Israel: Netanyahu e Gantz chegam a acordo para governo de união

Kremlin.ru / Wikimedia

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel

O Primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e o seu principal adversário político, o líder centrista Benny Gantz, anunciaram a formação de um “governo de união de emergência”, para fazer uma frente comum perante a crise do coronavírus.

Depois de semanas de indecisão e encontros infrutíferos, os eternos rivais cujos resultados eleitorais se mantiveram sempre semelhantes ao longo das 3 legislativas organizadas em menos de um ano em Israel, puseram fim a 16 meses de crise política, a mais longa da história do país.

Ao final da tarde, as respectivas formações políticas de Benjamin Netanyahu, 70 anos, Primeiro-ministro de Israel desde 2009 e do centrista Benny Gantz, 60 anos, antigo chefe de Estado-Maior das Forças Armadas israelitas entre 2011 e 2015, confirmaram que os dois políticos se avistaram hoje pouco antes do início de Yom Hashoah, o “Dia do Holocausto” e acabaram por chegar a um entendimento, isto poucos dias depois de o Presidente israelita ter mandatado a Knesset para encontrar um outro candidato ao posto de chefe do governo.

Na sequência das últimas legislativas organizadas no passado dia 2 de Março, o Presidente israelita Reuven Rivlin tinha indigitado Benny Gantz para formar um governo, mas na semana passada terminou o prazo para este último apresentar uma proposta, sem governo à vista.

Na ausência de alianças sólidas e perante a chegada da epidemia do coronavírus, o líder centrista até então inflexível sobre a eventualidade de partilhar o poder com Netanyahu por este último ser acusado de corrupção, criou a surpresa ao propor a formação de um governo de “unidade e emergência” juntamente com o seu rival que é suposto comparecer perante a justiça em Maio.

De acordo com a imprensa israelita, o que ficou estabelecido é que, durante os 3 anos de governação partilhada, Netanyahu permaneça na chefia do governo durante os primeiros 18 meses, período após o qual Gantz irá suceder-lhe nos 18 meses restantes, sendo que o pacto prevê também um número igual de ministros para ambos os campos e a possibilidade de outros partidos se juntarem a eles para tirar o país da crise.

Antes mesmo de ter sido confirmado, este cenário tem estado longe de fazer a unanimidade, alguns dos apoiantes de Gantz considerando que ele voltou atrás nos seus compromissos eleitorais de “uma democracia limpa” ao estender a mão ao seu adversário político. Ontem, em plena epidemia de coronavírus, milhares de manifestantes saíram às ruas de Tel-Aviv, a capital, respeitando as distâncias de segurança e de rosto protegido, para protestar sob o lema “salvemos a democracia”.

Também avessa a este acordo, a Alta Autoridade Palestiniana condenou esta noite a formação deste governo de união, considerando-o “favorável à anexação de partes da Cisjordânia” ocupada e por conseguinte uma ameaça à solução com dois Estados.

É por conseguinte num contexto de desconfiança tanto a nível interno como a nível externo que o governo de união deveria entrar em funções, numa altura em que o processo de paz israelo-palestiniano está no ponto morto e em que, por outro lado, apesar de o país estar a registar uma diminuição do número de pessoas em reanimação devido ao covid-19, Israel continua a braços com a doença que, segundo um último balanço infectou mais de 13 mil pessoas e matou 177 no seu território.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Colômbia é o 1º país latino-americano a receber vacinas da iniciativa COVAX

Nesta segunda-feira (1º), um lote de 117 mil doses da vacina da Pfizer/BioNTech chegou à Colômbia por meio da iniciativa COVAX. O país é o primeiro na região a receber os imunizantes do consórcio da …

Twitter vai tolerar até cinco posts antes de banir por desinformação sobre covid-19

O Twitter resolveu endurecer suas políticas de uso e vai pegar mais pesado contra quem dissemina fake news a respeito da COVID-19, tal como a eficácia e segurança das vacinas que visam combater a doença. Em …

EUA: "Trump tenta manter opções em aberto" para eleições presidenciais de 2024

Não demorou muito para Donald Trump se recuperar de sua derrota - que, aliás, ele ainda não reconhece. No domingo (28), o ex-presidente encerrou a Conferência de Ação Política Conservadora em Orlando, na Flórida. Diante …

Japão nomeia ministro da solidão para enfrentar o isolamento social no país

Os sintomas diretos da Covid-19 sobre nossa saúde já são bastante sabidos, entre febre, cansaço excessivo, dores no corpo, tosse seca e problemas respiratórios, mas uma série de efeitos indiretos vem sendo percebidos – se …

Estudo de esqueletos de 200 gerações revela como humanos evoluíram para lutar contra germes

Estudiosos analisaram cerca de 70 mil esqueletos de 200 gerações a fim de entender como a humidade passou por pandemias anteriores. Os estudos foram feitos acerca de doenças infecciosas como tuberculose, treponematose e hanseníase. Os pesquisadores …

Médica adverte sobre síndrome inflamatória multissistema em pacientes que superaram covid

A médica-chefe de um hospital de Moscou, Mariana Lysenko, declarou em uma entrevista ao canal RT que alguns dos pacientes que superaram a COVID-19 podem desenvolver uma síndrome inflamatória multissistema. De acordo com a médica, a …

Militares abrem fogo contra manifestantes em Mianmar

Forças de segurança reforçam repressão aos protestos contra golpe de Estado e deposição do governo democraticamente eleito. Relatos de mortes surgem de várias cidades. ONU condena violência e o uso de força excessiva. As forças de …

LEGO lança quiz online para educar a criançada sobre cyberbullying

O sentido educacional que os brinquedos da LEGO oferecem ganha nova e ainda maior dimensão com o lançamento do Safer Internet Day (ou Dia da Internet mais Segura, em tradução livre), um quiz virtual desenvolvido …

Covid-19: Peru prorroga suspensão de voos do Brasil até 14 de março

O governo do Peru anunciou neste domingo (29) a prorrogação até 14 de março da suspensão de voos procedentes do Brasil. A medida preventiva visa evitar a entrada de passageiros que podem estar infectados …

Ex-funcionários do McDonald's revelam "estratégia de espionagem" da rede de fast-food

A revista Vice analisou testemunhos de supostos trabalhadores anônimos do McDonald's que tinham conhecimento direto da vigilância, e vazou documentos que explicam as táticas de espionagem. Uma equipe de analistas de inteligência da cadeia de fast-food …