IA pode ser usada para tornar dublagens de filmes mais naturais

(dr) Flawless

Uma startup inglesa quer usar a inteligência artificial para tornar as dublagens de filmes mais naturais.

Questões como sincronia labial, comprimento de falas e adaptações estão entre os principais desafios do trabalho de dublagem em todo o mundo. Agora, uma startup inglesa quer usar a inteligência artificial para ultrapassar esses obstáculos, empregando a mesma tecnologia dos deep fakes para combinar a performance dos atores de localização com a dos intérpretes originais de um filme ou série de TV.

O sistema, que usa machine learning e captura de movimentos, foi apresentado pela Flawless, que está estudando a tecnologia e seu funcionamento com foco na boca dos atores. A ideia, na teoria, é quase simples: os modelos de IA estudam a interpretação original e realizam uma fusão, colocando os movimentos dos dubladores nos lábios dos intérpretes de um filme, gerando resultados mais naturais e que preservem, simultaneamente, o trabalho de atuação realizado por ambos.

A ideia é atender a um anseio global, já que, ao contrário do que costuma acontecer no Brasil, plateias internacionais, principalmente nos EUA, não são tão adeptos dos longas dublados ou legendados. Além disso, para a Flawless, ler e assistir de forma simultânea pode fazer com que o espectador perca detalhes, enquanto a aplicação apenas do áudio dublado pode gerar uma distorção visual que, em alguns casos, parece incômoda — a tecnologia de machine learning aborda tudo isso de uma só vez.

Para a demonstração pública do projeto, a startup escolheu um clássico do cinema, Questão de Honra, e também se propôs um desafio, aplicando a tecnologia a uma das cenas mais icônicas do longa militar. O momento do tribunal, envolvendo os personagens interpretados por Tom Cruise e Jack Nicholson, aparece com a aplicação da localização para o francês de forma bastante natural.

Outros atores consagrados, como Tom Hanks e Robert De Niro, em filmes como Forrest Gump: O Contador de Histórias e Sequestro do Ônibus 657, também aparecem como parte do estudo envolvendo adaptações em outros idiomas, incluindo opções com fonética bem diferente do inglês, como alemão ou japonês. A Flawless diz que o sistema ainda não funciona de maneira totalmente precisa, mas diz estar bem satisfeita com os resultados obtidos até agora.

O trabalho da startup teve como ponto de partida um estudo de 2019 do Instituto de Informática Max Planck, da Alemanha, com foco em uma aplicação mais rápida e otimizada em termos de processamento. O resultado, como afirma a Flawless, é quase todo feito pela máquina, mas que ainda requer a necessidade de retoques visuais — a companhia fala em uma divisão de 85% e 15%, com a menor parte tendo de ser feita manualmente.

O grande foco da startup, afirma a própria, são os serviços de streaming, que podem ver uma redução de custos e um aumento nas audiências de produtos dublados com a ajuda da tecnologia. Além disso, a ideia é que o projeto sirva de vitrine, principalmente, aos dubladores, que também podem ter suas atuações transportadas para os longas em que atuam onde, antes, apenas a voz estava disponível.

Além disso, ela mostra uma ambição ainda maior e cita o recém-anunciado remake de Druk: Mais uma Rodada, que ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro neste ano. A Flawless vê a recriação de filmes assim como um atendimento a exigências do público, também citada no ano anterior por Bong Joon Ho, de Parasita. Para a empresa, a aplicação das dublagens de forma natural poderia trazer mais amplitude a filmes internacionais e reduzir a dependência das filmagens com atores americanos e produções feitas no próprio país.

Os reflexos seriam globais, mas a startup também sabe que está diante de uma questão cultural que pode ou não ser alterada ao longo dos anos. Por enquanto, o foco está no primeiro contrato, assinado no início do mês com uma empresa não divulgada, e que também marca o lançamento oficial de uma tecnologia que já está pronta para o uso comercial, ainda que esteja em desenvolvimento.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …