Relatório secreto revela que pais de Madeleine McCann esconderam informação da polícia

Um relatório elaborado pelo Ministério do Interior britânico detalha a “relação turbulenta” entre Kate e Gerry McCann e as autoridades portuguesas e britânicas, no âmbito do desaparecimento da filha Madeleine, no Algarve (sul de Portugal).

O relatório considerado secreto, divulgado pela Sky News, destaca que o casal britânico, que desde cedo se considerou “mal tratado” pela polícia portuguesa, acabou também por se desentender com a polícia britânica.

Uma das principais conclusões do relatório é que os McCann “não compartilharam com a polícia informação recolhida pelos seus detectives privados” que investigaram o desaparecimento da filha.

O relatório teria sido solicitado pelo então Secretário de Estado Alan Johnson, segundo frisa a Sky News, destacando que ele “queria saber se valia a pena envolver a Scotland Yard depois de as autoridades portuguesas terem encerrado sua primeira investigação” sobre o desaparecimento.

Assim, o documento redigido pela Agência de Proteção à Criança britânica apurou que os McCann consideravam que havia “falta de clareza e de comunicação da parte da polícia portuguesa” e lamentavam que “foram levados, em mais do que uma ocasião, para a esquadra de polícia e deixados à espera, durante horas, para falar com alguém que nunca se materializou”.

“Claramente, os McCann tiveram uma relação turbulenta, tanto com as autoridades portuguesas como com as do Reino Unido”, refere o relatório, notando a “distinta falta de confiança entre todas as partes”.

O documento ainda evidencia que “é imperativo” que o casal McCann seja “encorajado e persuadido a compartilhar” a “grande quantidade de informação” recolhida pelos detetives privados que contrataram.

Investigação só avançou graças a manchete do The Sun

A conclusão final do relatório indicava que a Scotland Yard fizesse uma revisão da investigação portuguesa, mas o dossiê ficou na gaveta durante vários meses, conforme revela o ex-diretor da Agência de Protecção à Criança, Jim Gamble, à BBC, em um documentário do programa Panorama sobre o desaparecimento de Madeleine McCann.

A BBC informa que a Scotland Yard só se dedicou ao caso depois de uma manchete do jornal The Sun, em 2011, com uma carta dos McCann endereçada ao então primeiro-ministro, David Cameron, pedindo a revisão do caso.

Waerfelu / Wikimedia

-

Jornalista “foi aliciado para ser espião dos McCann”

No mesmo documentário da BBC, em um especial sobre o 10º aniversário do desaparecimento, o jornalista que lidera a investigação, Richard Bilton, assume que alguém dentro do seio dos McCann lhe propôs um acordo para que agisse como “espião” dentro dos elementos da imprensa que cobriam o caso.

“Me ofereceram acesso exclusivo a todos os novos desenvolvimentos no caso, uma pista interna para quaisquer novos avanços. Mas havia um preço. Era esperado que eu agisse como espião dentro do grupo da imprensa“, destaca Bilton no documentário.

O jornalista cita os advogados dos McCann garantindo que eles “não tomaram parte em nenhuma forma de intimidação ou de segmentação” e que “não tinham conhecimento” desse tal acordo.

Bilton faz esta revelação, em primeira mão, a Robert Murat, enquanto entrevista, no documentário, o britânico que começou por ajudar a polícia no caso, como tradutor, mas que acabou se tornando suspeito do desaparecimento de Madeleine.

“Disseram que me dariam acesso a linhas da investigação, histórias novas, se eu reportasse o que o grupo de imprensa dizia sobre eles“, conta o jornalista a Murat que diz que fica “incrivelmente zangado” com a revelação.

“Retiraram o foco de tentar chegar ao fundo disto, de descobrir realmente o que aconteceu, e puseram os holofotes em outra pessoa. Fico incrédulo, me deixa simplesmente atordoado”, acrescenta Murat no programa da BBC.

Polícia portuguesa ofereceu acordo para Kate confessar

No documentário da BBC, fica ainda a revelação do porta-voz dos McCann, Clarence Mitchell, que garante que, quando o casal foi considerado suspeito pela justiça portuguesa, e depois de Kate ter se recusado a responder às perguntas da Polícia Judiciária (PJ) portuguesa, recebeu um acordo.

