Inundações no norte da Europa deixam mais de 100 mortos e 1.300 desaparecidos

Luis Forra / EPA

As inundações provocadas pelas chuvas torrenciais dos últimos dias no norte da Europa já deixaram quase cem mortos. No oeste da Alemanha, o país mais afetado pelas enchentes, pelo menos 93 pessoas morreram e cerca de 1.300 estão desaparecidas.

Os estados de Renânia do Norte-Vestfália e Renânia-Palatinado, no oeste da Alemanha, são os mais atingidos pelas inundações. Essa é a pior catástratofe natural vivida pelo país nos últimos 20 anos. As autoridades estão sem notícias de 1.300 moradores da região vinícola de Ahrweiler, ao sul de Colônia, como se um tsunami tivesse passado pelo local.

Em Euskirchen e Erftstadt-Blessem, casas inteiras desabaram na manhã desta sexta-feira (16). Em imagens divulgadas pelas autoridades desta região, uma cratera pode ser vista, sob um mar de lama e entulho.

Jamais vi uma coisa parecida com isso em toda a minha vida. É um rio de lama em fúria”, afirmou Winfried Köller à TV local WDR. Ele foi socorrido em Hagen, depois de ter ficado trancado dentro de seu carro.

A polícia local e bombeiros pedem a familiares que enviem vídeos com imagens das residências e dos desaparecidos para ajudar nas operações de busca. No entanto, a rede de telefonia celular está cortada em vários setores, o que dificulta os trabalhos de resgate.

“Estamos recebendo ligações de muitas casas, mas não estamos dando conta de enviar ajuda”, explicam as autoridades locais. O balanço de vítimas deve aumentar após esses desabamentos. “Muitas pessoas estão desaparecidas e vários óbitos foram confirmados”, declarou uma porta-voz da prefeitura de Erftstadt-Blessem.

Estradas bloqueadas

Pacientes e idosos foram retirados preventivamente de hospitais e casas de repouso. Os transportes ferroviário, rodoviário e fluvial também estão prejudicados. Os socorristas têm dificuldades para acessar vários locais atingidos porque diversas estradas estão bloqueadas.

A Alemanha registrava, até a manhã desta sexta-feira, 93 mortos. “Temo que vejamos a catástrofe se estender nos próximos dias”, afirmou a chanceler alemã, Angela Merkel, em Washington, onde realiza uma visita oficial.

O oeste do país receia ser palco de novas enchentes nesta sexta-feira. Perto da fronteira com a Bélgica, a barragem de Rurtalsperre está prestes a ceder.

“É uma catástrofe única e sem precedentes“, afirma Gerd Landsberg, diretor de uma associação municipal de Ahrweiler. “Avaliando os estragos, milhares de euros estão em jogo”, reiterou.

12 mortos na Bélgica

Na Bélgica, que também é palco de chuvas torrenciais e inundações, o balanço de mortos subiu para 12 vítimas fatais e pelo menos cinco desaparecidos. Cerca de 21 mil domicílios estão sem eletricidade.

A região da Valônia, onde se fala francês, foi particularmente castigada pelas precipitações e rios que saíram do leito. A França enviou bombeiros para ajudar no resgate das vítimas.

Os moradores do centro de Liège, quarta maior cidade da Bélgica, tiveram que ser retirados do local depois que o rio Meuse transbordou e inundou bairros inteiros. Viviers e a cidade termal de Spa ficaram sob as águas.

Os vizinhos Países Baixos e Luxemburgo também sofrem com as chuvas e, até o momento, registram danos materiais.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …