Marcas pré-históricas indicam a existência de uma civilização perdida na Índia

Uma equipe de arqueólogos encontrou pinturas rupestres pré-históricas no estado de Maharashtra, no oeste da Índia. De acordo com os cientistas, os achados podem evidenciar uma antiga civilização até agora desconhecida.  

De acordo com a BBC, foram descobertas milhares destas pinturas rupestres – conhecidas como petróglifos – na região de Konkan, no estado indiano de Maharashtra.

As marcas pré-históricas, majoritariamente encontradas nas cidades de Ratnagiri e Rajapur, estavam gravadas em colinas rochosas e planas, tendo passado despercebidas durante milhares de anos.

Os cientistas ficaram surpreendidos com a diversidade de pinturas encontradas, que vão desde animais, pássaros, figuras humanas e até desenhos geométricos. Grande parte das figuras estava escondida sob camadas de terra e lama, mas também havia algumas a céu aberto – consideradas sagradas pelos habitantes da região.

No entanto, a variedade das pinturas não foi o que mais surpreendeu os arqueólogos.

A forma como os petróglifos foram feitos e sua semelhança como os demais já encontrados em outras partes do mundo levam os cientistas a acreditar que as marcas foram criadas durante o período pré-histórico e são, possivelmente, dos mais antigos até agora encontrados.

“Nossa primeira dedução após analisar esses petróglifos aponta que tenham sido criados por volta de 10.000 a.C”, disse o diretor do departamento de arqueologia do estado de Maharashtra, Texas Garge, em declarações à BBC.

Com a ajuda dos habitantes e anciãos locais, os arqueólogos encontraram petróglifos em cerca de 52 vilas da região – mas apenas cinco sabiam da sua existência.

Evidências de uma sociedade de caçadores-coletores

De acordo com Garge, as imagens evidenciam ter sido desenhadas por uma comunidade de caçadores-coletores que ainda não estava familiarizada com a agricultura. “Nós não encontramos imagens de atividades agrícolas, mas as marcas mostram animais caçados e há uma descrição bastante detalhadas das suas formas”, sustentou.

Shrikant Pradhan, pesquisador e historiador de arte da Faculdade Deccan de Pune, na Índia, estudou os petróglifos e disse que as figuras eram claramente inspiradas em atividades observadas na época.

“A maioria dos petróglifos mostra animais domésticos, mas há também imagens de tubarões e baleias, bem como anfíbios e tartarugas”, acrescenta Garge.

No entanto, os petróglifos recém-descobertos levantam questões ainda mais intrigantes. Os especialistas indagam o motivo de as pinturas retratarem animais como hipopótamos e rinocerontes, que não são encontrados nesta região da Índia. A comunidade que as criou teria migrado da África para a Índia? Ou será que estes animais já habitaram a Índia?

As marcas, que passaram despercebidas durante milênios, continuam a intrigar os cientistas. Para resolver o mistério, o governo da Índia reservou um fundo de 3,2 milhões de euros para continuar a estudar os cerca de 400 petróglifos encontrados.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Novo navio insígnia da Rússia é considerado 'maior ameaça' pelo Ocidente

Com novos mísseis, modernos equipamentos a bordo e uma capacidade de combate única, o cruzador nuclear pesado do projeto 1144 Orlan, Admiral Nakhimov, deverá assumir o posto de navio insígnia da Marinha russa em 2022. O …

Biden anuncia pacote de estímulo de quase US$ 2 trilhões

Para revitalizar a maior economia do mundo em meio à pandemia, "Plano de resgate americano" apresentado pelo presidente eleito inclui auxílio a desempregados e escolas e investimento na vacinação. O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe …

Coronavírus: Reino Unido proíbe entrada de viajantes vindos da América do Sul e de Portugal por variante encontrada no Brasil

Chegadas ao Reino Unido da América do Sul e Portugal serão proibidas a partir de sexta-feira (15/01) devido a preocupações com a variante brasileira do coronavírus. O secretário de transportes, Grant Shapps, disse que a mudança …

Vacinação nacional contra a COVID-19 começa no dia 20, às 10h

Ao que tudo indica o Brasil já tem uma data oficial para o início da vacinação, em massa, contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2). Nesta quinta-feira (14), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informou que a …

"Futuro assustador de extinção em massa" nos espera, elite dos cientistas alerta

O planeta enfrenta um “futuro assustador de extinção em massa, declínio da saúde e distúrbios climáticos” que ameaçam a sobrevivência humana por causa da ignorância e da inação, de acordo com um grupo internacional de …

Oferta de perfuração do Ártico tem fracasso histórico por falta de interessados

O recente leilão que oferecia arrendamentos de perfuração de petróleo no Ártico foi um fracasso. Esperava-se que a chamada atraísse muitos interessados em explorar a área no Alasca, mas a realidade foi outra. A notícia é …

Palácio mais antigo da China de 5.300 anos é descoberto perto de antiga capital

Palácio descoberto no sítio arqueológico de Shuanghuaishu, nos arredores da cidade de Zhengzhou, uma das oito capitais antigas, foi construído por volta de 3300 a.C., ou seja, tem cerca de 5.300 anos, sendo possivelmente a …

Variante da Covid-19 no Brasil faz Reino Unido banir viajantes da América Latina e Portugal

O governo britânico proibiu, nesta quinta-feira, as chegadas de todos os países da América do Sul e do Panamá, além de Portugal, em resposta à nova variante da Covid-19, descoberta no Brasil. A decisão …

CEO do Twitter defende banimento de Trump da rede social

Jack Dorsey diz que medida resulta do “fracasso” da plataforma em mediar diálogo saudável e admite que pode abrir “precedente perigoso”. Proibição veio após presidente dos EUA insuflar apoiadores que invadiram Capitólio. O CEO da rede …

O zumbido de fundo do universo pode ter sido ouvido pela primeira vez

Baseado no que sabemos sobre ondas gravitacionais, o Universo deve estar cheio delas. Cada par de buracos negros ou estrelas de nêutrons e colisão, cada supernova com núcleo em colapso — até mesmo o próprio …