Metade do país é contra prisão de Lula, mas 69% acham que ele está envolvido com corrupção

Fora do Eixo / culturadered

Luiz Inácio Lula da Silva

Na noite do último sábado (7), quando o ex-presidente Lula chegou de helicóptero a Curitiba, encontrou o bairro onde começará a cumprir sua pena dividido em dois pela Polícia Militar paranaense.

De um lado, manifestantes de verde e amarelo favoráveis ao mandado de prisão do juiz Sérgio Moro; do outro, militantes de esquerda e simpatizantes, contrários à ida de Lula para a cadeia.

Agora, a primeira pesquisa de opinião após a prisão do petista mostra que o país inteiro está dividido: 46% dos brasileiros são contra a decisão de prender Lula, e 50% são favoráveis. A diferença está dentro da margem de erro, de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, segundo o IPSOS.

Para 57% dos entrevistados pelo IPSOS, Lula é culpado das acusações pelas quais está preso (32% acham que é inocente). Mais ainda: 69% consideram que o petista está envolvido de alguma forma nos esquemas de corrupção investigados pela Lava Jato.

Os pesquisadores foram às ruas entre os dias 7 e 10 de abril, e ouviu 1.200 pessoas nas cinco regiões brasileiras. E, durante este período, foi difícil achar alguém que não soubesse o que estava acontecendo: 99% dos entrevistados ouviram falar sobre a prisão de Lula.

No último sábado, Lula atuou como o mestre de cerimônias de sua própria prisão: o grupo mais próximo do petista negociou a rendição do ex-sindicalista à Polícia Federal, e ele só se despediu depois de um ato político ocorrido durante uma missa em memória de sua mulher, Marisa Letícia, morta em 2017.

O diretor do Ipsos Danilo Cersosimo é um dos responsáveis pelo levantamento. Ele lembra que “a pesquisa foi feita no calor do momento”, com as entrevistas começando no sábado e terminando na segunda-feira (9).

Para Cersosimo, fica claro que “no momento da prisão, Lula não perdeu o apoio que tinha. O percentual de pessoas que considera a prisão injusta é muito similar à aprovação do Lula medida pelo Barômetro Político, publicado pelo O Estado de S. Paulo”, diz ele.

“Isso mostra que ele manteve um capital eleitoral e político bastante forte. A questão que fica é: qual será o grau de deterioração desse capital com ele na prisão? Vai se manter forte a ponto dele conseguir transferir votos para um eventual sucessor?”, questiona Cersosimo.

Outros dados na pesquisa do Ipsos mostram o quanto a população está dividida sobre este tema: para 50%, a prisão de Lula foi justa, mas para 44% o petista foi alvo de injustiça.

Outras respostas da pesquisa sugerem que ainda não existe uma opinião majoritária sobre o caso. Os percentuais dos que concordam ou discordam da frase “A Lava Jato até agora nada provou contra o ex-presidente Lula” são iguais: 47% dos entrevistados para cada lado, com 6% que não souberam dizer ou não responderam.

Na frase “A Lava Jato está mostrando que Lula é mais corrupto que os outros políticos”, 44% acham que sim, e 51% que não.

Outro resultado significativo é o de que a maioria das pessoas acredita que “os poderosos” do país “querem tirar Lula das eleições” presidenciais. 73% das pessoas ouvidas pelo IPSOS pensam desta forma, e 23% discordam. Pelas respostas anteriores, é possível inferir inclusive que pessoas que concordam com a prisão do petista pensam desta forma.

A pesquisa IPSOS não traz dados de preferência eleitoral, porém.

Apoio à Lava Jato, repúdio generalizado aos políticos

Apesar da divisão a respeito do caso do ex-presidente Lula, a maioria dos brasileiros continua apoiando as investigações da Lava Jato, iniciadas em março de 2014. Para 93%, as investigações precisam prosseguir, “custe o que custar”.

Outros 92% concordam com a sentença segundo a qual “A Lava Jato deve continuar as investigações até o fim, pois muita gente ainda precisa ser investigada“. Só 6% discordam desta última afirmação.

Outros 73% acham que a Lava Jato vai fortalecer a democracia brasileira, e só 10% creem que as investigações vão enfraquecer o regime democrático.

“A grande tradução desses números é a necessidade que o povo vê de mais respostas (em termos de avanço das investigações sobre outros políticos”, diz Cersosimo. “Existe uma necessidade para a opinião pública de resposta muito mais forte do que tem sido dada até agora”, diz o diretor do Ipsos.

“O cidadão se sente impotente nesse sentido de resolver os problemas do país. A prisão do Lula não resolve esse anseio por justiça“, diz Cersosimo.

