Pais espanhóis iniciam greve de um mês aos deveres de casa

Os pais de crianças que frequentam a escola pública na Espanha iniciaram essa semana uma greve de um mês aos deveres de casa passados aos seus filhos, uma iniciativa inédita no país.

A Confederação Espanhola de Associações de Pais e Mães de Alunos (CEAPA), que representa cerca de 12 mil associações, instou as famílias das várias comunidades autonómicas espanholas a se recusarem a fazer os deveres durante os fins-de-semana de Novembro, noticiou o jornal espanhol El Mundo.

Os argumentos da CEAPA, defendidos em setembro numa carta aberta, é que os deveres de casa “invadem o tempo das famílias” e “violam o direito ao recreio, à brincadeira e a participar nas atividades artísticas e culturais”, tal como vem descrito no artigo 31 da Convenção dos Direitos da Criança.

A confederação distribuiu pelos pais três cartas para entregarem nas escolas: na primeira é pedido ao diretor da escola que ordene aos professores da criança que não lhe passem deveres de casa em novembro, a segunda é o mesmo pedido, mas feito diretamente ao tutor da criança.

A terceira é uma carta dirigida ao professor, para explicar que o aluno não fez os deveres devido ao “direito constitucional que as famílias têm de tomar as decisões que considerem oportunas no âmbito familiar, que tem caráter privado, e que a escola não pode invadir”.

“Em virtude dos direitos que me assistem, dei prioridade às atividades familiares, como não podia deixar de ser, e, portanto, os deveres de casa não foram feitos”, acrescenta a carta que, segundo a CEAPA, os pais que aderirem à greve poderão entregar às escolas como forma de livre-trânsito.

O presidente da CEAPA, José Luis Pazos, declarou ao El Mundo que os pais querem “recuperar o tempo familiar dos fins-de-semana”.

“Também queremos que o modelo mude e que se dê um salto qualitativo no sistema educativo. Escolas de outros países funcionam sem deveres de casa, sem livros de texto e sem provas e obtêm resultados magníficos”, realçou.

Os estudos científicos demonstram que fazer mais deveres de casa não melhora, necessariamente, o rendimento escolar.

A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) alerta mesmo que os deveres de casa “reforçam a disparidade socio-económica entre os estudantes” e “aumentam o intervalo entre os ricos e os pobres”.

A Espanha é um dos países em que os professores mais passam deveres de casa, ocupando aos alunos uma média de 6,5 horas por semana, face à média de 4,9 horas.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Agora sabemos sobre o que os orangotangos estão conversando: estudo

Um novo estudo da Universidade de Exeter desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os pesquisadores passaram dois anos filmando mais de 600 horas do comportamento …

Cientistas desenvolvem holograma com som e toque iguais aos de Star Wars

Quando pensamos em desenvolver tecnologias baseadas nos filmes de Star Wars, a primeira, segunda e terceira coisa que passa pela cabeça dos fãs é a criação de sabres de luz da vida real. Mas, para os …

Secom diz que não há 'indicativo de câncer de pele' em Bolsonaro

Após o presidente Jair Bolsonaro declarar que tinha feito exame para investigar "possível câncer de pele", a Secretaria de Comunicação da Presidência disse por nota que não havia qualquer indicativo da doença. O chefe de Estado …

Evo Morales vai fazer da Argentina o seu comitê de campanha para as eleições na Bolívia

Em uma operação secreta, o ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, chegou à Argentina de onde vai comandar a campanha do seu partido para as próximas eleições. Depois de passar quase um mês no México, …

Boris Johnson vence por ampla margem no Reino Unido

O Partido Conservador do atual primeiro-ministro, Boris Johnson, conquistou a maioria absoluta dos assentos no Parlamento do Reino Unido nas eleições realizuadas nesta quinta-feira (12/12) no país. Esse resultado eleitoral garante ao premiê o número …

Simples e atemporal, azul clássico é a cor de 2020, segundo a Pantone

A cor do ano de 2020 será o Classic Blue, um azul clássico que oferece estabilidade e conexão. Quem diz isso é a Pantone, a principal empresa de cores do mundo, que oferece o sistema …

Segredos do idioma dos orangotangos são revelados

Um novo estudo da Universidade de Exeter (Inglaterra) desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os pesquisadores passaram dois anos filmando mais de 600 horas do comportamento …

Exaustos com o Brexit, britânicos vão às urnas pela quarta vez em quatro anos

O Reino Unido está indo às urnas nesta quinta-feira (12) para o que está sendo chamada de a eleição mais importante desta era. Os britânicos estão diante de duas escolhas: apoiar o primeiro-ministro conservador Boris Johnson e …

VÍDEO da NASA revela degelo dramático das geleiras do Alasca

Vídeo recém-publicado mostra derretimento de geleiras e calotas de gelo do Alasca visto do espaço. Algumas imagens revelam mudanças de quase 50 anos, e dão aos cientistas novas ideias relacionadas aos efeitos das mudanças climáticas …

Greta Thunberg é eleita Pessoa do Ano pela "Time"

Revista dedica capa à jovem adolescente sueca por liderar a maior manifestação pelo clima na história da humanidade e diz que mudanças significativas raramente ocorrem sem a força mobilizadora de indivíduos influentes. A ativista sueca Greta …