Jornalista que escreveu sobre mercenários russos na Síria morre após queda suspeita

(dr) Facebook

O jornalista russo Maxim Borodin caiu do 5º andar do prédio onde vivia

O jornalista russo que escreveu sobre a morte de mercenários russos na Síria morreu depois de uma queda suspeita do 5º andar do prédio onde vivia.

Segundo a BBC, Maxim Borodin foi encontrado gravemente ferido junto ao prédio onde vivia, na cidade russa de Ecaterimburgo, depois de cair do 5º andar. Ele foi levado ao hospital, onde acabou falecendo após não resistir aos ferimentos.

As autoridades dizem que tudo indica não haver mão criminosa, embora também não tenham encontrado nenhuma nota de suicídio. Porém, um amigo do jornalista russo conta que, no dia anterior, o prédio estava rodeado por um grupo de pessoas suspeitas.

Vyacheslav Bashkov descreveu Borodin como um “jornalista honesto e com princípios” e contou que o amigo o tinha contatado nesse mesmo dia porque tinha “alguém com uma arma na sua varanda e pessoas vestidas com trajes camuflados e máscaras nas escadas”.

O amigo explica que o jornalista estava à procura de um advogado, mas, mais tarde, voltou a ligar para dizer que, afinal, se tratava de um exercício policial na zona.

De acordo com a emissora britânica, as autoridades locais afirmam que, quando encontraram Borodin, a porta de casa estava trancada por dentro, indicando que ninguém teria entrado ou saído do apartamento.

No entanto, tanto Bashkov como o editor-chefe do Novy Den, jornal russo onde o jornalista trabalhava, afirmam que não havia nenhum motivo para ele ter tentado se matar.

O que escreveu Borodin?

Nas últimas semanas, informa a BBC, Borodin escreveu sobre um grupo de mercenários russos, conhecidos como “Wagner Group”, que supostamente morreram na Síria, no dia 7 de fevereiro, na sequência de confrontos com as forças norte-americanas.

O ex-diretor da CIA, Mike Pompeo, tinha informado que “algumas centenas” de mercenários russos tinham perdido a vida em um ataque com combatentes pró-Síria em Deir al-Zour.

Semanas depois, a Rússia admitiu que algumas dezenas de cidadãos russos tinham perdido a vida ou estavam feridos, mas salientou que não eram soldados regulares.

No último mês, o jornalista escreveu que três destas pessoas eram da região de Sverdlovsk, nos Montes Urais, onde Ecaterimburgo é considerada a principal cidade. Dois dos homens eram das cidades de Asbest e um de Kedrovoye, reportou.

Borodin também investigava escândalos políticos, incluindo alegações feitas por uma escolta bielorrussa conhecida como Nastya Rybka em um vídeo compartilhado pelo líder da oposição russa Alexei Navalny.

Os perigos de ser jornalista na Rússia

Nos últimos anos, escreve a BBC, são vários os jornalistas na Rússia que foram assediados ou atacados por causa do trabalho. Aliás, no dia em que Borodin foi encontrado, um editor de um jornal regional foi assaltado na mesma cidade.

Muitos dos órgãos de comunicação na Rússia são controlados pelo Estado e o país ocupa o 83º lugar de uma lista de 100 países sobre a liberdade de imprensa feita pela Freedom House, organização sem fins lucrativos sediada em Washington.

Uma das jornalistas de investigação mais conhecidas da Rússia, Anna Politkovskaya, foi baleada e encontrada morta em um elevador de seu bloco de apartamentos em 2006. A repórter expôs abusos de direitos humanos na Chechênia.

Dois anos depois, Mikhail Beketov foi assaltado e atacado, tendo ficado com danos cerebrais. O jornalista denunciou casos de corrupção e lutou contra a destruição da floresta de Khimki, perto de Moscou, para construir uma estrada. Acabou falecendo em 2013.

Oleg Kashin, que relatou os protestos contra o plano de destruição da floresta, também ficou gravemente ferido depois de um assalto, na capital russa, em 2010.

No ano passado, a locutora da rádio Eco de Moscou, Tatyana Felgengauer, foi esfaqueada no pescoço por um desconhecido dentro das instalações da emissora. A jornalista, uma reconhecida crítica do Kremlin, sobreviveu e não corre perigo de vida.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …