Macron com ‘vitória arrasadora’ em eleição legislativa na França

Ville de Nevers / Flickr

Emmanuel Macron, novo presidente da França

Emmanuel Macron, novo presidente da França

O partido de centro do presidente da França, Emmanuel Macron, está a caminho de uma vitória arrasadora nas eleições legislativas do país, após o primeiro turno do pleito neste domingo.

Projeções apontam que o República em Marcha, LRM, partido recém-criado por Macron, e seu aliado MoDem deverão conquistar 445 das 577 cadeiras na Assembleia Nacional. O resultado final será conhecido no próximo domingo, no segundo turno da votação.

O partido de Macron foi criado no ano passado, com muitos nomes da sociedade civil e de fora da política tradicional. O próprio presidente nunca havia disputado eleição antes de conquistar a Presidência, e construiu sua plataforma política com forte apelo à renovação.

Com todas as urnas apuradas, o LRM e o MoDem alcançaram 32,3% dos votos.

Os Republicanos, direita conservadora francesa, ficaram com menos de 16%, enquanto o anterior partido no poder, o Partido Socialista, ficou com apenas 7,4%. A Frente Nacional, de extrema direita, ficou com 13,2% e o França Insubmissa, de extrema esquerda, com 11%.

O comparecimento às urnas, de 48,7% (o voto não é obrigatório na França), ficou abaixo do índice do primeiro turno do pleito legislativo de 2012, de 57,2%. Analistas atribuíram o fato a um possível desânimo entre oponentes de Macron.

Para Hugh Schofield, correspondente da BBC em Paris, não há dúvidas do feito “extraordinário” obtido por Macron. “Sim, ele teve sorte, mas também previu com destreza – com os movimentos certos na hora certa – como o mapa da política francesa estava esperando para ser redesenhado”, afirmou.

Se as projeções se confirmarem, a mudança na Assembleia Nacional será a maior desde 1958, quando Charles de Gaulle instituiu a Quinta República francesa.

Para analistas, além de pegar carona no desejo da sociedade francesa por renovação política, Macron soube construir rapidamente a imagem de presidente, dentro e fora da França, apesar da inexperiência e de ter apenas 39 anos.

Durante a campanha, ele prometera “reabilitar” a função presidencial, desgastada após os mandatos do socialista François Hollande (2012-2017) e do conservador Nicolas Sarkozy (2007-2012).

Ele já deixou uma marca no plano internacional, sobretudo por ter se oposto ao presidente americano, Donald Trump, em temas como mudanças climáticas.

O provável sucesso no primeiro teste de Macron após a chegada ao Palácio do Eliseu também tem a ver com a habilidade política que ele demonstrou ao compor seu governo, apontam especialistas.

Macron, de 39 anos, derrotou a líder da Frante Nacional, Marine Le Pen, no segundo turno da eleição presidencial, no mês passado. Le Pen associou a performance ruim de seu partido ao baixo comparecimento às urnas e cobrou mudanças no sistema eleitoral da França, que para ela favorece as grandes siglas.

“Essa taxa de abstenção catastrófica deveria chamar a atenção para regras eleitorais que afastam milhões de compatriotas das urnas”, afirmou.

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Agora sabemos sobre o que os orangotangos estão conversando: estudo

Um novo estudo da Universidade de Exeter desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os pesquisadores passaram dois anos filmando mais de 600 horas do comportamento …

Cientistas desenvolvem holograma com som e toque iguais aos de Star Wars

Quando pensamos em desenvolver tecnologias baseadas nos filmes de Star Wars, a primeira, segunda e terceira coisa que passa pela cabeça dos fãs é a criação de sabres de luz da vida real. Mas, para os …

Secom diz que não há 'indicativo de câncer de pele' em Bolsonaro

Após o presidente Jair Bolsonaro declarar que tinha feito exame para investigar "possível câncer de pele", a Secretaria de Comunicação da Presidência disse por nota que não havia qualquer indicativo da doença. O chefe de Estado …

Evo Morales vai fazer da Argentina o seu comitê de campanha para as eleições na Bolívia

Em uma operação secreta, o ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, chegou à Argentina de onde vai comandar a campanha do seu partido para as próximas eleições. Depois de passar quase um mês no México, …

Boris Johnson vence por ampla margem no Reino Unido

O Partido Conservador do atual primeiro-ministro, Boris Johnson, conquistou a maioria absoluta dos assentos no Parlamento do Reino Unido nas eleições realizuadas nesta quinta-feira (12/12) no país. Esse resultado eleitoral garante ao premiê o número …

Simples e atemporal, azul clássico é a cor de 2020, segundo a Pantone

A cor do ano de 2020 será o Classic Blue, um azul clássico que oferece estabilidade e conexão. Quem diz isso é a Pantone, a principal empresa de cores do mundo, que oferece o sistema …

Segredos do idioma dos orangotangos são revelados

Um novo estudo da Universidade de Exeter (Inglaterra) desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os pesquisadores passaram dois anos filmando mais de 600 horas do comportamento …

Exaustos com o Brexit, britânicos vão às urnas pela quarta vez em quatro anos

O Reino Unido está indo às urnas nesta quinta-feira (12) para o que está sendo chamada de a eleição mais importante desta era. Os britânicos estão diante de duas escolhas: apoiar o primeiro-ministro conservador Boris Johnson e …

VÍDEO da NASA revela degelo dramático das geleiras do Alasca

Vídeo recém-publicado mostra derretimento de geleiras e calotas de gelo do Alasca visto do espaço. Algumas imagens revelam mudanças de quase 50 anos, e dão aos cientistas novas ideias relacionadas aos efeitos das mudanças climáticas …

Greta Thunberg é eleita Pessoa do Ano pela "Time"

Revista dedica capa à jovem adolescente sueca por liderar a maior manifestação pelo clima na história da humanidade e diz que mudanças significativas raramente ocorrem sem a força mobilizadora de indivíduos influentes. A ativista sueca Greta …