A PJ teria garantido a Kate que, se confessasse a responsabilidade pela morte acidental de Madeleine, teria uma sentença mais leve e Gerry poderia voltar ao Reino Unido com os filhos gêmeos, segundo Mitchell.

A PJ acreditaria, na época, que Madeleine teria morrido devido à administração de medicação, por parte de Kate, que era anestesista, e que o casal teria escondido o cadáver da criança para congelá-lo e cremá-lo em seguida.

O programa da BBC inclui ainda declarações do diretor-adjunto da Polícia Judiciária, Pedro do Carmo, do ex-presidente do sindicato dos oficiais da polícia, Carlos Anjos, do ex-Chefe de Alojamento do resort da Praia da Luz, Vítor dos Santos, da jornalista Sandra Felgueiras, da RTP, que entrevistou os McCann, e até de José Sócrates, político português.

O ex-primeiro-ministro português é entrevistado no âmbito de declarações de Gonçalo Amaral, ex-inspetor da PJ responsável pelo caso, que diz que foi afastado do mesmo devido a “pressões políticas” do Reino Unido.

Confrontado pela BBC se recebeu um ultimato do ex-primeiro-ministro Gordon Brown para afastar Amaral, Sócrates assegura que “não é verdade” e que o ex-PJ “considera-se em alto nível”.

// ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Patenteado material que permite ocultar objetos e é chamado capa de invisibilidade

A empresa canadense fabricante de uniformes de camuflagem para militares, HyperStealth Biotechnology, anunciou quatro pedidos de patente, todos relacionado ao Quantum Stealth. O material também é chamado de “capa de invisibilidade”. O inventor dos quatro pedidos …

Netanyahu desiste de formar governo em Israel

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, renunciou, nesta segunda-feira (21), à tarefa de formar um novo governo. O presidente Reuven Rivlin informou que entregará a missão ao opositor Benny Gantz. O primeiro-ministro anunciou a decisão nas redes …

'Nunca houve tanta interferência de uma família dentro de um poder', diz Joice sobre governo

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) declarou nesta segunda-feira (22) que "nunca houve tanta interferência de uma família dentro de um poder" como existe no governo do presidente Jair Bolsonaro. Após ser retirada da função de …

"Táxis de cocaína" são problema crescente em Berlim

Aumento do número de veículos que entregam drogas diretamente na casa dos usuários preocupa a polícia berlinense. A cocaína perde apenas para a heroína como causa de mortes relacionadas a drogas na capital alemã. A polícia …

A casa da Barbie existe na vida real – e você pode se hospedar lá

Possivelmente a mais célebre e vendida boneca do mundo, a Barbie costumava sugerir uma vida de luxo e deleite ao imaginário da criançada que cresceu – e ainda cresce – inventando uma vida enquanto brinca …

Eleição na Bolívia: Resultados parciais indicam 2º turno inédito entre Evo Morales e Carlos Mesa

Com quase 90% dos votos contabilizados, resultados parciais da eleição realizada neste domingo na Bolívia indicam que o atual presidente Evo Morales não teve votos suficientes para garantir já sua vitória, caminhando para disputar com …

Voo mais longo e sem escalas da história pousou em Sydney

O voo mais longo e sem escalas da história pousou nesse domingo (20) em Sydney, 19 horas e 16 minutos após a decolagem, em Nova York. Foi um teste da companhia australiana Qantas, que pretende …

Governo brasileiro publica lei que agiliza venda de bens do tráfico de drogas

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 13886/19, que pretende acelerar a destinação de bens apreendidos ou sequestrados que tenham vinculação com o tráfico ilícito de drogas. Essa lei, que converte a Medida Provisória nº 885, …

Criaram uma bebida com probióticos geneticamente modificados para prevenir ressacas

Beber moderadamente pode ser garantia de uma noite especialmente divertida, mas quem se aventura pelos bares da vida sabe que basta um pequeno erro de cálculo ou deslize nos preparativos – como, por exemplo, esquecer …

Manifestantes desafiam proibição em Hong Kong

Milhares voltam às ruas, apesar de governo ter proibido protestos na região semiautônoma, e são recebidos com jatos d'água e gás lacrimogêneo. Há quatro meses, colônia britânica atravessa a sua maior crise política. Milhares de manifestantes …