Magnata da mídia é preso em Hong Kong

swanky-hsiao / Flickr

Jimmy Lai

Jimmy Lai, crítico do regime de Pequim e proprietário de jornal pró-democracia, foi detido com base em nova lei de segurança nacional imposta pela China.

O empresário Jimmy Lai, uma das figuras mais influentes do movimento pró-democracia em Hong Kong, foi preso nesta segunda-feira (10/08) com base na lei de segurança nacional imposta em junho por Pequim na antiga colônia britânica.

Sua detenção nesta segunda-feira foi revelada por um de seus assistentes. Outros dois funcionários e dois filhos do empresário foram presos. Mais tarde, em comunicado, a polícia anunciou sete detenções por suspeitas de conluio com forças estrangeiras e por fraude.

Em fevereiro, Lai, que também tem cidadania britânica, já havia sido acusado de “participar conscientemente de uma manifestação não autorizada”.

Lai, de 71 anos, é proprietário da Next Digital, um dos maiores grupos de mídia de Hong Kong, que edita o jornal Apple Daily, crítico de Pequim e um dos mais lidos do território, e um site com o mesmo nome.

Em entrevistas, Lai, que fez fortuna nos anos 1980 no ramo do vestuário, disse que decidiu investir em negócios de mídia após a violenta repressão das autoridades chinesas aos estudantes pró-democracia na Praça da Paz Celestial (Tiananmen), em 4 de junho de 1989. Seu patrimônio é estimado em mais de 1 bilhão de dólares.

No fim da manhã desta segunda-feira, quase 200 policiais se deslocaram para a sede do grupo de comunicação em uma área industrial do bairro Lohas Park.

Jornalistas do Apple Daily transmitiram ao vivo no Facebook as imagens da operação, que mostram o chefe de redação da publicação, Law Wai-kwong, solicitando aos policiais o mandado de busca.

Chris Yeung, presidente da Associação de Jornalistas de Hong Kong, chamou a operação de “impactante e aterrorizante”. “Isto não tem precedentes e era inimaginável há um ou dois meses”, disse. Lai apareceu na redação sendo escoltado, algemado, por policiais.

Em meados de junho, duas semanas antes da promulgação da nova lei de segurança, Lai declarou que esperava ser detido. “Estou preparado para ir à prisão”, disse à agência AFP. “Se isto acontecer, terei a oportunidade de ler os livros que ainda não consegui. A única coisa que posso fazer é permanecer otimista.”

Na mesma entrevista à AFP, ele afirmou que a nova lei de segurança nacional deixara Hong Kong “de joelhos” e citou o temor de processos contra jornalistas.

Ele ainda advertiu que Hong Kong se tornaria tão corrupta quanto a China continental porque “sem o Estado de Direito, as pessoas que fazem negócios aqui não terão proteção”.

Após a prisão desta segunda-feira, a imprensa estatal da China descreveu Lai como um “instigador de tumultos” que “espalhou ódio e boatos” e “difamou as autoridades de Hong Kong e de Pequim por anos”.

A prisão ocorre em meio a um contexto de erosão das liberdades em Hong Kong, desde que Pequim passou a reagir de maneira mais enérgica contra o movimento pró-democracia na cidade, que organizou uma série de grandes protestos entre 2019 e 2020 contra a interferência do regime no território semiautônomo, que retornou à China em 1997.

A nova lei de segurança entrou em vigor no final de junho e prevê até prisão perpétua para qualquer coisa que a China considerar subversão, secessão, terrorismo e conluio com forças estrangeiras.

Vários ativistas pró-democracia denunciaram que, na prática, a lei acaba com o princípio “um país, dois sistemas” em vigor desde a devolução do território pelos britânicos, e que em tese garantia até 2047 uma série de liberdades para os cidadãos de Hong Kong que não existem no restante da China.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …