Líder da oposição de Belarus deixa o país

Serge Serebro, Vitebsk Popular News / Wikimedia

A candidata da oposição na Bielorrússia, Svetlana Tikhanovskaia

Ministro da Lituânia afirma que Svetlana Tikhanovskaya “está em segurança” no país vizinho. Regime de Alexander Lukansheko, no poder desde 1994, vem reprimindo protestos que acusam governo de fraudar eleições.

O ministro das Relações Exteriores da Lituânia, Linas Linkevicius, disse nesta terça-feira (11/08) que a candidata da oposição de Svetlana Tikhanovskaya deixou Belarus e “está em segurança” no país vizinho.

O paradeiro de Tikhanovskaya seguia desconhecido na segunda-feira. Sua equipe de campanha não conseguia contatá-la por telefone depois que ela deixou o prédio da comissão eleitoral de Belarus. Havia o temor de que ela havia sido presa pelo regime de Alexander Lukansheko, no poder desde 1994.

Não está claro se ela fugiu do país ou foi forcada a sair pelo regime de Lukansheko.

O ministro lituano Linkevicius disse a uma rádio do seu país que Tikhanovskaya chegou a ser detida em Belarus por sete horas na segunda-feira, mas não disse por quem e por quê.

O autoritário líder de Belarus, Lukansheko, vem reivindicando a vitória no pleito de domingo. A comissão eleitoral do país, controlada por seu governo, afirma que Lukansheko, conhecido como o “último ditador da Europa”, recebeu 80% dos votos. A oposição, no entanto, afirma que o pleito foi marcado por fraudes sistemáticas e por perseguição aos opositores.

Vários países europeus, como a Alemanha, também consideram que a eleição não foi justa. Berlim afirmou que as eleições não cumpriram “os padrões democráticos mínimos”. Não foi permitida a presença de observadores internacionais durante a votação.

Depois do anúncio dos resultados parciais, na noite de domingo, a capital de Belarus, e mais 20 cidades do país, foram tomadas por protestos contra Lukansheko. Milhares de pessoas foram presas durante a repressão. Na noite de segunda-feira, as manifestações ainda persistiam. Soldados foram vistos patrulhando as ruas de Minsk intimidando manifestantes. No domingo, imagens transmitidas por redes internacionais mostraram a polícia lançando gás lacrimogênio, disparando balas de borracha, usando canhões d’água e golpeando manifestantes.

Tikhanovskaya não tomou parte nos protestos. Em junho, as autoridades do país prenderam seu marido, o oposicionista Viktor Babariko. Tikhanovskaya, uma ex-professora de 37 anos, acabou tomando o lugar do cônjuge na corrida para a Presidência.

Segundo os resultados divulgados pela comissão eleitoral de Belarus nesta segunda-feira, Lukashenko obteve 80.23% dos votos, enquanto Tikhanovskaya recebeu apenas 9,9%.

Tikhanovskaya chegou a contestar os resultados antes de sumir de cena na segunda-feira, afirmando para repórteres que “as autoridades precisam pensar em maneiras pacíficas de entregar o poder”. “É claro que não reconhecemos os resultados.”

Apesar da inexperiência política, Tkhanovskaya representou o maior desafio já imposto a Lukashenko. Os comícios dela atraíram algumas das maiores multidões observadas no país desde a queda da União Soviética, em 1991. A candidatura deu origem a um novo movimento informal de protesto.

A reação das autoridades foi reprimir. Mais de mil manifestantes foram presos desde o início da campanha eleitoral, em maio, até o pleito, segundo a ONG Viasna. No sábado, véspera do pleito, pelo menos nove membros da campanha de Tkhanovskaya foram detidos. A própria candidata chegou a se esconder na véspera para evitar ser presa.

Jornalistas também foram detidos durante a campanha, incluindo o correspondente da DW Alexander Burakov. O país aparece na 153ª posição no ranking de liberdade de imprensa da organização Repórteres Sem Fronteiras, que inclui 180 países.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Coronavírus: Reino Unido proíbe entrada de viajantes vindos da América do Sul e de Portugal por variante encontrada no Brasil

Chegadas ao Reino Unido da América do Sul e Portugal serão proibidas a partir de sexta-feira (15/01) devido a preocupações com a variante brasileira do coronavírus. O secretário de transportes, Grant Shapps, disse que a mudança …

Vacinação nacional contra a COVID-19 começa no dia 20, às 10h

Ao que tudo indica o Brasil já tem uma data oficial para o início da vacinação, em massa, contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2). Nesta quinta-feira (14), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informou que a …

"Futuro assustador de extinção em massa" nos espera, elite dos cientistas alerta

O planeta enfrenta um “futuro assustador de extinção em massa, declínio da saúde e distúrbios climáticos” que ameaçam a sobrevivência humana por causa da ignorância e da inação, de acordo com um grupo internacional de …

Oferta de perfuração do Ártico tem fracasso histórico por falta de interessados

O recente leilão que oferecia arrendamentos de perfuração de petróleo no Ártico foi um fracasso. Esperava-se que a chamada atraísse muitos interessados em explorar a área no Alasca, mas a realidade foi outra. A notícia é …

Palácio mais antigo da China de 5.300 anos é descoberto perto de antiga capital

Palácio descoberto no sítio arqueológico de Shuanghuaishu, nos arredores da cidade de Zhengzhou, uma das oito capitais antigas, foi construído por volta de 3300 a.C., ou seja, tem cerca de 5.300 anos, sendo possivelmente a …

Variante da Covid-19 no Brasil faz Reino Unido banir viajantes da América Latina e Portugal

O governo britânico proibiu, nesta quinta-feira, as chegadas de todos os países da América do Sul e do Panamá, além de Portugal, em resposta à nova variante da Covid-19, descoberta no Brasil. A decisão …

CEO do Twitter defende banimento de Trump da rede social

Jack Dorsey diz que medida resulta do “fracasso” da plataforma em mediar diálogo saudável e admite que pode abrir “precedente perigoso”. Proibição veio após presidente dos EUA insuflar apoiadores que invadiram Capitólio. O CEO da rede …

O zumbido de fundo do universo pode ter sido ouvido pela primeira vez

Baseado no que sabemos sobre ondas gravitacionais, o Universo deve estar cheio delas. Cada par de buracos negros ou estrelas de nêutrons e colisão, cada supernova com núcleo em colapso — até mesmo o próprio …

Monocultura da soja destruiu mais de 30% do cerrado brasileiro entre 2004 e 2017, alerta WWF

Os 24 principais focos de desmatamento no mundo provocaram a perda de uma superfície equivalente ao tamanho do Paraguai em menos de uma década, aponta um relatório do Fundo Mundial para a Natureza (WWF, na …

Coreia do Sul eleva capacidades de combate para conter ameaça norte-coreana

A Coreia do Sul planeja elevar suas capacidades militares para conter as ameaças de mísseis de curto alcance dos norte-coreanos, declarou o Ministério da Defesa sul-coreano. A declaração ocorreu após os norte-coreanos prometerem elevar o arsenal …