Afinal, a mordida do T-rex não era assim tão impressionante

O Tyrannosaurus rex, conhecido por ser uma das criaturas mais terríveis que já existiu, não tinha uma mordida assim tão impressionante, tendo em conta o tamanho do seu corpo.

Novas análises feitas por cientistas da Universidade de Reading e da Universidade de Lincoln mostraram que a evolução do T-rex não tinha uma forte necessidade de ter uma mordida esmagadora para matar a presa.

Em vez disso, o dinossauro tinha uma força de mordida (57 mil newtons) que era completamente média para a sua massa corporal – cerca de 8 toneladas – e que evoluiu gradualmente ao longo de dezenas de milhões de anos.

Comparativamente, descobriu-se que um pintassilgo terrestre dos Galápagos tinha a mordida mais poderosa em relação ao tamanho do corpo de todos os animais do estudo, acumulando impressionantes 70 newtons de força, mesmo pesando apenas 33 gramas.

Isso faz com que a força de mordida do pássaro seja 320 vezes mais potente do que a do T-rex. Além disso, a ave evoluiu sua mordida com relativa rapidez, em menos de 1 milhão de anos.

O estudo também sugere que a inteligência humana pode ter nos levado a ter uma mordida extremamente fraca. Isso é devido à evolução de cérebros maiores, que ocupam o espaço onde os músculos críticos para morder com mais força estariam.

Manabu Sakamoto, biológico da Universidade de Reading e principal autor do estudo, publicado em 9 de janeiro nos Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences, disse: “A imagem do T-rex com suas mandíbulas ferozes o ajudou a se tornar o mais icônico dos dinossauros, mas a pesquisa mostra que sua mordida não foi notável. A força da mordida não foi o que deu ao T-rex vantagem evolutiva”.

“Grandes predadores como o T-rex poderiam gerar força de mordida suficiente para matar suas presas e esmagar ossos apenas por serem grandes, não porque tivessem uma mordida desproporcionalmente poderosa. Isso contraria a ideia de que uma necessidade excepcional de uma mordida poderosa levou essas antigas feras a evoluir forças de mordida que esmagam os ossos”.

Chris Venditti, da Universidade de Reading, coautor da pesquisa, disse: “O estudo fornece uma nova visão das últimas teorias sobre a velocidade e os impulsionadores da evolução. Também nos permite criar alguns confrontos hipotéticos fascinantes. O proclamado Rei dos Dinossauros não seria um rival de um pássaro em uma luta, se fossem do mesmo tamanho”, concluiu.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Alunos incentivam câmeras ligadas para que professores não ‘falem’ com telas em branco

Para amenizar a sensação de solidão de professores em aulas online, alunos norte-americanos começaram a usar o TikTok para incentivar mais estudantes a abrirem as câmeras durante encontros educacionais à distância. A usuária da rede social …

Identificada a causa da maior extinção em massa na história da Terra

A vida na Terra tem uma história longa, mas também extremamente turbulenta. Em mais de uma ocasião, a maioria de todas as espécies foi extinta e uma biodiversidade já altamente desenvolvida reduziu para um mínimo …

Cães farejadores de covid: eficazes e baratos, mas esnobados

A Europa está em pânico em meio ao segundo surto de covid-19, com taxas de contágio explodindo e os PIBs despencando. A Bélgica acaba de anunciar que não mais testará cidadãos assintomáticos, mesmo que tenham …

Bolsonaro é avaliado positivamente por 37% da população, diz pesquisa

Entre os que souberam do dinheiro na cueca do senador Chico Rodrigues (52%), 74% não mudaram sua avaliação sobre o presidente Bolsonaro. Os que mais mudaram de opinião foram os pesquisados com ensino superior (26%) …

Tribunal Constitucional da Polônia invalida direito ao aborto por malformação do feto

O Tribunal Constitucional da Polônia invalidou nesta quinta-feira (22) uma disposição que permitia a interrupção voluntária da gravidez (IVG) em caso de malformação do feto. Uma vez que a decisão entre em vigor, apenas o …

Estudo descobre 1,8 bilhão de árvores no deserto do Saara e no Sahel

Um estudo publicado na revista Nature descobriu que na região do Saara Ocidental e no Sahel, há mais de um bilhão de árvores. No meio da aridez do local, a surpreendente descoberta colocou um novo …

Guerra Fria 2.0 entre EUA e China será uma batalha tecnológica, dizem especialistas

A batalha mundial pelo domínio da alta tecnologia está cada vez mais centrada em EUA e China. Com confronto aberto no caso da Huawei, especialistas do clube Valdai alertam para uma longa guerra fria tecnológica …

Combate à corrupção reduz mortalidade infantil, aponta estudo

Auditorias anticorrupção realizadas em municípios brasileiros entre 2003 e 2015 reduziram a mortalidade infantil. Esta é a principal conclusão de um estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, que relacionou o …

2.300 maneiras de prevenir o Covid-19 foram mapeadas por universidade brasileira

Está disponível online a Plataforma das Universidades contra COVID-19 organizada pelo Projeto Ciência Popular e desenvolvida em parceria com a Empresa Júnior de Sistemas de Informação da EACH/USP (Síntese Jr.). Em setembro havia sido publicado o …

Debate nos EUA: Trump não disse nada de novo para reverter vantagem de Biden, diz historiador

O segundo e último debate entre o presidente americano, Donald Trump, e seu rival democrata Joe Biden, nesta quinta-feira (22), em Nashville, foi mais civilizado do que a primeira confrontação entre os dois candidatos …