Da mesma forma, 66% dos ouvidos pelo IPSOS concordam com a afirmação de que “Agora que Lula foi condenado à prisão, os políticos vão tentar acabar com a Lava Jato“. E 56% creem que a operação está mostrando que “todos os políticos são corruptos”. 39% das pessoas ouvidas discordam desta afirmação.

Mais ainda: para 91% dos ouvidos, a operação Lava Jato deveria investigar “todos os políticos”, enquanto apenas 7% discordam desta afirmação.

Popularidade de Temer: no chão

A pesquisa do Instituto Ipsos também perguntou aos entrevistados o que eles acham a respeito da administração do presidente Michel Temer (MDB). A resposta “ótimo” teve 0% de respostas, e apenas 2% consideram o governo Temer “bom”.

Por outro lado, a maioria dos entrevistados considerou o governo “péssimo” (61%) e “ruim” (22%). Os que avaliam o governo de forma “Regular, mais para positiva” são 5%, e os que veem a administração de forma “Regular, mais para negativa” são 9%.

// BBC

COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. pouco me importa os resultado da pesquisa, um pouco pra um pouco pra lá um pouco pra cá, o certo que ele está preso. ponto final. Lugar de bandido é na cadeia, alguém goste ou não.

  2. Um problema que destaca-se no Brasil: até que sabem ler, mas com o idiota que escreveu o texto não sabem interpretar. Principalmente se tem números e percentuais envolvidos: 50% é metade 46 não. Margem de erro não pode ser usada da forma como fazem, baixa um sobe o outro. De todo modo a chamada é enganosa e falsa. Mais verdadeira se dissesem: NOS LIMITES MANIPULADOS DA MARGEM DE ERRO, METADE NÃO APOIAM A PRISÃO DO MELIANTE. Viram, mas condizente. Além de considerar que datafoice e porcaria nenhuma são a mesma coisa em relação a pesquisas.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Em nome da ciência, polvos tomaram ecstasy (e teve muito amor envolvido)

O que acontece quando um polvo consome drogas, mais precisamente ecstasy? Cientistas norte-americanos tiveram a oportunidade de descobrir. De acordo com o Science Alert, a equipe de pesquisadores deu MDMA, substância psicoativa também conhecida por ecstasy, …

Companhia austríaca cria método que transforma plástico em petróleo

A companhia petrolífera austríaca OMV apresentou nesta quinta-feira um inovador procedimento que permite a produção de petróleo a partir de resíduos de plástico (material fabricado a partir desse recurso natural). A inovadora tecnologia, batizada de ReOil, …

Múmia e amuletos divinos são descobertos no Egito

Um grupo de arqueólogos descobriu várias múmias antigas no Egito – incluindo os restos de um misterioso indivíduo extremamente bem conservado – em uma sepultura comum na margem oeste do Rio Nilo.  A tumba foi encontrado …

Em caso raro, mulher doa órgãos e transmite câncer a quatro pessoas

Quatro pessoas que receberam órgãos da mesma doadora desenvolveram posteriormente câncer de mama, revelou um novo estudo. O caso, que remota a 2007, representa uma situação extremamente rara. Rins, pulmões, fígado e coração foram retirados de …

Criatura “alienígena” é encontrada em praia na Nova Zelândia

Uma família neozelandesa passeava ao longo de uma praia no norte de Auckland quando encontrou uma bizarra criatura vermelha em forma de bolha. A criatura, que foi identificada como uma espécie específica de medusa, tem um …

Veneza quer proibir turistas de sentarem ou deitarem no chão

Veneza, famosa pelos seus canais, testemunhou um dilúvio de turistas nos últimos anos, que ultrapassa em muito a população residente e sobrecarrega a cidade. As autoridades da cidade italiana têm tomado várias medidas para travar …

Teia de aranha gigantesca cobre praia na Grécia

Um enorme teia de aranha com cerca de 300 metros cobriu uma área à beira-mar na cidade de Aitoliko, na região oeste da Grécia. A época de acasalamento das aranhas transformou a praia no pior …

Depois dos morangos, agulhas chegam às maçãs e bananas na Austrália

As autoridades australianas investigam mais de 100 casos por todo o país. Agora, além dos morangos, as agulhas também já chegaram a frutas como maçãs, bananas e mangas. A Austrália investiga uma série de casos misteriosos …

Proibição de doações empresariais não blinda política de interesses privados, afirma cientista político

Apesar da proibição do financiamento empresarial de campanhas, que vigora no país desde 2015 por força de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), a classe empresarial continua engajada em diferentes candidaturas. Se, por um lado, …

Brasileiros são finalistas em Campeonato Mundial de Cubo Mágico

Criado nos anos 80, o cubo mágico é um dos brinquedos mais simples e fascinantes que existem. Quem nunca passou horas, dias, semanas ou até meses tentando acertar as cores de todas as faces ou …