Kennedy foi “morto pela máfia sob supervisão da CIA e o FBI sabia”

Walt Cisco, Dallas Morning News / Wikimedia

O presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, em Dallas, em 1963, na sua limousine ao lado da mulher, Jackie, poucos minutos antes de ser assassinado

O presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, em Dallas, em 1963, na sua limousine ao lado da mulher, Jackie, poucos minutos antes de ser assassinado

Uma nova investigação em torno do assassinato de John F. Kennedy avança com a ideia de que o 35º presidente dos EUA foi morto por atiradores contratados pela máfia, sob supervisão da CIA e com o conhecimento do FBI.

A teoria foi divulgada pelo escritor e jornalista espanhol Javier García Sánchez que lançou um ensaio, intitulado “Teoria da conspiração. Desconstruindo um magnicídio: Dallas 22/11/63”, que aborda várias investigações efetuadas em torno da morte de Kennedy.

Em entrevista ao site RT, Sánchez explica que analisou “toda a literatura existente” sobre o assassinato e critica os escritores dizendo que, ao longo dos anos, veicularam uma “mentira”, ajudando a afirmar a ideia de que Lee Harvey Oswald foi quem matou Kennedy.

“É como contar a história do Terceiro Reich e da Segunda Guerra Mundial omitindo por completo o holocausto”, considera o jornalista espanhol.

Kennedy foi morto por uma rede de gente muito preparada. Falo de atiradores da máfia”, relata via telefone, ao RT, considerando que eram “atiradores de elite” que trabalhavam para “quem pagasse melhor”.

“E quem pagava melhor, normalmente, era a CIA”, acrescenta, destacando que a agência de inteligência norte-americana os compensou com heroína porque “pagar em dinheiro era muito perigoso”.

“Naquele dia, estavam ali contratados pela máfia, em uma operação totalmente supervisionada pela CIA – porque a máfia, por si só, jamais poderia ter feito tudo o que fez”, refere Sánchez sobre o assassinato de Kennedy.

E as altas instâncias do FBI sabiam. Refiro-me ao próprio J. Edgar Hoover e aos seus dois ou três subchefes. Sabiam de tudo semanas antes”, acrescenta.

Quanto às razões para este suposto conluio para matar o presidente dos EUA, o jornalista explica ao RT que Kennedy estava “incomodando a todos”.

“Estava colocando mafiosos na cadeia“, contra aquilo que “os Kennedy tinham concordado com os chefes da máfia”, nota, afirmando ainda que “ia retirar os EUA da guerra do Vietnã, com o descrédito militar que isso significava e com o negócio multimilionário que se perdia”.

Também “ia subir os impostos em quase 30% aos magnatas do petróleo e do aço (que era como tocar em Jesus e na Virgem Maria)” e “tinha acabado de convidar Martin Luther King para a Casa Oval”, o que, no sul dos EUA, era “praticamente, condenar-se à morte”, aponta Sánchez.

O jornalista conclui também que o assassinato de Kennedy acabou por desencadear uma verdadeira “matança”, com várias testemunhas e pessoas próximas dos fatos a serem mortas. Ele fala em “meia centena de mortes misteriosas” relacionadas com o caso, incluindo a do próprio Oswald que foi morto na época de sua detenção.

Para Sánchez é ainda evidente que os EUA “nunca vão admitir o que aconteceu” porque “houve uma participação massiva de instituições norte-americanas, como o Pentágono, a CIA, o FBI, e gente muito “respeitável” e com muito dinheiro, grandes acionistas de Wall Street, e o povo americano nunca poderia aceitar isso”.

“Admitir que as supostas “forças do bem”, quer dizer, o Governo, as instituições, o Senado, estavam entre a máfia e a CIA é muito duro para eles”, constata, destacando que “preferem fazer de conta que não sabem de nada e deixam o fantasma [de Oswald] dormir”.

// ZAP

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Sinceramente, ainda tem gente que acredita na teoria do único atirador? Sério que alguém acha que um só homem foi capaz de tal ato? O filme de Zapruder, que o FBI tentou e tentou destruir e não conseguiu, mostra claramente de onde vieram os tiros, e não foram só três. Todos do grassy knoll, nenhum do edifício de depósito de livros. E tem jornalista que ainda insiste nessa tese de que foi LHO o assassinato de Kennedy. Façam-me rir.

