Lula está em forma para assumir presidência do Brasil, afirma Dilma Rousseff

Lula Marques / AGPT

m entrevista exclusiva à Sputnik, a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) faz balanço sobre o governo de Jair Bolsonaro, situação do país e possibilidade de o ex-presidente Lula retornar ao cargo.

Ao ser questionada sobre o desempenho do governo de Jair Bolsonaro, que obtém a maior queda de popularidade de um presidente recentemente eleito, Dilma acredita que a baixa popularidade é um indicador do estarrecedor grau de irresponsabilidade do atual governo, que não possui qualquer projeto para o Brasil, já que o presidente Jair Bolsonaro consegue ver à sua frente apenas valores ultradireitistas.

Muitos da direita moderada, inclusive a mídia, o mercado e os militares acreditavam que depois de ser eleito, o presidente seria domesticável, entretanto, ele não pode ser domesticado, pois os “neofascistas nunca são domesticáveis“, afirma Dilma.

Para Dilma, Bolsonaro possui duas propostas articuladas em seu governo. A Neoliberal, que consiste em desregulamentar o mercado de trabalho e entregar a previdência aos bancos, ou seja, entregá-la para o sistema de privatização dos bancos, através do sistema de capitalização.

“Além disso, nós temos algumas estatais importantíssimas, como a Petrobras que é a sétima empresa de petróleo do mundo”, ressalta Dilma, destacando que nenhuma empresa estatal de petróleo das vinte maiores, treze são estatais e nenhuma está sendo vendida. Contudo, a ex-presidente acredita que a Petrobras seja privatizada aos poucos, logo depois da previdência de Bolsonaro.

Dilma também cita o efeito arrasador do governo Bolsonaro com relação aos bancos públicos, como o BNDS que está sendo destruído, além da intenção de privatizar o Banco do Brasil, a Caixa Econômica e o setor da educação pública do país. Com isso, o governo de Jair Bolsonaro está “comprometendo seriamente o futuro do país” com a política defendida por ele.

A outra política seria o mercado e o judiciário, representados pelo ministro Guedes e pelo ministro Moro, além de Bolsonaro, que defende a tese de que o país deve ser limpo, que as pessoas devem ser mortas na rua sem qualquer direito de averiguação posterior, entre outras situações.

Além disso, o presidente Jair Bolsonaro defende o neofascismo, agindo contra a demarcação de terra, negros, homossexuais, índios, emissão de gases, e todos aqueles que acreditavam que poderia dominá-lo, entretanto, isso não é possível, o que está criando um impasse no país.

Dilma acredita que a democracia está fortemente corroída por dentro, passando por um processo perigoso, devido às omissões, que permitiram seu impeachment e medidas contra o ex-presidente Lula e Temer, que foi preso recentemente. A ex-presidente enfatiza que todas essas medidas foram tomadas com um propósito: a prisão de Lula.

Isso porque o governo Dilma e Lula conseguiu fazer algo que Bolsonaro não está conseguindo, como por exemplo, no governo Dilma e Lula, conseguiram lutar pelo direito dos indígenas, além de elevar a renda da classe baixa, permitir o acesso à educação, aplicar o programa ‘mais médicos’ para mais de 63 milhões de pessoas.

Hoje, Bolsonaro representa a derrota do golpe e a consequência do golpe, já que a democracia foi ameaçada e a economia corroída, pois tudo que prometeram não está sendo cumprido, e provavelmente, não será cumprido.

Temer e Lula

Com relação a Temer, Dilma afirma que ele foi usado e não o considera relevante para a política, é algo que não tem sentido algum e não mudará nada na política.

“Ele será julgado pela história, pelo papel que ele escolheu desempenhar, o papel de traidor”, declarou Dilma, ressaltando que ele é traidor do país ao entregar o limite do teto de gastos e elevar o valor do gás de cozinha.

Sobre Lula, a ex-presidente Dilma, declara que ele não foi preso pelo tríplex, que não é dele, já que o imóvel foi dado em garantia pela empresa para conseguir empréstimo bancário. A prisão de Lula teria ocorrido para a aplicação de um golpe, utilizando a lei para destruir um forte adversário político na eleição.

“O processo que condenou Lula, era um processo incompatível com o juiz, que, por sinal, favoreceu a eleição de Bolsonaro, negociando a ida de Moro para o Supremo, como uma ‘negociata’, uma forma de corrupção muito grave, que um juiz não possa permitir”.

“O Lula tem presente, tem história presente no povo brasileiro, ele representa o hoje e a possibilidade de que o amanhã seja um amanhã muito melhor, maior e mais comprometido com o povo do país, ele representa a esperança”, garante Dilma.

Dilma conclui dizendo que Lula está completamente em forma e capaz de assumir a presidência do país, além disso, ele tem consciência de que é inocente e tem uma causa maior: “Lula é forte e dá a volta por cima.”

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Por favor, entrevistem o pipoqueiro, o peixeiro, a prostituta, o militar, o traficante, mas não a Dilma. Além de estúpida, é de um mau caráter espantoso. Como pode mentir tanto assim para o público, de cara lavada?
    Se ela se acha tudo o que disse, porque não entra em campanha para a Presidência? Quem sabe a derrota na disputa pelo senado foi apenas uma estratégia dessa “maravilha” política!

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …