Igreja Ortodoxa rompe com Constantinopla: maior cisma do Cristianismo em 1.000 anos

A Igreja Ortodoxa Russa decidiu nesta segunda-feira (15), durante o Sínodo que realiza em Minsk, em Belarus, romper todos os vínculos com o Patriarcado de Constantinopla, anunciou o arcebispo metropolitano Hilarion.

“O Santo Sínodo decidiu romper toda comunhão eucarística com o Patriarcado de Constantinopla”, disse Hilarion, segundo a agência de notícias russa “Interfax”.

O arcebispo metropolitano disse que esta foi uma “decisão obrigatória” e que o Santo Sínodo da Igreja Ortodoxa Russa não podia escolhar outra, devido à “lógica das últimas ações do Patriarcado de Constantinopla”.

No último dia 11, o Sínodo da Igreja de Constantinopla anulou o decreto que subordinava a Igreja Ucraniana à Russa desde 1686 com a intenção de “garantir a Autocefalia à Igreja da Ucrânia”. A Autocefalia é o estado com o qual o bispo-chefe de uma igreja não se reporta a outro superior que tenha autoridade sobre outras igrejas.

Também foi suspenso o anátema que existia desde 1991 sobre sacerdote Filaret, o líder da Igreja Ortodoxa Ucraniana, que foi excomungado por Moscou por autoproclamar uma igreja independente do Patriarcado Russo após a dissolução da União Soviética.

Assim que soube da decisão, Filaret afirmou que convocará um concílio para consumar a unificação de todos os ortodoxos ucranianos, estimados em mais de 30 milhões, sob uma só igreja com capital em Kiev.

Hoje, Hilarion ressaltou que as decisões do Patriarcado de Constantinopla são “ilegais e canonicamente irrelevantes”.

“A Igreja Ortodoxa Russa não aceita esdas decisões e não as acatará. O cisma continua sendo o cisma e os líderes cismáticos continuam sendo líderes cismáticos. A Igreja que reconhece e dialoga com os cismáticos se exclui do âmbito canônico”, disse o religioso.

Hilarion afirmou que o Patriarcado de Moscou acredita que o Patriarcado de Constantinopla revogará suas decisões sobre a Ucrânia. “Esperamos que a razão se imponha e que o patriarca de Constantinopla modifique a sua atitude para a realidade eclesiástica existente”, acrescentou.

Além disso, Hilarion destacou que a Igreja Ortodoxa Russa não retomará laços com Constantinopla enquanto essas “decisões ilegais” vigorarem.

Os ortodoxos russos consideram que o patriarca de Constantinopla, Bartolomeu I, é o líder dos ortodoxos, mas “não como o Papa em Roma”, já que a Igreja Ortodoxa não é como a católica, na qual o pontífice “decide tudo sozinho”.

Atualmente, na Ucrânia existem três igrejas ortodoxas: a que era ligada a Moscou, majoritária; outra ligada ao Patriarcado de Kiev; e uma terceira, que se tornou independente da Rússia em 1920 e que se autoproclamou Igreja Ortodoxa Autocefálica Ucraniana.

Ciberia // EFE / ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A Igreja Ortodoxa e a Igreja Católica romperam com o Cristianismo muito antes desses mil anos. Elas não são cristãs só porque o dizem. E isso não depende de interpretação.
    Quando uma pessoa passa por outra andando na rua, qual é dificuldade para SABER que está vendo um ser humano?
    Basta a qualquer pessoa de boa vontade ler a Bíblia para saber qual sistema religioso é de Cristo e qual não é.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

CIA teria considerado assassinar Assange durante presidência de Trump, aponta relatório

Jornalistas, analistas políticos e organizações de imprensa ficaram chocados neste domingo (26) após lançamento de uma reportagem que acusa membros da administração do ex-presidente dos EUA, Donald Trump, de haver planejado assassinato do fundador do …

Cresce a desconfiança nas instituições no Brasil, segundo Datafolha

A confiança dos brasileiro nas instituições públicas sofreu uma queda generalizada desde julho de 2019, com a maior piora ocorrendo na avaliação da Presidência da República, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (25/09). Também houve aumento …

Alemanha: social-democratas saem à frente nas eleições, mas disputa é acirrada

Os social-democratas alemães saíram na frente neste domingo (26) nas eleições parlamentares que marcam o fim da era Merkel, de acordo com as estimativas iniciais, mas os conservadores da chanceler alemã ainda pretendem disputar …

Revelada consequência grave da COVID-19 mais frequente do que se acreditava

Novo estudo revelou que os pacientes com COVID-19 que foram internados em unidades de terapia intensiva (UTI) têm mais possibilidade de desenvolver deficiências cognitivas contínuas. O estudo de quase 150 pacientes internados no início da pandemia …

Fundo de Bill Gates investe US$ 50 milhões em robôs agricultores que poupam água

A startup norte-americana Iron Ox recebeu um aporte de US$ 53 milhões (R$ 280,5 milhões) para melhorar sua tecnologia de robôs usados na agricultura e que consomem 90% menos água que plantações tradicionais. O dinheiro veio …

Bolsonaro pede à população que tome banho frio e evite elevador

O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta quinta-feira (23/09) à população que tome banho frio e evite usar o elevador para economizar energia elétrica. "Aqui são três andares. Quando tem que descer, mesmo que o elevador esteja …

A incrível descoberta que indica presença humana nas Américas muito antes do que se pensava

Novas descobertas científicas apontam que humanos chegaram às Américas pelo menos 7 mil anos antes do que se estimava anteriormente. As pesquisas em torno do momento em que o continente americano passou a ser povoado a …

Mianmar: Justiça americana ordena quebra de sigilo do Facebook para investigar ameaças contra rohingyas

Um juiz americano ordenou ao Facebook que divulgue os arquivos de contas ligadas de membros do exército birmanês e de milícias budistas que perseguiram a minoria Rohingya em Mianmar. A decisão, que encontra resistência …

Eduardo Bolsonaro está com covid-19

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, está com covid-19. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (24/09) por vários sites brasileiros de notícias. O próprio Eduardo teria confirmado seu diagnóstico ao portal …

Covid: o que alta em internação de idosos revela sobre efetividade da vacina e 3ª dose

As últimas estatísticas de casos, internações e mortes por covid-19 no Brasil trazem uma conclusão importante: as vacinas funcionam e protegem contra as formas graves da doença, mas algumas pessoas mais vulneráveis realmente precisam tomar …