Naufrágio do século XVI é encontrado na Flórida, mas seu tesouro pertence à França

(dr) Global Marine Exploration, Inc.

A flor-de-lis francesa gravada no canhão do século XVI descoberto em naufrágio em Cape Canaveral, Florida.

Um naufrágio do século XVI, sobrevivente de uma das primeiras viagens europeias à América, foi descoberto na costa da Florida.

O achado guarda tesouros que valem milhões de dólares, mas uma juíza americana determinou que a empresa que o descobriu não tem o direito de manter os valiosos artefatos.

Isso porque eles podem pertencer a uma pequena frota de navios franceses liderados pelo explorador Jean Ribault, que navegou para estabelecer uma colônia na Florida entre 1562 e 1565.

Em maio e junho de 2016, a empresa de recuperação marinha Global Marine Enterprises (GME) localizou três canhões ornamentados de bronze do naufrágio, cada um valendo mais de US$ 1 milhão, além de um monumento de mármore que carrega o brasão de armas do rei de França agora considerado “inestimável”.

Internet Archive / Flickr

O monumento de mármore com o brasão de armas do rei da França era transportado na nau de Ribault

A empresa tinha permissão do Estado da Florida para explorar sete áreas do fundo do mar perto de Cabo Canaveral.

Durante a disputa legal, a GME argumentou que invasores espanhóis saquearam os canhões e artefatos da antiga colônia francesa em Fort Caroline, na Florida, em 1565. Logo, tais objetos estavam a bordo de um navio espanhol, provavelmente com destino a Cuba, quando o navio afundou na costa da Florida.

A juíza Karla Spaulding deu propriedade do naufrágio e seus valiosos artefatos para a nação da França, no entanto. A corte determinou que eles provavelmente estavam sendo levados na nau capitânia de Ribault, La Trinité, que afundou durante uma tempestade na Florida em 1565.

Além dos três canhões de bronze e do monumento, os mergulhadores da GME também encontraram 19 canhões de ferro, 12 âncoras e outros objetos enterrados sob cerca de um metro de areia.

Poucos meses depois da descoberta, a nação da França reivindicou os restos do naufrágio em uma corte dos EUA, alegando que eles vieram da nau capitânia de Ribault.

A França, que foi apoiada em seu processo pelo Estado da Florida, alegou que o naufrágio do La Trinité está protegido por um direito soberano, reconhecido na lei dos EUA, que impede o resgate não autorizado de navios. O tribunal aceitou esse argumento. Não se sabe se a GME entrará com um recurso contra a decisão do tribunal.

A decisão judicial foi bem recebida pelo St. Augustine Lighthouse & Maritime Museum, organização que administra um programa de arqueologia marítima. No passado, eles procuraram os destroços da “frota perdida” de Ribault.

De acordo com comunicado do museu, “essencialmente, esta decisão permite que a escavação do naufrágio seja organizada pelo Estado da Florida, em cooperação com os franceses”. Os cientistas esperam fazer parte do projeto para preservar os tesouros descobertos.

Este naufrágio é o mais significativo encontrado nas águas da Florida”, disse a diretora executiva do museu, Kathy Fleming.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Startup brasileira oferece curso gratuito sobre estratégias do Vale do Silício

Um novo curso à distância promete ajudar os empresários brasileiros a descobrirem os segredos do sucesso do Vale do Silício. Oferecido pela Qulture.Rocks, startup de tecnologia para gestão de desempenho empresarial, o curso sobre OKRs (Objectives …

Se não pararmos de comer carne, vamos acabar com o planeta

Cada cidadão deverá reduzir em 75% o seu consumo de carne de vaca, 90% de carne de porco, comer metade da quantidade de ovos e triplicar o consumo de sementes e frutas secas. Segundo um estudo, …

TSE remove inserção de Haddad com informação falsa sobre Bolsonaro

O ministro Sergio Banhos, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que a campanha do presidenciável do PT, Fernando Haddad, cesse a divulgação de uma propaganda eleitoral segunda a qual o candidato do PSL à Presidência, …

Igreja Ortodoxa rompe com Constantinopla: maior cisma do Cristianismo em 1.000 anos

A Igreja Ortodoxa Russa decidiu nesta segunda-feira (15), durante o Sínodo que realiza em Minsk, em Belarus, romper todos os vínculos com o Patriarcado de Constantinopla, anunciou o arcebispo metropolitano Hilarion. "O Santo Sínodo decidiu romper …

Menino morre após ser atingido por disparo de arma feito por garoto de 12 anos

Um menino de 11 anos foi morto em Guarantã do Norte, no Mato Grosso, depois de outro garoto, de 12 anos, usar uma arma. De acordo com informações da Polícia Judiciária Civil, o fato aconteceu …

Clube Republicano: Trump com uma Coca-Cola Light ao estilo dos cães jogando pôquer

Há um novo quadro nas paredes da Casa Branca: “Clube Republicano”, no qual Donald Trump aparece à mesa com outros dez presidentes republicanos. O que se bebe? Coca-Cola Light. Andy Thomas, o artista de Missouri que, …

Governo decide manter começo do horário de verão em 4 de novembro

O Palácio do Planalto informou nesta terça-feira (15) que o início do horário de verão será mantido no dia 4 de novembro, cancelando um novo adiamento. Geralmente, o horário começa em outubro, mas foi adiado …

Bolsonaro diz que "quem vai mandar no Brasil serão os capitães"

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, visitou nesta segunda-feira (15) a sede do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Bolsonaro chegou ao quartel, em …

A Teoria do Cabelo Macio: o último artigo publicado de Stephen Hawking

Artigo sobre entropia dos buracos negros e a Teoria do Cabelo Macio foram completados dias antes da morte do físico, em março. De acordo com o The Guardian, o último artigo do físico Stephen Hawking foi divulgado pelos físicos …

Cientistas descobrem do que são feitos os exoplanetas semelhantes à Terra

Cientistas da Universidade de Zurique analisaram a composição e estrutura de exoplanetas distantes usando ferramentas estatísticas. A análise indica se um planeta é parecido com a Terra, se é composto por rocha pura ou um …