  2. Dá para acreditar que um país tão avançado como os EUA não conseguiria desvendar esse mistério, se quisesse ? Vejamos: um presidente desfilando em carro aberto para uma multidão. De quem foi a ideia para que isso acontecesse ? A comissão de segurança do presidente concordou com isso ? Poucos motociclistas fazendo uma tímida segurança ao redor do carro. Demora para a polícia ir atrás do possível atirador. Quais foram os motivos dos assassinatos dos presidentes norte-americanos ? Sempre de cunho econômico. Então, é de se supor que Kennedy estivesse incomodando ou ameaçando incomodar alguém economicamente. As gigantes do aço e do petróleo ameaçadas com aumento substancial de impostos são suspeitas. A indústria armamentista também, já que Kennedy demonstrava intenção de retirar as tropas americanas do Vietnã.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Inacreditável: homem de 101 sobrevive à gripe de 1918, guerra mundial e coronavírus

É quase inacreditável, mas aconteceu: um italiano de 101 anos sobreviveu a não uma, mas duas pandemias globais: a gripe espanhola de 1918 e o surto de COVID-19. Conhecido apenas como “Senhor P”, o homem foi …

IA usa imagens de satélites para localizar bombas não detonadas da Guerra do Vietnã

Muitas bombas lançadas durante a Guerra do Vietnã nunca explodiram e representam um sério perigo para a população local. Cientistas desenvolveram uma nova ferramenta alimentada por IA que facilitaria a detecção e desmantelamento desses explosivos. Um …

Crianças exibem pinturas de arco-íris nas janelas para alegrar colegas no Reino Unido

O Reino Unido deixou o negacionismo de lado para encarar a quarentena devido ao Coronavírus com seriedade desde esta segunda-feira, 23. Com as escolas fechadas, crianças desenham arco-íris e os exibem nas janelas para alegrar …

Covid-19: Austrália testa vacina contra tuberculose para imunizar profissionais da saúde

Uma equipe de cientistas australianos anunciou nesta sexta-feira (27) que decidiu testar em larga escala uma vacina usada durante décadas contra a tuberculose, a BCG, para comprovar se é capaz de imunizar profissionais da área …

'Pula no esgoto e nada acontece': Brasil tem mais de 300 mil internações por ano por doenças causadas por falta de saneamento

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) contrariam a declaração do presidente Jair Bolsonaro de que o brasileiro seria resistente a infecções, já que "pula no esgoto e nada acontece". Em 2016, houve 166,8 …

Camada de ozônio está se recuperando e mudança de fluxos de vento

A recuperação da camada de ozônio acima da Antártica continua lenta e constante. Um sintoma claro desta recuperação é a mudança na circulação atmosférica registrada por pesquisadores da Universidade de Colorado Boulder e publicada na …

Esta geleira da Antártica inquieta pesquisadores

Com seu recuo de 5 km em somente 22 anos, a geleira de Denman, na parte leste da Antártica, inquieta os pesquisadores, que consideram os graves riscos associados ao seu potencial desaparecimento completo. A ravina Denman, …

Jornalista da Globo chora ao pedir que idosos fiquem em casa por coronavírus

Em tempos de pandemia da Covid-19 pelo mundo – e afetando o Brasil, é claro – mesmo o jornalista mais profissional e experiente pode acabar se rendendo as emoções, como aconteceu com Jessica Senra, apresentadora …

Mãe conta como adolescente francesa de 16 anos morreu de quadro fulminante da Covid-19

A angústia dos franceses aumenta com a morte de uma adolescente de 16 anos, Julie, vítima do novo coronavírus. Ela morreu na terça-feira (24) no Hospital Necker de Paris, especializado em doenças infantis, 24 horas …

Ex-ministros da Saúde repudiam postura de Bolsonaro em pandemia

Ex-ministros da Saúde dos governos petistas criticaram nesta quinta-feira (26/03) o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro diante da pandemia do novo coronavírus. Em carta, eles defenderam as restrições impostas por governos estaduais e ressaltaram a …