Polônia pondera pedir indenização à Alemanha pela Segunda Guerra Mundial

Silar / Wikipedia

O presidente da Polônia, Jaroslaw Kaczynski

Os conservadores no poder em Varsóvia criaram uma comissão parlamentar para analisar a dimensão das reparações ligadas à Segunda Guerra Mundial que querem exigir à Alemanha, anunciou semana passada o presidente da comissão.

“Queremos começar um trabalho no parlamento polonês que irá conduzir a uma análise do montante estimado que a Alemanha deve à Polônia”, declarou Arkadiusz Mularczyk, presidente da comissão, à agência de notícias polonesa (PAP).

O deputado, eleito pelo partido conservador Direito e Justiça (PiS), acrescentou que a análise não tinha prazo fixado para ser concluída.

A questão das reparações de guerra alemãs, consideradas encerradas há anos, foi relançada em 28 de julho pelo chefe do partido conservador nacionalista no poder, Jaroslaw Kaczynski. Antes, neste mês, a primeira-ministra polonesa, Beata Szydlo, também do PiS, considerou que o país tinha direito a reparações.

O porta-voz do governo alemão, Steffen Seibert, respondeu então que a questão foi resolvida quando, em 1953, a Polônia “tomou a decisão vinculativa de renunciar à exigência de novas indenizações de guerra”. Mas o governo conservador polonês contesta a validade do acordo, que, contrapõe, foi imposto pela União Soviética.

Os presidentes alemão e polonês, respetivamente Frank-Walter Steinmeier e Andrzej Duda, admitiram, em meados deste mês, que era necessária “uma discussão calma” sobre o assunto. Os ministros dos Negócios Estrangeiros e Interior poloneses consideraram que as reparações potenciais poderiam chegar a 850 bilhões de euros.

Durante a guerra, a Polônia ficou presa entre duas frentes, abertas respectivamente pela Alemanha nazista e a União Soviética. Seis milhões de poloneses, dos quais três milhões de origem judia, foram assassinados durante a ocupação nazista, entre 1939 e 1945, e a capital Varsóvia foi praticamente destruída.

Segundo uma pesquisa recente, 51% dos poloneses se opõem a qualquer reclamação de reparações à Alemanha e 24% são favoráveis. Os padres católicos poloneses dirigiram, no início do mês, um aviso ao governo conservador nacionalista, prevenindo-o para o risco de “aniquilar” a confiança e a reconciliação alemã-polonesa.

Em agosto deste ano, durante seu discurso de comemoração do 71º aniversário da Revolta de Varsóvia, o ministro da Defesa da Polônia, Antoni Macierewicz, acusou a União Soviética de ter conspirado com a Alemanha Nazista para aniquilar o povo polonês.

“A história dos últimos 80 anos seria muito diferente se essa geração da Polônia independente não tivesse sido exterminada de forma terrível pelo gigante criminoso soviético e alemão. Varsóvia também seria diferente”, disse Macierewicz.

“Esta parte da história começou com a assinatura do pacto Molotov-Ribbentrop“, e a etapa seguinte foi “a infecção vermelha e as tropas soviéticas que estavam à espera de que Varsóvia fosse aniquilada pelos carrascos alemães”, concluiu.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

O salmão consumido no Brasil está acabando com a costa chilena

Comer em um rodízio de japonês pode soar como uma ótima ideia para quem gosta das iguarias orientais. O que muita gente não sabe é que o salmão comprado como matéria prima em restaurantes do …

Motor nuclear projetado para NASA poderá transportar humanos para Marte em apenas 3 meses

A NASA tem como meta enviar a primeira tripulação humana para Marte em 2030, e certa inovação poderá fazer a jornada de mais de 64 milhões de quilômetros em apenas três meses, em vez de …

Imunidade ao coronavírus 'diminui rapidamente' em assintomáticos, diz estudo britânico

Um estudo britânico publicado nesta terça-feira mostra que a imunidade adquirida por pessoas curadas do novo coronavírus "diminui muito rapidamente", especialmente em pacientes assintomáticos e, em certos casos, pode durar apenas alguns meses. O trabalho …

Senado dos EUA aprova indicada de Trump para Suprema Corte

A poucos dias das eleições americanas, Amy Barrett é confirmada para a vaga por 52 votos a 48. Conservadora e católica devota, ela substitui Ruth Bader Ginsburg, uma das mais célebres figuras progressistas do tribunal. O …

NASA descobre grandes quantidades de água em cratera iluminada na Lua

Nesta segunda-feira (26), a NASA revelou os resultados de dois estudos que trouxeram novas descobertas sobre a Lua: dados obtidos pelo observatório aéreo Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy (SOFIA) confirmam, pela primeira vez, que existe …

Ciclone no litoral brasileiro pode causar tempestades em 9 estados

Um ciclone no litoral brasileiro já está causando graves chuvas em diversas regiões do Brasil e seus impactos podem causar tempestades em 9 estados. O Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) emitiu sinal de alerta para diversas …

Processo contra o Google nos EUA pode afetar o modo como você usa seu celular

Na última terça-feira (23), o Departamento de Justiça dos EUA entregou um "presente de Halloween" pouco agradável ao Google: um gigantesco processo antitruste, acusando a empresa de práticas que eliminam a competição nos mercados de …

Chilenos decidem a favor de nova Constituição por ampla maioria

Em plebiscito, quase 80% dos eleitores votam a favor de uma nova Carta Magna, em substituição à herdada da era Pinochet, e de que ela seja escrita por uma Assembleia Constituinte com igualdade entre mulheres …

'Vai comprar lá na Venezuela', rebate presidente a apoiador que reclamou de preço do arroz

O presidente Jair Bolsonaro rebateu neste domingo (25), durante passeio de moto por Brasília, crítica de apoiador sobre a alta do preço do arroz. No momento em que saia da Feira Permanente do Cruzeiro, região administrativa …

Espanha, Itália e França ampliam restrições em fim de semana com recorde de casos da Covid-19

Os líderes europeus intensificam as medidas de combate à pandemia do coronavírus, depois da alta de 42% de novos casos da Covid-19 em uma semana. A Itália reforçou neste domingo as medidas de restrição …