Na ilha grega de Lesbos, refugiados de 10 anos tentam se matar

Voluntários dos Médicos Sem Fronteiras (MSF) contam que as condições no campo de refugiados de Moria, na ilha grega de Lesbos, são tão degradantes que há crianças de dez anos que já tentaram se suicidar.

Superlotação de pessoas, más condições de higiene, violência, confrontos, assédio e abuso sexual, tentativas de suicídio e morte. Foi esta a realidade encontrada pelos jornalistas da BBC no campo de refugiados de Moria, na ilha grega de Lesbos.

O campo abriu em 2015 e, inicialmente, seria apenas um ponto de passagem para os imigrantes ficarem alguns dias, mas, na verdade, há alguns que já estão por lá há vários anos. Neste momento, são mais de 8 mil pessoas, quando era suposto dar refúgio a apenas 2 mil.

As condições são tão degradantes que as organizações humanitárias, como é o caso dos Médicos sem Fronteiras, abandonaram o local em protesto. No entanto, as necessidades destas pessoas são tantas que a MSF já abriu uma clínica às portas do local.

O campo de refugiados tem um cheiro de esgoto constante e, para se ter noção das dificuldades, um médico da organização conta que em uma tenda cabem 17 pessoas e que o mesmo banheiro serve 70 pessoas.

Sara Khan, uma refugiada do Afeganistão, conta à BBC que sua família passa todo o dia na fila para conseguir comida e durante a noite estão sempre prontos para fugir, com receio dos confrontos que surgem constantemente.

Estamos sempre prontos para fugir, 24 horas por dia temos nossas crianças preparadas. Essa violência significa que nossos pequenos não conseguem dormir“.

Ali, um refugiado sírio que deixou Moria, recorda que quando chegou lá com a família “já existia seitas e racismo, fosse entre sunitas e xiitas ou curdos, árabes e afegãos”, como se os conflitos entre grupos rebeldes sírios também já tivessem se instalado dentro daqueles portões.

Parece a guerra na Síria, mas ainda pior. Ouvimos falar de casos de estupro e de assédio sexual”, afirma ainda o refugiado.

No dia em que filmaram Moria, os jornalistas da BBC contam que assistiram a várias cenas de violência entre os que estavam na fila à espera de comida. Duas pessoas foram esfaqueadas, outras sofreram ataques de pânico.

Os voluntários do MSF declaram que há muitas crianças recebendo tratamento devido a problemas de pele provocados pelas más condições de higiene ou problemas respiratórios por causa do gás lacrimogêneo lançado pela polícia para conter os confrontos.

Além dos problemas físicos, abundam também os problemas de saúde mental. Em declarações à emissora britânica, os trabalhadores contam que já tiveram que lidar com vários casos de crianças de dez anos que tentaram se suicidar.

“É algo que vemos constantemente”, explica Luca Fontana, coordenador da MSF em Lesbos, acrescentando que já reportaram as condições do campo ao Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (UNHCR) e ao Ministério da Saúde grego.

“Apesar de fazermos pressão para que essas crianças sejam levadas para Atenas, o mais rápido possível, isso não acontece. Essas crianças continuam aqui”, critica.

Fontana, que já trabalhou em várias zonas de conflito, garante à BBC que o campo de refugiados de Moria é o pior lugar que já viu em toda a vida. “Eu nunca tinha visto o nível de sofrimento que testemunhamos aqui todos os dias”.

“Mesmo os afetados por Ebola ainda têm esperança de sobreviver ou têm o apoio da família, da sociedade, da aldeia onde vivem, dos parentes. Aqui, a esperança foi retirada deles pelo sistema”.

Até julho de 2018, mais de 71 mil refugiados chegaram à Grécia pelo mar. Apenas cerca de 2.200 foram devolvidos à Turquia.

George Matthaiou, representante do governo grego em Moria, sabe que as condições são terríveis, mas atira culpas à União Europeia. “Nós não temos dinheiro. A situação econômica na Grécia é conhecida. Eu quero ajudar, mas não posso fazer nada porque a UE fechou as fronteiras”, afirma.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Emaranhamento quântico é transmitido a drones separados por 1 km de distância

Fótons emaranhados foram transmitidos entre dois drones pairando a um quilômetro de distância um do outro, demonstrando tecnologia que poderia ser a base de uma internet quântica. Quando dois fótons são emaranhados quanticamente, você pode deduzir …

Joe Biden empossado 46.º Presidente dos EUA

Joe Biden tomou posse, esta quarta-feira, como Presidente dos Estados Unidos, e Kamala Harris foi empossada a primeira vice-presidente norte-americana. No seu discurso, Biden disse que "este é o dia da América, da democracia …

Covid-19: Brasil deve enfrentar pior fase da pandemia nas próximas semanas

Nos últimos dias, a pandemia no Brasil foi marcada por imagens de dor e de esperança. De um lado, a falta de oxigênio em Manaus mostrou a tragédia causada pela falta de coordenação contra a …

Após meses, Jack Ma reaparece publicamente via vídeo em evento no interior da China

Sem aparecer publicamente desde o fim de outubro de 2020, Jack Ma faz sua primeira aparição em evento de bem-estar social para professores em área rural da China. O bilionário cofundador do grupo Alibaba, gigante do …

Donald Trump perdoa Steve Bannon e outros aliados

Nas suas últimas horas no cargo, o presidente dos EUA concede perdão a vários aliados e também políticos condenados por corrupção. Entre os perdoados está seu ex-estrategista-chefe. O presidente dos EUA, Donald Trump, usou suas últimas …

Máscara com nariz de fora rende eliminação de exame e prisão de candidato

Um homem de 49 anos foi preso no Japão após se recusar a utilizar corretamente uma máscara facial durante um exame de admissão para faculdade. Ele foi desqualificado da prova e acabou tomando as notícias …

Esconderijo moedas de ouro medievais são descobertas em uma fazenda na Hungria

No século XVI, um ataque do Império Otomano pode ter levado húngaros em pânico a enterrar um estoque de valiosas moedas de prata e ouro. Agora, arqueólogos descobriram este tesouro enterrado em uma fazenda moderna …

Vacina covid-19. As respostas para as 10 perguntas mais procuradas sobre vacinação nas últimas 24 horas

A aprovação da CoronaVac (Sinovac/Instituto Butantan) e da CoviShield (FioCruz/Universidade de Oxford/AstraZeneca) representou um enorme avanço para conter a pandemia de covid-19, que já vitimou quase 210 mil brasileiros. Essas duas vacinas são as primeiras …

Satélites Starlink agora são invisíveis a olho nu, mas não para telescópios

Quando a SpaceX lançou as primeiras 60 unidades da rede Starlink em maio de 2019, a comunidade científica expressou preocupações, prevendo que as observações astronômicas seriam afetadas pelo brilho das unidades que compõe a constelação …

Sites de Apostas Legalizados no Brasil: fique atento

Com o crescimento dos sites de apostas esportivas, é preciso ficar atento a quais deles atuam de maneira legal no mercado e quais estão trabalhando ilegalmente. Infelizmente, os novatos no mundo das apostas podem acabar tendo …