Relatório secreto revela que pais de Madeleine McCann esconderam informação da polícia

Um relatório elaborado pelo Ministério do Interior britânico detalha a “relação turbulenta” entre Kate e Gerry McCann e as autoridades portuguesas e britânicas, no âmbito do desaparecimento da filha Madeleine, no Algarve (sul de Portugal).

O relatório considerado secreto, divulgado pela Sky News, destaca que o casal britânico, que desde cedo se considerou “mal tratado” pela polícia portuguesa, acabou também por se desentender com a polícia britânica.

Uma das principais conclusões do relatório é que os McCann “não compartilharam com a polícia informação recolhida pelos seus detectives privados” que investigaram o desaparecimento da filha.

O relatório teria sido solicitado pelo então Secretário de Estado Alan Johnson, segundo frisa a Sky News, destacando que ele “queria saber se valia a pena envolver a Scotland Yard depois de as autoridades portuguesas terem encerrado sua primeira investigação” sobre o desaparecimento.

Assim, o documento redigido pela Agência de Proteção à Criança britânica apurou que os McCann consideravam que havia “falta de clareza e de comunicação da parte da polícia portuguesa” e lamentavam que “foram levados, em mais do que uma ocasião, para a esquadra de polícia e deixados à espera, durante horas, para falar com alguém que nunca se materializou”.

“Claramente, os McCann tiveram uma relação turbulenta, tanto com as autoridades portuguesas como com as do Reino Unido”, refere o relatório, notando a “distinta falta de confiança entre todas as partes”.

O documento ainda evidencia que “é imperativo” que o casal McCann seja “encorajado e persuadido a compartilhar” a “grande quantidade de informação” recolhida pelos detetives privados que contrataram.

Investigação só avançou graças a manchete do The Sun

A conclusão final do relatório indicava que a Scotland Yard fizesse uma revisão da investigação portuguesa, mas o dossiê ficou na gaveta durante vários meses, conforme revela o ex-diretor da Agência de Protecção à Criança, Jim Gamble, à BBC, em um documentário do programa Panorama sobre o desaparecimento de Madeleine McCann.

A BBC informa que a Scotland Yard só se dedicou ao caso depois de uma manchete do jornal The Sun, em 2011, com uma carta dos McCann endereçada ao então primeiro-ministro, David Cameron, pedindo a revisão do caso.

Waerfelu / Wikimedia

-

Jornalista “foi aliciado para ser espião dos McCann”

No mesmo documentário da BBC, em um especial sobre o 10º aniversário do desaparecimento, o jornalista que lidera a investigação, Richard Bilton, assume que alguém dentro do seio dos McCann lhe propôs um acordo para que agisse como “espião” dentro dos elementos da imprensa que cobriam o caso.

“Me ofereceram acesso exclusivo a todos os novos desenvolvimentos no caso, uma pista interna para quaisquer novos avanços. Mas havia um preço. Era esperado que eu agisse como espião dentro do grupo da imprensa“, destaca Bilton no documentário.

O jornalista cita os advogados dos McCann garantindo que eles “não tomaram parte em nenhuma forma de intimidação ou de segmentação” e que “não tinham conhecimento” desse tal acordo.

Bilton faz esta revelação, em primeira mão, a Robert Murat, enquanto entrevista, no documentário, o britânico que começou por ajudar a polícia no caso, como tradutor, mas que acabou se tornando suspeito do desaparecimento de Madeleine.

“Disseram que me dariam acesso a linhas da investigação, histórias novas, se eu reportasse o que o grupo de imprensa dizia sobre eles“, conta o jornalista a Murat que diz que fica “incrivelmente zangado” com a revelação.

“Retiraram o foco de tentar chegar ao fundo disto, de descobrir realmente o que aconteceu, e puseram os holofotes em outra pessoa. Fico incrédulo, me deixa simplesmente atordoado”, acrescenta Murat no programa da BBC.

Polícia portuguesa ofereceu acordo para Kate confessar

No documentário da BBC, fica ainda a revelação do porta-voz dos McCann, Clarence Mitchell, que garante que, quando o casal foi considerado suspeito pela justiça portuguesa, e depois de Kate ter se recusado a responder às perguntas da Polícia Judiciária (PJ) portuguesa, recebeu um acordo.

