Na ilha grega de Lesbos, refugiados de 10 anos tentam se matar

Voluntários dos Médicos Sem Fronteiras (MSF) contam que as condições no campo de refugiados de Moria, na ilha grega de Lesbos, são tão degradantes que há crianças de dez anos que já tentaram se suicidar.

Superlotação de pessoas, más condições de higiene, violência, confrontos, assédio e abuso sexual, tentativas de suicídio e morte. Foi esta a realidade encontrada pelos jornalistas da BBC no campo de refugiados de Moria, na ilha grega de Lesbos.

O campo abriu em 2015 e, inicialmente, seria apenas um ponto de passagem para os imigrantes ficarem alguns dias, mas, na verdade, há alguns que já estão por lá há vários anos. Neste momento, são mais de 8 mil pessoas, quando era suposto dar refúgio a apenas 2 mil.

As condições são tão degradantes que as organizações humanitárias, como é o caso dos Médicos sem Fronteiras, abandonaram o local em protesto. No entanto, as necessidades destas pessoas são tantas que a MSF já abriu uma clínica às portas do local.

O campo de refugiados tem um cheiro de esgoto constante e, para se ter noção das dificuldades, um médico da organização conta que em uma tenda cabem 17 pessoas e que o mesmo banheiro serve 70 pessoas.

Sara Khan, uma refugiada do Afeganistão, conta à BBC que sua família passa todo o dia na fila para conseguir comida e durante a noite estão sempre prontos para fugir, com receio dos confrontos que surgem constantemente.

Estamos sempre prontos para fugir, 24 horas por dia temos nossas crianças preparadas. Essa violência significa que nossos pequenos não conseguem dormir“.

Ali, um refugiado sírio que deixou Moria, recorda que quando chegou lá com a família “já existia seitas e racismo, fosse entre sunitas e xiitas ou curdos, árabes e afegãos”, como se os conflitos entre grupos rebeldes sírios também já tivessem se instalado dentro daqueles portões.

Parece a guerra na Síria, mas ainda pior. Ouvimos falar de casos de estupro e de assédio sexual”, afirma ainda o refugiado.

No dia em que filmaram Moria, os jornalistas da BBC contam que assistiram a várias cenas de violência entre os que estavam na fila à espera de comida. Duas pessoas foram esfaqueadas, outras sofreram ataques de pânico.

Os voluntários do MSF declaram que há muitas crianças recebendo tratamento devido a problemas de pele provocados pelas más condições de higiene ou problemas respiratórios por causa do gás lacrimogêneo lançado pela polícia para conter os confrontos.

Além dos problemas físicos, abundam também os problemas de saúde mental. Em declarações à emissora britânica, os trabalhadores contam que já tiveram que lidar com vários casos de crianças de dez anos que tentaram se suicidar.

“É algo que vemos constantemente”, explica Luca Fontana, coordenador da MSF em Lesbos, acrescentando que já reportaram as condições do campo ao Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (UNHCR) e ao Ministério da Saúde grego.

“Apesar de fazermos pressão para que essas crianças sejam levadas para Atenas, o mais rápido possível, isso não acontece. Essas crianças continuam aqui”, critica.

Fontana, que já trabalhou em várias zonas de conflito, garante à BBC que o campo de refugiados de Moria é o pior lugar que já viu em toda a vida. “Eu nunca tinha visto o nível de sofrimento que testemunhamos aqui todos os dias”.

“Mesmo os afetados por Ebola ainda têm esperança de sobreviver ou têm o apoio da família, da sociedade, da aldeia onde vivem, dos parentes. Aqui, a esperança foi retirada deles pelo sistema”.

Até julho de 2018, mais de 71 mil refugiados chegaram à Grécia pelo mar. Apenas cerca de 2.200 foram devolvidos à Turquia.

George Matthaiou, representante do governo grego em Moria, sabe que as condições são terríveis, mas atira culpas à União Europeia. “Nós não temos dinheiro. A situação econômica na Grécia é conhecida. Eu quero ajudar, mas não posso fazer nada porque a UE fechou as fronteiras”, afirma.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …