Está explicado (finalmente) por que nossas roupas não se desfazem

Cientistas investigaram a tensão dos fios da roupa, no âmbito da física estatística, e descobriram que é o atrito entre as fibras que impede que os fios se desfaçam.

Algo tão simples para nós, era um grande mistério para os físicos. Até agora, os investigadores não conseguiam explicar o porquê de os fios de algodão que formam a nossa roupa transmitirem tensão, tornando-os fortes o suficiente para evitar que as roupas caiam aos pedaços.

Um estudo recente parece finalmente explicar como e por que isso acontece. Os fios de algodão são feitos de muitas fibras minúsculas, cada uma com apenas 2 a 3 centímetros de comprimento. No entanto, quando essas fibras estão unidas, são capazes de transmitir tensão por longas distâncias.

No novo artigo científico, publicado nas Physical Review Letters, os físicos Patrick Warren, da Unilever R & D Port Sunlight, Robin Ball, da Universidade de Warwick, no Reino Unido e Ray Goldstein, da Universidade de Cambridge, investigaram a tensão dos fios no âmbito da física estatística e descobriram que é o atrito entre as fibras que impede que os fios se desfaçam.

Através de técnicas de programação linear, os físicos mostraram que o atrito coletivo entre as fibras cria um mecanismo de bloqueio. Enquanto houver fricção suficiente, um conjunto aleatório de fibras consegue transmitir uma tensão indefinidamente gigantesca.

Os resultados fornecem uma base quantitativa para a explicação proposta por Galileu em 1638. O físico famoso não entendia como uma corda pode ser tão forte, mesmo sendo feita de fibras tão pequenas.

“O próprio ato de torcer faz com que os fios se unam de tal maneira que, quando a corda é esticada, as fibras quebram, em vez de se separarem umas das outras”, escreveu na época.

Nesse estudo recente, os cientistas modelaram o fio como um grupo de fibras que se sobrepõem aleatoriamente. Os resultados mostraram que, à medida que a fricção aumenta, ocorre uma transição de percolação que corresponde a “uma mudança de um modelo de falha ‘maleável’, em que o fio falha por deslizamento da fibra, para um modo de falha ‘quebradiço’, em que o mecanismo de falha é a quebra da própria fibra”.

“Agora entendemos como o atrito impede os materiais fibrosos de se partirem. Em termos de aplicações, podemos usar a descoberta para dar suporte ao design de amaciantes de roupa, por exemplo”, disse Goldstein, ao Phys.org.

Ciberia // HypeScience / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

As vovós que lutam pela democracia na Polônia

Idosas polonesas organizam protestos regulares contra erosão da democracia no país, governado por partido ultraconservador. "Não sou capaz de ficar tranquila em casa, cada violação dos direitos me dói", diz aposentada. Clima de fim de expediente …

Coruja super rara dá o ar da graça depois de 125 anos

A coruja rajá de Bornéu (Otus brookii brookii) é uma espécie tão pequena que apenas seu tamanho já tornaria sua identificação mais complexa. Nativa do Sudeste da Ásia e com peso médio de apenas 100 gramas, …

Nintendo bate todos os recordes de lucros com videogames durante a pandemia

A Nintendo apresentou resultados recordes para o ano fiscal de 2020/21 encerrado em 31 de março, impulsionada pela mania global dos videogames em tempos de pandemia, mas o grupo japonês não espera repetir essa …

Doença cerebral misteriosa intriga médicos no Canadá

Médicos no Canadá têm deparado com pacientes que apresentam sintomas semelhantes aos da doença de Creutzfeldt-Jakob, um mal raro e fatal que ataca o cérebro. Mas quando resolveram investigar o mal em mais detalhe, o …

Governador do Rio diz que operação que terminou com 25 mortos foi ação de 'inteligência'

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, afirmou que a operação da Polícia Civil realizada no Jacarezinho foi "ação pautada e orientada por longo e detalhado trabalho de inteligência e investigação".  A operação terminou com …

Butantan diz que ataques de Bolsonaro à China afetam vacinas

Presidente insinuou que chineses, principais fornecedores de matéria-prima para imunizantes ao Brasil, criaram vírus como parte de "guerra química". "Essas declarações têm impacto", diz diretor do Instituto Butantan. A direção do Instituto Butantan e o governador …

Fotos da última sessão de Kurt Cobain são vendidas como NFT

As imagens da última sessão de fotos da vida do compositor e cantor Kurt Cobain irão a leilão em formato de token não-fungível, os célebres NFTs. O anúncio foi feito por Jesse Frohman, fotógrafo por trás …

EUA, França e Rússia apoiam quebra de patentes contra a Covid-19, mas laboratórios resistem

A ideia de suspender as patentes da fabricação de vacinas contra a Covid-19 continuou a ganhar apoio em todo o mundo nesta quinta-feira, após o impulso inicial dado Estados Unidos. Porém, os laboratórios resistem, …

Descoberta a evidência mais antiga de atividade humana

Uma das atividades mais antigas de humanos foi identificada em uma caverna na África do Sul. Uma equipe de geólogos e arqueólogos encontrou evidências de que nossos ancestrais estavam fazendo fogo e ferramentas na Caverna …

Jeff Bezos: os planos do homem mais rico do mundo para voo espacial turístico

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, afirma que está pronto para levar pessoas ao espaço. A empresa Blue Origin, do empresário americano detentor de uma fortuna estimada em R$ 1 trilhão, diz que lançará uma tripulação …