Liberação de emendas, “dança das cadeiras”, fatura do PSC por relatoria: 2ª denúncia contra Temer movimenta o Planalto

José Cruz / ABr

Michel Temer

Para garantir a aprovação de um parecer favorável já na CCJ, o governo tem atuado em diversas frentes para conseguir os votos necessários para barrar a denúncia contra o presidente Michel Temer por obstrução de justiça e organização criminosa. O parecer do relator, o deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), deve ser entregue ainda nesta terça-feira (10) às 15h.

De acordo com o portal de notícias da Globo, assim como na primeira denúncia, que foi barrada pela Câmara dos Deputados, uma das linhas de atuação do Palácio do Planalto tem sido a substituição de integrantes da comissão que votariam contra Temer.

Desde a apresentação da segunda denúncia, no dia 14 de setembro, foram oito substituições para garantir cinco votos favoráveis a Temer, incluindo o do relator.

Relatoria

O governo se mobilizou para recolocar o governista Bonifácio de Andrada na CCJ.

Retirado da comissão pelo PSDB, que não queria que ele relatasse a matéria, o Palácio do Planalto articulou o retorno dele com o PSC, legenda do líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), que cedeu uma vaga.

Entretanto, o presidente recebeu nesta segunda-feira (9) o Pastor Everaldo, presidente do PSC, que foi ao planalto acompanhado de André Moura.

Segundo o blog da Andréia Sadi, colunista do G1, Everaldo cobra do governo a fatura pela operação que permitiu a permanência do relator que Temer queria na comissão. Entre os pedidos, ele quer que o Planalto o ajude em questões de sua base eleitoral, o Rio de Janeiro.

Liberação de emendas

Outra linha de atuação do governo para garantir votos favoráveis a Temer é a liberação de emendas parlamentares para deputados da base aliada. As emendas têm previsão no Orçamento da União e são pagas para obras ou projetos indicados pelos deputados em seus redutos eleitorais.

No entanto, segundo o G1, com o corte de gastos do governo federal, o pagamento das emendas tem demorado. No domingo, Temer fez uma reunião com o ministro Dyogo Oliveira (Planejamento) para tratar disso.

Segundo o blog da Andréia Sadi, o governo também negocia com parlamentares aliados, em troca de votos contra a denúncia, uma alternativa ao fim do imposto sindical, que foi extinto pelo Congresso Nacional na reforma trabalhista aprovada em julho.

A oposição também tem se articulado. O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) apresentou um requerimento para desmembrar a votação da denúncia de modo que a comissão vote de forma separada a autorização para o prosseguimento da denúncia em relação a cada um dos envolvidos. “Essa decisão sobre o fatiamento precede a leitura do parecer”, defende Molon, citado pela Globo.

Acompanhe ao vivo

Ciberia // G1

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Mudanças climáticas: cientistas treinam vacas para usar banheiro contra aquecimento global

Vacas podem ser treinadas para usar um banheiro para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, segundo uma experiência realizada na Alemanha por pesquisadores alemães e da Nova Zelândia. No estudo, os cientistas treinaram os …

Reprovação a Bolsonaro volta a subir, afirma Datafolha

O Instituto Datafolha apurou que a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro aumentou ainda mais, passando para 53% entre as pessoas consultadas, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (17/02) pelo jornal Folha de S. …

Empresa norueguesa assegura que pode 'eliminar' furacões antes que se tornem destrutivos

Especialistas ambientais advertem que o sistema de cortina de bolhas proposto pela empresa poderia ela própria provocar efeitos indesejados. A OceanTherm, startup norueguesa, assegura que sua tecnologia pode evitar que as tempestades tropicais se tornem poderosos …

Limitar aquecimento global a 1,5ºC exige redução drástica de gases poluentes, mostra relatório

Manter a temperatura da Terra a 1,5°C será impossível sem uma redução massiva das emissões de gases poluentes. É o que mostra um novo relatório divulgado pela ONU nesta quinta-feira (16). O documento "United …

Alemanha libera entrada para brasileiros que apresentem teste negativo

A Alemanha vai deixar de considerar o Brasil como área de alto risco na pandemia do novo coronavírus a partir deste domingo, anunciou nesta sexta-feira (17/09) o Instituto Robert Koch (RKI), a agência governamental alemã …

Assembleia-Geral da ONU: exigência de vacina ainda não está decidida, mas é improvável que Bolsonaro seja barrado

Perdeu força a possibilidade de que líderes de países tenham que comprovar que se vacinaram contra a covid-19 para participar da 76ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que acontece na semana que vem …

Submarinos: França perde o "contrato do século" para a Austrália, que opta por EUA e Reino Unido

O jornal econômico Les Echos estampa em sua primeira página desta quinta-feira (16) uma notícia, ainda no condicional, que se concretizaria durante a madrugada: "A Austrália desiste de uma encomenda de 12 submarinos franceses …

VSR: o pouco conhecido vírus que se espalha entre crianças no mundo e também no Brasil

No início de 2021, a equipe do Hospital Infantil de Maimonides, no Brooklyn, em Nova York (EUA), começou a experimentar uma cautelosa sensação de alívio. Os casos de covid-19 na cidade estavam em queda. Como …

Com popularidade em queda, premiê britânico Boris Johnson reforma equipe de governo

Após semanas de boatos, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, decidiu modificar o governo nesta quarta-feira para formar uma "equipe unida" e enfrentar os desafios depois de um ano e meio de pandemia e em …

Relatório lista mais de uma dezena de crimes atribuídos a Bolsonaro

Um grupo de juristas liderados pelo ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior entregou nesta terça-feira (14/09) à CPI da Pandemia um relatório de 226 páginas com possíveis crimes cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro durante a …