantes. Foi a insistência de Carrie Lam em apresentar um projeto de lei que previa a extradição de cidadãos da região semiautônoma para a China continental que deflagrou a onda de protestos. “Eu e minha equipe estamos dispostos a ouvir o que as pessoas têm a dizer“, declarou Lam durante entrevista coletiva, sem mencionar o polêmico projeto.

Apesar do tom mais conciliador, Carrie Lam continua sem ceder às demandas dos manifestantes. Ela informou que 174 queixas contra a polícia foram registradas desde o início do movimento, em junho. Mas, até agora, o governo de Hong Kong se recusa a abrir uma investigação sobre eventuais abusos das forças de ordem, que utilizaram grandes quantidades de gás lacrimogêneo e gás pimenta, além de balas de borracha para conter os protestos.

O Twitter e o Facebook acusaram Pequim de promover uma intensa campanha de desinformação nas redes sociais para desmoralizar os protestos. Os dois gigantes digitais americanos informaram ter cancelado quase mil contas criadas com esse objetivo. O Twitter anulou outros 200 mil perfis suspeitos, que foram gerados mas ainda não tinham sido utilizados.

Em um comunicado, a rede afirmou que as contas “buscavam deliberadamente semear a discórdia” em Hong Kong.

Funcionário de consulado britânico detido na China

O ministério das Relações Exteriores da Grã-Bretanha afirmou que está “muito preocupado” com as informações sobre a detenção na China de um funcionário de seu consulado em Hong Kong. Ele foi detido quando retornava a Hong Kong de Shenzhen, cidade chinesa na fronteira da região autônoma. “Estamos dando apoio à família e buscando mais informações com as autoridades na província de Guangdong e em Hong Kong”, diz a nota oficial do governo britânico.

De acordo com o jornal local HK01, o funcionário do consulado viajou a Shenzhen, na província de Guangdong, a uma hora de Hong Kong, para uma reunião de negócios no dia 8 de agosto, mas não conseguiu retornar. O incidente acontece no momento em que a ex-colônia britânica enfrenta a pior crise política em décadas.

Manifestações pró-democracia acontecem em Hong Kong há 11 semanas e, em muitos casos, terminaram com confrontos violentos entre a polícia e ativistas radicais. Nas últimas semanas, a China elevou o tom ante os protestos, que considera um desafio direto a seu governo, e afirmou que as ações mais violentas dos manifestantes mostram “sinais de terrorismo”.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Tiroteio deixa morto e vários feridos em Washington

Uma pessoa morreu e várias outras ficaram feridas em um tiroteio ocorrido na noite desta quinta-feira nas ruas de Washington, D.C., conforme relatou a imprensa local. Até o momento, são poucas as informações disponíveis sobre o …

Nada de ETs: escurecimento da estrela mais estranha da galáxia poderia ter outra explicação

Astrofísicos teriam desvendado misterioso escurecimento da estrela de Tabby após levantarem hipótese de ação alienígena e de cometas. Trata-se da estrela mais estranha da Via Láctea. Desde o fim do século XIX, a estrela de Tabby …

Ex-ditador da Tunísia Ben Ali morre aos 83 anos na Arábia Saudita

O ex-presidente da Tunísia Zine Ben Ali, 83 anos, morreu nesta quinta-feira. Ben Ali sofria de câncer e estava hospitalizado há uma semana, informou seu advogado Mounir Ben Salha. O ex-ditador tunisiano vivia exilado em Jeddah …

A luta pela vida de bebê com doença rara que recebeu doações de quase 1 em cada 10 belgas

Quase um em cada dez belgas colaborou com a campanha de um casal para arrecadar 1,9 milhão de euros (cerca de R$ 8,6 milhões) e salvar a vida de seu bebê. Pia, de nove meses, tem …

Fukushima: absolvidos três ex-dirigentes da empresa Tepco

Três ex-dirigentes da empresa Tepco foram absolvidos nesta quinta-feira (19), por um tribunal de Tóquio, que determinou que não podem ser considerados culpados pelas consequências da catástrofe nuclear ocorrida em Fukushima em 2011, após um …

Israel vive impasse político após eleição sem vencedor claro

Resultado oficial confirma que nenhum partido conseguiu obter maioria e indica cenário complicado para a formação de coalizões estáveis. Proposta de governo de unidade nacional levanta dúvidas sobre futuro de Netanyahu. Um dia após as eleições …

Rússia e China criarão frota de satélites que darão Internet rápida à Terra

Em projeto conjunto, Rússia e China irão desenvolver uma frota de satélites que deverá fornecer Internet rápida ao nosso planeta. A notícia foi dada pelo vice-premiê russo, Maksim Akimov, durante fala a jornalistas. De acordo com …

Vídeos de OVNIs são reais, afirma Marinha dos EUA

Os três vídeos feitos pelos militares dos EUA, que mostram imagens de “fenômeno aéreo não identificado”, são verdadeiros, de acordo com declarações da Marinha do país obtidas pelo The Black Vault, um site dedicado a …

DNA preservado em museu ajuda a identificar maior anfíbio do mundo

Um anfíbio recém-identificado é possivelmente o maior do planeta. Pesquisadores chegaram a essa conclusão com o auxílio do DNA coletado em um espécime que está preservado em um museu. Atingindo quase dois metros de comprimento, a …

Primeira relação sexual de uma a cada 16 americanas é sem consentimento

Um estudo publicado pela Associação Americana de Medicina mostrou que uma a cada 16 jovens do país teve a primeira relação sexual sem consentimento. A pesquisa também mostra os efeitos negativos a longo prazo deste …