Rio canadense desaparece em quatro dias por causa do aquecimento global

Mbochart / wikimedia

Foz do rio Slims no Lago Kluane antes de ter ficado sem água, devido ao aquecimento global

Foz do rio Slims no Lago Kluane antes de ter ficado sem água, devido ao aquecimento global

Em apenas quatro dias, a água do rio Slims, no Canadá, evaporou completamente, desviando-se para o canal de outro rio. É o primeiro caso de “pirataria fluvial” da era moderna e a culpa é do aquecimento global.

As conclusões são expostas por uma equipe de pesquisadores em um artigo publicado na revista Nature Geoscience, onde explicam que a água do rio Slims começou a escoar para outro rio devido à alta nas temperaturas e depois de um glaciar ter derretido mais depressa do que o habitual.

O fenômeno aconteceu na Primavera de 2016 e a mudança repentina verificou-se entre os dias 26 e 29 de maio.

Efeito dramático do aquecimento global

O rio Slims chegou a ter 150 metros na sua parte mais larga e confluía com o rio Yukón, no Alaska, que se estende até ao Mar de Bering, no extremo norte do Oceano Pacífico. A água desviou-se do seu curso para o canal do rio Alsek que desemboca no sul do Pacífico.

O Slims ficou praticamente seco, enquanto o Alsek tem agora um caudal 60 a 70 vezes maior que antes.

A causa do desvio da água teria sido o fato de o glaciar Kaskawulsh, um dos maiores do Yukón, situado no noroeste do Canadá, ter derretido mais depressa do que o habitual, devido ao aumento nas temperaturas.

“Fomos para a área com a intenção de continuar as nossas medições no rio Slims, mas encontramos o seu leito mais ou menos seco. O topo delta que tínhamos navegado em um pequeno barco era, então, uma tempestade de poeira. Em termos de mudança de paisagem, foi incrivelmente dramático“, explica ao The Guardian James Best, geólogo da Universidade do Illinois, nos EUA, e um dos autores do artigo na Nature Geoscience.

“A cada dia, podíamos ver o nível da água descer“, acrescenta no jornal outro pesquisador envolvido na pesquisa, Dan Shugar, geo-cientista da Universidade Washington Tacoma, também nos EUA.

Os pesquisadores usaram então drones para investigar o que estava acontecendo no outro vale, que é menos acessível.

“Descobrimos que toda a água que saía da frente do glaciar, em vez de ser dividida pelos dois rios, estava indo apenas para um“, explica Best.

Os cientistas acreditam que é uma transformação permanente e destacam que se trata de um exemplo preocupante dos reflexos dramáticos do aquecimento global no nosso planeta.

Primeiro caso de “pirataria fluvial” da era moderna

Este tipo de evento, ou seja, uma situação em que a água muda, repentinamente, de curso, já foi descrito como tendo ocorrido há milhares de anos devido a mudanças nas placas tectônicas e a erosões.

Mas o caso do Slims é encarado como o primeiro caso de “pirataria fluvial” da era moderna provocado por mudanças climáticas antropogênicas, isto é, causadas pelo homem.

Uma análise estatística que acompanha o artigo considera que há “99.5%” de chance de que o desvio súbito da água tenha ocorrido “devido ao aquecimento durante a era industrial”, diz Best.

O desaparecimento do rio Slims já está provocando profundos impactos no ecossistema da região, tendo levado à drástica diminuição do nível de água do Lago Kluane.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Startup ajuda pequenas empresas a monitorarem vacinação dos funcionários

A startup brasileira White Tents lançou uma versão em formato freemium — isto é, gratuita mas com alguns recursos pagos — de sua plataforma digital para pequenas empresas que queiram monitorar a vacinação de até …

Argentina vacinará brasileiros na região de fronteira e turistas estrangeiros menores de 18 anos

O governo argentino anunciou uma nova flexibilização para a entrada de estrangeiros no país, a vacinação de turistas menores de 18 anos e de cidadãos de países vizinhos que atravessarem a fronteira por via …

CPI da Pandemia conclui trabalhos e pede o indiciamento de Bolsonaro

Senadores aprovam relatório sobre atuação do governo na crise do coronavírus que propõe punição de 78 pessoas e duas empresas, após seis meses de depoimentos, coleta de provas e repercussão na mídia. A CPI da Pandemia …

Sinais de possível 1º exoplaneta fora da Via Láctea são detectados

Pela primeira vez na história, é possível que os cientistas tenham descoberto um planeta em outra galáxia. O possível exoplaneta recebeu o nome de M51-ULS-1 e se encontra a 28 milhões de anos-luz de distância na …

China vai vacinar crianças a partir de três anos contra a covid-19

Imunizantes aprovados são das farmacêuticas chinesas Sinopharm e Sinovac, fabricante da Coronavac. País será um dos primeiros a começar a vacinar essa faixa etária. No total, China já vacinou 76% da população. Ao menos cinco províncias …

"Bolsonaro ignora todas as necessidades culturais dos brasileiros", diz Gilberto Gil à revista Télérama

A imprensa francesa desta segunda-feira (25) destaca o show de Gilberto Gil nesta noite na Filarmônica de Paris. O músico brasileiro conversou com o jornal Le Monde e com a revista Télérama. "Gilberto Gil", embaixador …

"Peças extraordinárias" achadas na Indonésia podem ser da lendária "ilha do Ouro"

Tesouros no valor de milhões de dólares encontrados nos últimos cinco anos ao longo do rio Musi podem ser do antigo império malaio Serivijaia, na ilha de Sumatra, que por 300 anos dominou as rotas …

Pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", diz diretor da OMS

A pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", disse neste domingo (24) o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus. O representante da ONU discursou na abertura …

Google está “criando Deus”, alerta ex executivo da Google

Segundo um ex-executivo do Google, a singularidade está chegando. E, segundo ele isso representa uma grande ameaça para a humanidade. Mo Gawdat, ex-diretor de negócios da organização moonshot do Google, que na época se chamava Google …

Pandemia causa a maior redução na expectativa de vida desde a Segunda Guerra

Desde a descoberta do coronavírus SARS-CoV-2, mais de 4,9 milhões de pessoas morreram oficialmente em consequência da infecção, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. Nesse cenário, a pandemia da covid-19 reduziu a expectativa de vida …