Primeiro simulador de universo com Inteligência Artificial já superou as expectativas

Astrofísicos usaram pela primeira vez inteligência artificial para gerar simulações em 3D do universo. Os resultados foram tão rápidos, precisos e robustos que nem os próprios pesquisadores entendem como eles aconteceram.

O projeto se chama Modelo de Deslocamento de Densidade Profunda, ou D3M. A velocidade e precisão do modelo não foram surpreendentes para os pesquisadores, mas sim a habilidade em simular de forma correta como o universo ficaria se alguns parâmetros fossem alterados. O mais interessante é que o modelo nunca recebeu nenhum dado de treinamento sobre como esses parâmetros variavam.

“Seria como treinar um software de reconhecimento de imagem com várias imagens de gatos e cães, e aí ele consegue reconhecer elefantes”, compara Shirley Ho, co-autora do estudo e professora da Universidade Carnegie Mellon (EUA). “Ninguém sabe como ele faz isso, e é um enorme mistério a ser resolvido”, complementa ela.

O modelo foi apresentado no dia 24 de junho na publicação Proceedings of the National Academy of Sciences. O autor principal do estudo foi Siyu He, analista do Instituto Flatiron (EUA).

Ho e He trabalharam em colaboração com Yin Li e Yu Feng da Universidade da Califórnia em Berkeley, com Wei Chen do Instituto Flatiron, Siamak Ravanbakhsh da Universidade de British Columbia (Canadá) e Barnabás Póczos da Universidade Carnegie Mellon.

Esse tipo de simulação do D3M é muito importante para a astrofísica teórica. Cientistas querem saber como o cosmo pode se desenvolver em vários cenários, como por exemplo se a energia escura do universo variasse com o passar do tempo. Esse tipo de estudo exige que milhares de simulações sejam feitas, portanto um modelo computacional rápido e confiável é o sonho de consumo dos astrofísicos modernos.

Depois de treinar o D3M, pesquisadores fizeram simulações de um universo com formato de cubo com 600 milhões de anos-luz de lado e compararam os resultados com modelos rápidos e lentos que já existiam. O modelo lento e mais confiável leva centenas de horas de cálculos, enquanto o sistema rápido leva poucos minutos. Já o D3M completou a simulação em 30 milissegundos.

Além disso, o D3M também teve precisão impressionante. Quando comparado com o modelo lento, ele teve uma taxa de erro de 2.8%. Já o sistema rápido teve uma taxa de 9,3% de erros quando comparado com o modelo lento. Ou seja: o sistema rápido parece ter sido passado para trás pelo D3M.

Os pesquisadores agora querem saber por que o modelo que foi treinado para identificar “gatos e cachorros” está conseguindo identificar também “elefantes”. “Nós podemos ser um playground interessante para um aprendiz de máquina ver porque esse modelo extrapola tão bem. É uma via de mão dupla entre ciência e deep learning”, diz Ho.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Arqueólogos encontram o que seria o túmulo de Rômulo, fundador de Roma

A descoberta é considerada "excepcional" pelos arqueólogos. O que poderia ser o túmulo de Rômulo (Romulus), o rei fundador de Roma, foi apresentado ao público pela primeira vez nesta sexta-feira (21), trazendo à tona uma …

Venezuela pede investigação do aeroporto de Lisboa em caso de tráfico de drogas

Polícia prendeu duas pessoas em Caracas, envolvidas em envio quinzenal de drogas para Portugal. Segundo autoridades venezuelanas, o transporte era feito em voos da TAP e o aeroporto de Lisboa foi acusado de cumplicidade. O Ministério …

Alemanha reforça medidas de segurança contra extrema direita após atentado

Após o choque do ataque racista em Hanau e pressionado por todos os lados a reagir, o governo alemão anunciou nesta sexta-feira (21) um fortalecimento da vigilância policial, especialmente em torno das mesquitas, diante de …

Tribunal autoriza Tesla a derrubar floresta nos arredores de Berlim

O Tribunal Administrativo Superior de Berlim-Brandemburgo, na Alemanha, autorizou nesta quinta-feira (20/02) a fabricante americana de carros elétricos Tesla a continuar derrubando uma floresta nos arredores de Berlim para a construção de sua primeira fábrica …

McDonald’s lança vela perfumada com ingredientes de hambúrguer

Quando você pensa que o McDonald’s já esgotou a sua cota de criatividade, eis que o marketing da franquia de restaurantes surge com as velas perfumadas com ingredientes de hambúrguer. Criadas para comemorar os 50 anos …

Câmara oculta no túmulo de Tutancâmon poderia abrigar rainha Nefertiti, revelam cientistas

Uma equipe de arqueólogos afirma ter encontrado evidências da existência de uma câmara oculta por atrás das paredes da famosa tumba de Tutancâmon, no Vale dos Reis, Egito. Essa câmara, segundo cientistas, poderia ser a …

Donald Trump critica Oscar por ter escolhido Parasita como Melhor Filme

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não ficou nada satisfeito com a escolha de Parasita, longa sul-coreano, como vencedor do Oscar de Melhor Filme. O político disparou contra a Academia, que escolheu a produção de …

Vídeo viral de menino que sofre bullying gera onda de comoção e apoio global

Pessoas de todo o mundo se uniram em apoio a um menino australiano de nove anos depois que um vídeo mostrando sua profunda angústia por ter sofrido bullying viralizou nas redes sociais. Yarraka Bayle postou o …

Inteligência dos EUA diz que Rússia atua por reeleição de Trump

Oficiais alertam parlamentares de que Moscou vem interferindo para ajudar campanha eleitoral do presidente americano. Mídia afirma que Trump substituiu diretor de Inteligência Nacional após se irritar com a revelação. Oficiais de inteligência dos EUA alertaram …

Levantamento aponta que Brasil tem 300 mil bruxos e bruxas

De acordo com a União Wicca do Brasil (UWB), há cerca de 300 mil bruxos e bruxas no país. O Rio de Janeiro é o estado campeão em número de praticantes, somando 40 mil adeptos …