Lula está em forma para assumir presidência do Brasil, afirma Dilma Rousseff

Lula Marques / AGPT

m entrevista exclusiva à Sputnik, a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) faz balanço sobre o governo de Jair Bolsonaro, situação do país e possibilidade de o ex-presidente Lula retornar ao cargo.

Ao ser questionada sobre o desempenho do governo de Jair Bolsonaro, que obtém a maior queda de popularidade de um presidente recentemente eleito, Dilma acredita que a baixa popularidade é um indicador do estarrecedor grau de irresponsabilidade do atual governo, que não possui qualquer projeto para o Brasil, já que o presidente Jair Bolsonaro consegue ver à sua frente apenas valores ultradireitistas.

Muitos da direita moderada, inclusive a mídia, o mercado e os militares acreditavam que depois de ser eleito, o presidente seria domesticável, entretanto, ele não pode ser domesticado, pois os “neofascistas nunca são domesticáveis“, afirma Dilma.

Para Dilma, Bolsonaro possui duas propostas articuladas em seu governo. A Neoliberal, que consiste em desregulamentar o mercado de trabalho e entregar a previdência aos bancos, ou seja, entregá-la para o sistema de privatização dos bancos, através do sistema de capitalização.

“Além disso, nós temos algumas estatais importantíssimas, como a Petrobras que é a sétima empresa de petróleo do mundo”, ressalta Dilma, destacando que nenhuma empresa estatal de petróleo das vinte maiores, treze são estatais e nenhuma está sendo vendida. Contudo, a ex-presidente acredita que a Petrobras seja privatizada aos poucos, logo depois da previdência de Bolsonaro.

Dilma também cita o efeito arrasador do governo Bolsonaro com relação aos bancos públicos, como o BNDS que está sendo destruído, além da intenção de privatizar o Banco do Brasil, a Caixa Econômica e o setor da educação pública do país. Com isso, o governo de Jair Bolsonaro está “comprometendo seriamente o futuro do país” com a política defendida por ele.

A outra política seria o mercado e o judiciário, representados pelo ministro Guedes e pelo ministro Moro, além de Bolsonaro, que defende a tese de que o país deve ser limpo, que as pessoas devem ser mortas na rua sem qualquer direito de averiguação posterior, entre outras situações.

Além disso, o presidente Jair Bolsonaro defende o neofascismo, agindo contra a demarcação de terra, negros, homossexuais, índios, emissão de gases, e todos aqueles que acreditavam que poderia dominá-lo, entretanto, isso não é possível, o que está criando um impasse no país.

Dilma acredita que a democracia está fortemente corroída por dentro, passando por um processo perigoso, devido às omissões, que permitiram seu impeachment e medidas contra o ex-presidente Lula e Temer, que foi preso recentemente. A ex-presidente enfatiza que todas essas medidas foram tomadas com um propósito: a prisão de Lula.

Isso porque o governo Dilma e Lula conseguiu fazer algo que Bolsonaro não está conseguindo, como por exemplo, no governo Dilma e Lula, conseguiram lutar pelo direito dos indígenas, além de elevar a renda da classe baixa, permitir o acesso à educação, aplicar o programa ‘mais médicos’ para mais de 63 milhões de pessoas.

Hoje, Bolsonaro representa a derrota do golpe e a consequência do golpe, já que a democracia foi ameaçada e a economia corroída, pois tudo que prometeram não está sendo cumprido, e provavelmente, não será cumprido.

Temer e Lula

Com relação a Temer, Dilma afirma que ele foi usado e não o considera relevante para a política, é algo que não tem sentido algum e não mudará nada na política.

“Ele será julgado pela história, pelo papel que ele escolheu desempenhar, o papel de traidor”, declarou Dilma, ressaltando que ele é traidor do país ao entregar o limite do teto de gastos e elevar o valor do gás de cozinha.

Sobre Lula, a ex-presidente Dilma, declara que ele não foi preso pelo tríplex, que não é dele, já que o imóvel foi dado em garantia pela empresa para conseguir empréstimo bancário. A prisão de Lula teria ocorrido para a aplicação de um golpe, utilizando a lei para destruir um forte adversário político na eleição.

“O processo que condenou Lula, era um processo incompatível com o juiz, que, por sinal, favoreceu a eleição de Bolsonaro, negociando a ida de Moro para o Supremo, como uma ‘negociata’, uma forma de corrupção muito grave, que um juiz não possa permitir”.

“O Lula tem presente, tem história presente no povo brasileiro, ele representa o hoje e a possibilidade de que o amanhã seja um amanhã muito melhor, maior e mais comprometido com o povo do país, ele representa a esperança”, garante Dilma.

Dilma conclui dizendo que Lula está completamente em forma e capaz de assumir a presidência do país, além disso, ele tem consciência de que é inocente e tem uma causa maior: “Lula é forte e dá a volta por cima.”

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Por favor, entrevistem o pipoqueiro, o peixeiro, a prostituta, o militar, o traficante, mas não a Dilma. Além de estúpida, é de um mau caráter espantoso. Como pode mentir tanto assim para o público, de cara lavada?
    Se ela se acha tudo o que disse, porque não entra em campanha para a Presidência? Quem sabe a derrota na disputa pelo senado foi apenas uma estratégia dessa “maravilha” política!

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Líbano inicia luto nacional e recebe ajuda internacional

Diversos países enviam suprimentos médicos a Beirute. Presidente da França chega ao Líbano para avaliar situação. Megaexplosão deixou ao menos 137 mortos, incluindo diplomata alemão, e mais de 5 mil feridos. Beirute amanheceu nesta quinta-feira (06/08) …

StarShip finalmente levanta voo: a nave que um dia levará cem humanos para Marte e Lua

A SpaceX fez um lançamento de teste com sucesso do seu gigantesco protótipo do StarShip SN5 em Boca Chica, Texas (EUA), a uma altura planejada de 150 metros. A massiva torre de aço inoxidável flutuou no …

EUA conduzem lançamento de teste do míssil balístico Minuteman III

O projétil não tinha ogiva de combate, mas era equipado com três veículos recuperáveis que foram submetidos a testes. Militares dos EUA lançaram na manhã desta terça-feira (4) um míssil balístico Minuteman III a partir da …

Beirute soma mais de 100 mortos e 4000 feridos após explosões

O Líbano vive nesta quarta-feira (5) um dia de luto nacional, após as explosões na região portuária de Beirute, na tarde de ontem. A tragédia soma pelo menos 100 mortos, 4.000 feridos e 300.000 …

Mensagem na areia salva marinheiros desaparecidos no Oceano Pacífico

Trio de marinheiros que havia se desviado de rota e ficado sem combustível foi localizado numa pequena ilha da Micronésia após três dias. Aeronaves avistaram sinal gigante de SOS escrito na areia da praia. Três homens …

Problemas cardíacos duradouros se apresentam em 78% dos pacientes de coronavírus

O entusiastas do retorno da economia para a normalidade defendem suas opiniões geralmente com base no fato da maioria dos pacientes exibirem sintomas leves ou sequer ter qualquer sintoma de coronavírus, comparando negligentemente o Covid-19 …

Governo britânico vai pagar parte da conta de consumo em pubs e restaurantes

Incentivos não vão faltar para quem estava com saudades de frequentar bares, pubs e restaurantes no Reino Unido. Durante o mês de agosto, o governo britânico vai bancar parte da conta de quem sair …

Cientistas revelam origem de estranhos meteoritos encontrados na Terra

Uma equipe de cientistas norte-americanos teoriza que alguns dos meteoritos, que não se encaixam nas duas categorias principais, têm uma origem até hoje desconhecida por astrônomos. Um grupo significante de meteoritos, que existem hoje na Terra, …

Twitter pode ser multado em US$ 250 milhões por abuso de dados dos usuários

O Twitter confessou que, possivelmente, será multado em até US$ 250 milhões pela Comissão Federal de Comércio dos EUA (FTC, no original em inglês) por ter desrespeitado um acordo firmado em 2011 com a agência …

OMS afirma que não há solução milagrosa para lutar contra Covid-19

A Organização Mundial de Saúde avisou na segunda-feira que não há, nem haverá uma solução milagre contra a pandemis de Covid-19, não obstante a corrida que se verifica actualmente de forma a descobrir uma vacina …