Protestos em Hong Kong começam a afetar comércio e turismo

Há dois meses Hong Kong vive ao ritmo de protestos contra um projeto de lei que autoriza as extradições para a China. Os dirigentes se recusam a responder às reivindicações dos manifestantes, que pedem reformas democráticas no território. O impasse começa a afetar o comércio e o turismo na região.

A greve de segunda-feira (5) mostrou que uma parte da população continua apoiando o movimento. Mas os bloqueios constantes do comércio em plena temporada de férias, quando Hong Kong recebe muitos visitantes, não agrada a todos, principalmente os que dependem do turismo.

“Claro que as manifestações tiveram um impacto no comércio. Estamos no meio do dia e apenas três clientes entraram na minha farmácia”, reclama Chen, um comerciante de Causeway Bay, uma das zonas mais movimentadas de Hong Kong.

“Esse é um bairro que normalmente estaria lotado, mas agora só vemos idosos e algumas pessoas que trabalham por aqui. Os turistas sempre vêm para se divertir. Mas sabendo o que está acontecendo, será que vão continuar vindo?”

Não muito longe dali, Siu, gerente de uma loja de doces, tenta ser compreensiva, mesmo se já dá sinais de cansaço diante dos mais de dois meses de protestos. “No início eu até entendia as reivindicações dos manifestantes. Mas alguns começaram a ficar violentos e me assustaram. Perto daqui, ao lado do centro comercial SoGo, eles cortaram os fios dos semáforos”, relata, assustada. “Eu acho que tudo isso afetou as vendas”, afirma.

“Isso não é uma maneira de protestar”, continua. “A polícia também não deve ser violenta, mas em alguns casos eles têm motivos para agir assim com manifestantes”, comenta, se referindo aos confrontos com as forças de ordem que fizeram vários feridos.

Jeremy Tai, dono de uma loja de bordados, também constata uma queda nas vendas. “Eu não apoio os manifestantes. Mas os jovens têm muito poder. Eles podem impedir os clientes de chegar até as lojas”.

As autoridades locais confirmaram esta semana que as manifestações já tiveram consequências negativas concretas no varejo. Do lado do turismo, a companhia aérea Cathay Pacific e o grupo hoteleiro Hongkong and Shanghai Hotels também indicaram que os protestos provocaram uma baixa em suas atividades.

O presidente do Conselho das empresas especializadas em turismo, Jason Wong, declarou que o número de viagens organizadas vindas da China continental também despencou 40%.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Sucesso nas apostas depende do apostador

Se você quer ter lucro nas apostas, precisa fundamentalmente de duas coisas: ter vantagem em relação à casa de apostas e um método de apostas bem rigoroso. Falamos disso porque muitos dos apostadores deixam dinheiro às …

Bezos doará US$ 10 bilhões para combater mudanças climáticas

Dono da Amazon anuncia fundo para financiar pesquisas voltadas a reduzir impactos do aquecimento global. Empresa tem enorme pegada de carbono por uso de combustíveis fósseis no transporte de produtos. O multimilionário americano Jeff Bezos afimou …

Jogador alvo de racismo toma atitude que todo mundo deveria ter e abandona gramado

Na última rodada da Liga Portuguesa, o Porto venceu fora de casa Vitória de Guimarães por 2 a 1. O gol que definiu a partida foi do malinês Marega. O ponta de lança recebeu um …

Ministra da Saúde de Macron vai disputar prefeitura de Paris em batalha de mulheres

O partido presidencial francês e seus aliados centristas encontraram neste domingo (16) na ministra da Saúde, Agnès Buzyn, 58, a sucessora ideal para Benjamin Griveaux. O candidato de Emmanuel Macron ao cargo de prefeito de …

Organização vende suposto DNA de Donald Trump e outros líderes globais

Nesta sexta-feira, uma organização chamada Earnest Project passou a oferecer a chance de possuir amostras de DNA de alguns líderes mundiais e outras celebridades. O grupo alega que coletou clandestinamente itens descartados pelos participantes do Fórum …

Tribunal alemão suspende derrubada de floresta para fábrica da Tesla

Justiça ordena que gigante americana interrompa corte de árvores nos arredores de Berlim enquanto analisa pedido de associação ambiental. Empresa de Elon Musk planeja construir ali sua primeira "gigafábrica" da Europa. Um tribunal na Alemanha determinou …

Satélites podem facilmente ser manipulados por hackers, alerta pesquisador

Talvez você já esteja por dentro da confusão toda em relação aos problemas que os satélites Starlink, da SpaceX, estão causando na comunidade astronômica. Os relativamente poucos satélites lançados (cerca de 240, como parte de um …

Na Índia, campanha faz semáforo voltar ao vermelho se os motoristas buzinarem demais

Se a Índia é um país famoso por sua religiosidade, sua culinária, suas belezas naturais e, sendo o segundo país mais populoso, por ser a maior democracia por eleitorado do mundo, ela também carrega a …

Secularismo e tolerância a minorias predizem a prosperidade de um país

Pesquisadores da Universidade de Bristol e Universidade do Tennesse analisaram dados de quase 500 mil pessoas de 109 países e concluíram que mudanças na cultura geralmente vêm antes da melhora na riqueza, educação e democracia. Os …

Estudo: declínio de abelhas se aproxima da extinção em massa

De acordo com um novo estudo liderado por cientistas da Universidade de Ottawa (Canadá), a probabilidade de uma população de abelhas sobreviver em qualquer lugar diminuiu 30% no curso de uma geração humana. Os pesquisadores sugerem …