Moro e Lava Jato teriam se mobilizado para interferir na Venezuela

Marcelo Camargo / Abr

Juiz Sérgio Moro

O ex-juiz Sergio Moro e integrantes da força-tarefa da operação Lava Jato teriam se mobilizado para divulgar informações sigilosas obtidas numa delação, com o objetivo de favorecer a oposição na Venezuela e “contribuir na luta contra a injustiça”, segundo reportagem divulgada neste domingo (07/07) pelo portal The Intercept Brasil em conjunto com o jornal Folha de S. Paulo.

O novo conteúdo das supostas mensagens trocadas entre Moro e a equipe de procuradores, publicadas na série de denúncias do The Intercept em parceria órgãos de imprensa brasileiros, revela que a ideia teria partido do próprio juiz, que ocupa atualmente o cargo de ministro da Justiça.

“Talvez seja o caso de tornar pública a delação da Odebrecht sobre propinas na Venezuela. Isso está aqui ou na PGR [Procuradoria-Geral da República]?”, teria perguntado Moro ao chefe da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, no dia 5 de agosto de 2017.

“Não dá para tornar público simplesmente porque violaria acordo, mas dá para enviar informação espontânea [à Venezuela], e isso torna provável que em algum lugar no caminho alguém possa tornar público”, respondeu Dallagnol.

Segundo The Intercept, o procurador já teria dito ao juiz, em outra conversa, que “haverá críticas e um preço, mas vale pagar para expor e contribuir com os venezuelanos”.

A Odebrecht admitiu aos procuradores ter pagado propinas para viabilizar diversos negócios em 11 países, incluindo a Venezuela. As informações reveladas pela delação eram mantidas em sigilo por ordem do Supremo Tribunal federal (STF).

O acordo de delação fechado pela empresa junto a autoridades do Brasil, Estados Unidos e Suíça previa que as informações só poderiam ser compartilhadas com investigadores de outros países se houvesse garantias de que estes não tomariam medidas contra a empreiteira e os próprios delatores.

À época das supostas conversas, a Venezuela já estava imersa numa grave crise política e ameaçada de novas sanções por parte dos EUA se seguisse adiante com a fundação da Assembleia Constituinte, criada para se sobrepor à Assembleia Nacional, dominada pela oposição.

As revelações sugerem que os procuradores discutiram intensamente a crise na Venezuela e especulavam sobre o poder de mobilização que o conteúdo da delação poderia ter no país vizinho. “Vejam que uma guerra civil lá é possível e qualquer ação nossa pode levar a mais convulsão social e mais mortes”, teria afirmado o procurador Paulo Galvão.

“Imagina se ajuizamos e o maluco manda prender todos os brasileiros no territorio [sic] venezuelano”, disse, segundo a reportagem, outro procurador, Athayde Ribeiro Costa, em referência ao presidente venezuelano, Nicolás Maduro. Mais tarde, Dallagnol teria minimizado os riscos, afirmando que isso “é algo que cabe aos cidadãos venezuelanos ponderarem: “Eles têm o direito de se insurgir.”

Segundo o conteúdo das mensagens, Dallagnol quis ir além do papel de procurador ao afirmar que seu o objetivo seria “contribuir com a luta contra a injustiça” e que não via nenhum “problema de soberania” ao propor uma interferência em questões internas de um país estrangeiro.

Ele assegurou a seus colegas que Moro os apoiava. “Russo [codinome dos procuradores para Moro, utilizado em várias das mensagens vazadas] diz que temos que nós aqui estudar a viabilidade. Ou seja, ele considera”, teria dito Dallagnol. Após a troca de mensagens, a dúvida sobre a viabilidade ainda permaneceria por ainda mais algum tempo entre os procuradores.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Quentin Tarantino diz que seu Star Trek será um “Pulp Fiction no espaço”

O cineasta ainda não sabe se ele fará o filme, mas se diz empolgado com o material. Se o projeto for produzido, terá classificação indicativa para maiores, e será um Pulp Fiction no espaço. As …

EUA dizem ter abatido drone iraniano no Estreito de Ormuz

Trump afirma que navio americano adotou medida defensiva após ser ameaçado por aeronave não tripulada iraniana. Teerã nega e sugere que americanos podem ter derrubado um de seus próprios drones. O presidente dos Estados Unidos, Donald …

Netflix lança jogo com a 3ª temporada de Stranger Things e expande universo da série

A Netflix estreou, no início de julho, a 3ª temporada do bem-sucedido seriado Stranger Things. Com temas e referências dos anos 80 e 90, a produção é um dos maiores sucessos de audiência que a …

Alemanha aprova obrigatoriedade de vacina contra sarampo

Governo dá luz verde para lei que prevê multa de até 2,5 mil euros para pais que não vacinarem filhos em idade escolar contra sarampo. Obrigatoriedade se estende a adultos que trabalham em creches e …

Trump sugere que congressistas "extremistas" deixem os EUA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, elevou o tom de suas críticas a quatro congressistas liberais do Partido Democrata, menosprezando a repercussão negativa da série de comentários considerados racistas feitos por ele nos últimos …

Nanodispositivo controlará qualidade da comida e melhorará diagnóstico médico

Uma equipe composta por cientistas de três países criou um novo tipo de sensor que pode revolucionar uma série de áreas da atividade humana, principalmente a biomedicina. No artigo, publicado na revista Advanced Functional Materials, os …

Bióloga da vida selvagem observa água-viva do tamanho de um ser humano

Durante um mergulho na costa de Cornwall, na Inglaterra, a bióloga Lizzie Daly e o operador de câmera subaquático Dan Abbott se depararam com uma inacreditável água-viva gigante, da espécie Rhizostoma pulmo. Daly e Abbott avistaram …

Elon Musk revela seus planos para hackear cérebros humanos

Uma das empresas do multi-empresário Elon Musk, a Neuralink, está trabalhando em uma tecnologia inovadora baseada em “fios” ou eletrodos que serão implantados no cérebro humano. O objetivo de tal tecnologia? Conectar nossos cérebros a potenciais …

Procuradoria francesa acusa Air France por queda de avião em 2009

Dez anos após a queda do voo AF447, que partiu do Rio de Janeiro com destino a Paris, a Procuradoria da capital francesa acusou a companhia aérea Air France pelo acidente, que provocou a morte …

OMS declara emergência internacional no Congo devido a ebola

Caso registrado numa das maiores cidades do país acende alerta da Organização Mundial de Saúde. Epidemia já deixou mais de 1,6 mil mortos em menos de um ano. A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou nesta …