James Franco diz que alegações sobre assédio “não estão corretas”

O ator, que aderiu ao movimento “Time’s Up” e recebeu um Globo de Ouro, foi acusado horas depois de assédio sexual por duas mulheres. James Franco já reagiu, dizendo que essas alegações “não estão corretas”.

Questionado pelo apresentador Stephen Colbert, no “Late Show”, na terça-feira (9) à noite, sobre as acusações de assédio sexual de que foi alvo, James Franco começa dizendo que não leu essas alegações publicadas no Twitter, mas que já ouviu falar delas.

O ator, que recebeu o Globo para “Melhor Ator de Comédia ou Musical”, disse não saber o que poderia ter feito a Ally Sheedy, com quem trabalhou na peça “The Long Shrift”. “Tenho muito respeito por ela. Não faço ideia por que ficou chateada. Ela apagou o tweet. Não posso falar por ela”, respondeu ao apresentador.

Nos tweets, escreve o Observador, não foram feitas acusações específicas, mas os nomes dos atores foram acompanhados da já famosa hashtag #MeToo.

Uma das acusações mais explícitas veio de Violet Paley, que acusou o ator de ter empurrado sua cabeça contra seu pênis exposto quando os dois estavam em um carro e de ter assediado uma menor de idade. Outra atriz, Sarah Tither-Kaplan, acusou o colega de tentar fazer com que as mulheres ficassem nuas nos seus filmes sem ter combinado antes.

No mesmo programa, Franco acrescentou: “As coisas que ouvi dizer que estão no Twitter não estão corretas, mas apoio totalmente as pessoas que vêm a público e que são capazes de ter uma voz porque, durante muito tempo, não a tiveram”.

O ator diz que se orgulha de assumir a responsabilidade pelas coisas que faz e que tem de fazê-lo para manter seu bem-estar. “Faço isso quando sei que algo está mal e precisa ser mudado. Não consigo viver se não houver restituição. Se fiz alguma coisa mal, resolvo. Tenho de fazê-lo”.

Segundo o jornal online, Violet Paley já publicou mais um tweet, no qual refere que o colega de profissão já pediu desculpas, assim como a “outras garotas” há algumas semanas, embora considere ser um pedido “atrasado, irritado e conveniente”.

Nesta quarta-feira (10), o New York Times cancelou um ato público previsto com o ator e diretor. Um porta-voz do jornal indicou que, “dada a controvérsia em torno das recentes acusações”, a organização não se sente “confortável” com o evento.

2017 foi o ano em que vieram à tona denúncias de assédio sexual que abalaram a indústria do entretenimento. Perante as acusações, celebridades que pisaram o tapete vermelho do Globo de Ouro chamaram a atenção, usando preto, para defender a causa da “Time’s Up”.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …