Rússia extermina animais de rua por causa da Copa do Mundo

O comitê de proteção ambiental da Câmara Baixa da Rússia tem recebido petições de ativistas que afirmam: “animais sem dono estão sendo baleados em massa”.

A poucos meses do início da Copa do Mundo de Futebol de 2018, na Rússia, um deputado do país denunciou a matança de milhares de cães que vivem nas ruas das cidades que vão sediar o torneio.

Segundo o El País, que cita o deputado que denunciou a situação, as autoridades regionais seguem ordens para estabelecer uma operação para acabar com a vida de centenas de animais de rua.

“Recebemos muitas petições de ativistas de direitos dos animais e cidadãos solidários que afirmam que os cães estão sendo exterminados em massa e submetidos à eutanásia em várias cidades-sede da Copa”, protestou o chefe do comitê de proteção ambiental da Câmara Baixa russa, Vladimir Burmatov, ao Parlamentskaya Gazeta.

Os cães de rua são comuns nas cidades russas devido à resistência pública de esterilizar animais de estimação. No mês passado, o vice-primeiro ministro da Federação Russa, Vitaly Mutko, estimou cerca de 2 milhões de animais de rua nas cidades-sede e pediu que o problema fosse resolvido de forma humanitária.

Burmatov disse que seu comitê enviou uma carta oficial ao ministro do Desporto, Pavel Kolobkov, alertando para o “extermínio em massa de animais sem dono”. Na carta, Burmatov também pediu que solicitasse às autoridades regionais o uso de “métodos humanitários sem acabar com a vida dos animais, mutilá-los ou feri-los”.

O chefe do comitê de proteção ambiental sugeriu que os cães de rua fossem colocados em centros de detenção temporária e esterilizados. Na sua opinião, essa medida não seria mais trabalhosa do que matá-los e melhoraria a imagem da Rússia.

“Esses sinais preocupantes devem acabar, a reputação do nosso país está em jogo. Não somos selvagens realizando massacres em massa de animais nas ruas, puxando seus corpos ensanguentados em caminhões e levando-os pela cidade”.

E acrescentou: “Com o mesmo dinheiro é possível fazer facilmente a captura, a vacinação, a esterilização e colocar os animais nos centros de detenção”. Em resposta à carta, o ministro do Desporto afirmou que tinha ordenado às cidades-sede que utilizassem métodos humanitários para evitar uma reação pública negativa.

Até o momento, 6.700 pessoas assinaram um abaixo-assinado organizado pela World Animal Rescue, contra o extermínio cruel de animais de rua que as autoridades russas promovem nas 11 cidades-sede da competição.

A quase um mês do evento, os governos locais investem cerca de 2 milhões de dólares para formar “esquadrões de mortes caninas”, tratam-se de grupos que usam métodos cruéis para sacrificar os animais.

A Copa 2018 será realizada em 11 cidades russas neste verão no hemisfério norte (inverno no Brasil), do enclave de Kaliningrado, no oeste do país, até Ecaterimburgo, no leste. A competição começa no dia 14 de junho às 17h com o jogo entre a Rússia e a Arábia Saudita. A final acontece em 15 de julho, na capital russa, Moscou

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …