Maduro diz estar disposto a negociar com oposição

Governo da Venezuela

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

Declaração é feita após líder oposicionista Juan Guaidó propor diálogo mediado por comunidade internacional. Noruega já estaria em contato com regime e oposição.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou nesta quarta-feira (12/05) que está disposto a se reunir com representantes da oposição num encontro mediado por governos internacionais. A declaração foi feita um dia após o líder oposicionista Juan Guaidó propor a negociação de acordo entre as “forças democráticas” e o regime.

Durante um ato governamental transmitido pela emissora de televisão estatal VTV, Maduro afirmou que concorda em participar de uma negociação medida pela União Europeia ou pelo governo da Noruega. “Quando eles quiserem, onde quiserem e como quiserem, eu estou pronto para me reunir com toda a oposição para ver o que sai disso”, declarou.

Reconhecido em janeiro de 2019 como presidente interino da Venezuela pelos Estados Unidos e mais de 50 países, Guaidó não conseguir tirar Maduro do poder, que continuou a receber o apoio de Rússia, China e Cuba. Nesta terça-feira, o oposicionista voltou a propor o retorno das negociações, com estabelecimento de um cronograma para eleições e a possibilidade de revisão das sanções impostas à Venezuela.

Guaidó publicou nas redes sociais um vídeo em que disse buscar um grande acerto entre os atores políticos dentro da Venezuela. “Esse acordo precisa surgir através de um processo de negociação entre as forças democráticas legítimas, o regime e os poderes internacionais”, destacou o líder oposicionista.

Proposta da oposição

No vídeo, Guaidó afirmou que o acordo deve incluir “a entrada maciça de ajuda humanitária e vacinas contra a covid-19, garantias para todos os atores das forças democráticas e também do ‘chavismo’, com mecanismos para a reinstitucionalização da Venezuela”.

Ele pediu ainda a libertação de presos políticos, o regresso dos exiliados, o fim progressivo das sanções internacionais contra o país condicionado ao cumprimento de metas estabelecidas nas negociações, e um cronograma para a realização de eleições gerais “livres e justas”.

A Venezuela deve realizar eleições regionais neste ano, mas ainda não está claro se a oposição pretende participar. Os opositores boicotaram o pleito legislativo do ano passado, afirmando que não havia garantias de que o processo seria democrático.

Depois de meses de recusa em participar de negociações, o governo parece ter voltado atrás. Maduro enxerga a investida dos opositores com bons olhos, mas voltou a acusá-los nesta quarta de tentar tirá-lo do cargo através de um golpe de Estado.

“Vamos ver se sai algo de bom disso. Eles abandonaram o caminho da guerra, da invasão, dos ataques, do golpe de Estado e vêm para o caminho eleitoral. Estamos esperando por eles aqui, no caminho eleitoral. A proposta foi aprovada”, afirmou, que, no entanto, ironizou ao dizer que o ex-presidente do Parlamento venezuelano pode ter alguma carta na manga.

“Guaidó quer se sentar comigo. O que trará em suas mãos? Que armadilha trará? Será que lhe deram a ordem do Norte?”, provocou, chamando o rival de “boi de piranha” dos Estados Unidos.

Mediação da Noruega

Nesta quarta, em entrevista coletiva conjunta, representantes da oposição reforçaram a possibilidade de contar com a Noruega como mediadora na negociação e confirmaram que representantes do país escandinavo visitaram a Venezuela em duas ocasiões neste ano.

A Noruega mediou o diálogo entre a oposição e Maduro que fracassou em 2019 e foram suspensos após os Estados Unidos intensificaram as sanções econômicas contra o país. Sem dar mais detalhes, o governo norueguês confirmou estar em contato com atores políticos e sociais venezuelanos.

A Venezuela enfrenta uma grave crise econômica, marcada por sete anos de recessão e quatro de hiperinflação. Os serviços públicos básicos estão em colapso e mais de 5 milhões de venezuelanos já deixaram o país em busca de melhores condições de vida.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Fábrica russa eliminará deficiências na produção da Sputnik V de acordo com recomendações da OMS

Em resultado de inspeções efetuadas na Rússia, o grupo de especialistas da Organização Mundial da Saúde fez várias observações sobre a fabricação da vacina Sputnik V. Estas são ligadas principalmente à proteção do meio ambiente …

Brasil ultrapassa Índia e volta a ser líder mundial em mortes diárias por coronavírus

Em meio ao avanço da terceira onda da pandemia, o Brasil ultrapassou a Índia e voltou à liderança do número de mortes diárias por covid-19 registradas, em média. São mais de 2.000 óbitos registrados por …

Rajadas rápidas de rádio ajudarão a mapear distribuição de matéria no universo

O novo levantamento dos dados coletados pelo radiotelescópio CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment) resultou em mais de 500 rajadas rápidas de rádio devidamente catalogadas, todas feitas durante o primeiro ano de atuação do telescópio. Agora, …

Lider da UE chama lei húngara anti-LGBT de vergonha

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, afirma que vai usar poderes de que dispõe para garantir direitos de todos os cidadãos do bloco. Países pediram à UE que agisse. A presidente da Comissão Europeia, …

Apesar de ter vacinado mais da metade da população, Israel teme 2ª onda de Covid

O primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, alertou nesta terça-feira que o país pode enfrentar uma nova onda de coronavírus. Segundo ele, o aumento do número de doentes, causado pela chegada da variante Delta, “importada” por …

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …

Ministro da Saúde diz que não há mudança de estratégia para a Coronavac

No início desta segunda-feira (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que não haverá qualquer mudança de estratégia para a aplicação da CoronaVac. A declaração do ministro foi feita em audiência ao Senado Federal, revelando …

Há 80 anos, Hitler invadia a URSS – e começava a perder a guerra

Adolf Hitler e seus generais vinham planejando há meses para este momento. No domingo, 22 de junho de 1941, havia chegado a hora: às 3h15 da manhã, a Wehrmacht, forças armadas nazistas, atacou a União …

Com apenas 2% da população imunizada, África quer fabricar suas próprias vacinas anticovid

A África do Sul anunciou nesta segunda-feira a primeira etapa para capacitar seu continente na produção de vacinas anticovid. A conclusão do projeto ainda não tem data prevista, mas a iniciativa já é vista …