A PJ teria garantido a Kate que, se confessasse a responsabilidade pela morte acidental de Madeleine, teria uma sentença mais leve e Gerry poderia voltar ao Reino Unido com os filhos gêmeos, segundo Mitchell.

A PJ acreditaria, na época, que Madeleine teria morrido devido à administração de medicação, por parte de Kate, que era anestesista, e que o casal teria escondido o cadáver da criança para congelá-lo e cremá-lo em seguida.

O programa da BBC inclui ainda declarações do diretor-adjunto da Polícia Judiciária, Pedro do Carmo, do ex-presidente do sindicato dos oficiais da polícia, Carlos Anjos, do ex-Chefe de Alojamento do resort da Praia da Luz, Vítor dos Santos, da jornalista Sandra Felgueiras, da RTP, que entrevistou os McCann, e até de José Sócrates, político português.

O ex-primeiro-ministro português é entrevistado no âmbito de declarações de Gonçalo Amaral, ex-inspetor da PJ responsável pelo caso, que diz que foi afastado do mesmo devido a “pressões políticas” do Reino Unido.

Confrontado pela BBC se recebeu um ultimato do ex-primeiro-ministro Gordon Brown para afastar Amaral, Sócrates assegura que “não é verdade” e que o ex-PJ “considera-se em alto nível”.

// ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO:

A descoberta dessa nova célula imunológica pode ser um tratamento “universal” para o câncer

Um novo estudo da Universidade de Cardiff (País de Gales) descobriu um tipo de célula imune que poderia levar a uma “terapia universal” contra o câncer. Estamos falamos de uma célula T equipada com um tipo …

Governo brasileiro diz que UPS está interessada na privatização dos Correios

A privatização dos Correios tem despertado o interesse de diversas empresas estrangeiras de logística. Há algum tempo, Alibaba e Amazon manifestaram desejo em participar do processo de desestatização da estatal brasileira. Agora, a UPS também teria …

Coronavírus. OMS diz que ainda é cedo para decretar urgência internacional

Em uma reunião realizada nesta quinta-feira (23) em Genebra, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, descartou, por enquanto, lançar um alerta de urgência internacional contra o coronavírus que se espalha …

Parlamento britânico valida definitivamente acordo do Brexit

O Parlamento britânico adotou em definitivo o acordo do Brexit, abrindo caminho para a saída do Reino Unido da União Europeia dentro de nove dias. O texto que regula os termos do divórcio, negociado entre o …

Brasil piora em ranking mundial de corrupção

O Brasil caiu uma posição no principal ranking internacional de corrupção, passando da 105ª para a 106ª entre 180 países, segundo o relatório divulgado nesta quinta-feira (23/01) pela ONG Transparência Internacional. O Brasil continua sendo um …

Cidade inteira é colocada em quarentena na China por causa de vírus exótico que se espalha pelo mundo

A China colocou toda a cidade de Wuhan sob quarentena para tentar evitar o contágio do vírus mortal 2019-nCoV, uma nova cepa do coronavírus identificada pouco tempo atrás. O município é o local onde uma epidemia …

Ministro astronauta mostra Terra esférica no Instagram para calar terraplanistas

Talvez quem escolhe acreditar no terraplanismo realmente não queira aceitar provas de que a Terra é esférica, mas, de qualquer forma, muita gente continua tentando convencê-los de que acreditam em uma falácia. Dessa vez foi o …

Macron bate boca com policiais israelenses em Jerusalém

O presidente francês, Emmanuel Macron, discutiu nesta quarta-feira com agentes do serviço de segurança de Israel (Shabak) que faziam sua segurança durante uma visita à Cidade Velha de Jerusalém. Macron foi filmado dizendo em …

Lente de contato inteligente instala smartphone em seus olhos

Uma tecnologia que ‘instala’ smartphone nos olhos dos usuários, além de transformar a vida dos deficientes visuais, acaba de ser aprovada pela FDA – Food and Drug Administration, o órgão do governo dos Estados Unidos …

Grécia elege primeira presidente mulher

Juíza é escolhida nova chefe de Estado pelo Parlamento, com votos de governistas e opositores. Katerina Sakellaropoulou presidiu tribunal superior e foi indicada ao cargo pelo premiê conservador Kyriákos Mitsotákis. A juíza Katerina Sakellaropoulou se tornará …