Seleção norueguesa doa parte dos salários para que a equipe feminina receba o mesmo

Ailura / Wikimedia

Jogo da seleção feminina de futebol da Noruega contra a Áustria

Os jogadores da seleção masculina de futebol da Noruega irão doar, a partir de 2018, parte dos seus salários para que as colegas da equipe feminina possam receber o mesmo valor.

Quando falamos de igualdade de gênero, a Noruega ocupa, sem dúvida, um lugar de destaque em relação ao resto do mundo e, por isso, nem o futebol fica de fora.

Para que homens e mulheres possam receber o mesmo salário quando estiverem defendendo as cores da seleção, os jogadores da equipe masculina de futebol resolveram contribuir com parte dos seus salários para que os valores possam ser iguais.

Desta forma, o valor total pago às jogadoras da seleção feminina vai quase duplicar de 3,1 milhões de coroas norueguesas (comparado com os 6,55 milhões ganhos pelos colegas homens) para seis milhões de coroascerca de R$ 2,3 milhões.

O valor já inclui as 550 mil coroas oferecidas pelos jogadores às compatriotas. O dinheiro vem também de quantias que recebem de campanhas publicitárias.

O capitão da seleção masculina, Stefan Johansen, apoia 100% a iniciativa. “Acho que é assim mesmo que tem de ser. Acho que pode ajudá-las muito. Queremos o futebol norueguês à frente. As mulheres são tão importantes quanto os homens”, disse o jogador, citado pelo jornal britânico Independent.

A mesma opinião tem a defesa do time, Tore Reginiussen: “É bom poder contribuir. Não há nada nos resultados que tivemos nos últimos anos que indiquem que temos de ter muito mais. Agora, será uma distribuição mais uniforme. Isto é importante”, acrescentou.

Por sua vez, o líder da NISO (Federação Norueguesa de Jogadores Profissionais de Futebol), Joachim Walltin, diz que é “algo muito bom para a seleção feminina, mas também para a Noruega como nação”. “Vamos ser pioneiros nesta área”, afirmou à NRK.

A diferença financeira é grande, especialmente tendo em conta que o futebol feminino possui alguma instabilidade: muitas das jogadoras ainda estudam e até trabalham.

Algumas das jogadoras norueguesas já agradeceram o gesto, como é o caso de Caroline Graham Hansen. “Obrigada por darem este passo pelas atletas mulheres. Por mostrarem igualdade e por nos ajudarem a todas, tornando um pouco mais fácil irmos atrás dos nossos sonhos”, escreveu na conta do Instagram.

Ciberia // Hypeness / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Inacreditável: homem de 101 sobrevive à gripe de 1918, guerra mundial e coronavírus

É quase inacreditável, mas aconteceu: um italiano de 101 anos sobreviveu a não uma, mas duas pandemias globais: a gripe espanhola de 1918 e o surto de COVID-19. Conhecido apenas como “Senhor P”, o homem foi …

IA usa imagens de satélites para localizar bombas não detonadas da Guerra do Vietnã

Muitas bombas lançadas durante a Guerra do Vietnã nunca explodiram e representam um sério perigo para a população local. Cientistas desenvolveram uma nova ferramenta alimentada por IA que facilitaria a detecção e desmantelamento desses explosivos. Um …

Crianças exibem pinturas de arco-íris nas janelas para alegrar colegas no Reino Unido

O Reino Unido deixou o negacionismo de lado para encarar a quarentena devido ao Coronavírus com seriedade desde esta segunda-feira, 23. Com as escolas fechadas, crianças desenham arco-íris e os exibem nas janelas para alegrar …

Covid-19: Austrália testa vacina contra tuberculose para imunizar profissionais da saúde

Uma equipe de cientistas australianos anunciou nesta sexta-feira (27) que decidiu testar em larga escala uma vacina usada durante décadas contra a tuberculose, a BCG, para comprovar se é capaz de imunizar profissionais da área …

'Pula no esgoto e nada acontece': Brasil tem mais de 300 mil internações por ano por doenças causadas por falta de saneamento

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) contrariam a declaração do presidente Jair Bolsonaro de que o brasileiro seria resistente a infecções, já que "pula no esgoto e nada acontece". Em 2016, houve 166,8 …

Camada de ozônio está se recuperando e mudança de fluxos de vento

A recuperação da camada de ozônio acima da Antártica continua lenta e constante. Um sintoma claro desta recuperação é a mudança na circulação atmosférica registrada por pesquisadores da Universidade de Colorado Boulder e publicada na …

Esta geleira da Antártica inquieta pesquisadores

Com seu recuo de 5 km em somente 22 anos, a geleira de Denman, na parte leste da Antártica, inquieta os pesquisadores, que consideram os graves riscos associados ao seu potencial desaparecimento completo. A ravina Denman, …

Jornalista da Globo chora ao pedir que idosos fiquem em casa por coronavírus

Em tempos de pandemia da Covid-19 pelo mundo – e afetando o Brasil, é claro – mesmo o jornalista mais profissional e experiente pode acabar se rendendo as emoções, como aconteceu com Jessica Senra, apresentadora …

Mãe conta como adolescente francesa de 16 anos morreu de quadro fulminante da Covid-19

A angústia dos franceses aumenta com a morte de uma adolescente de 16 anos, Julie, vítima do novo coronavírus. Ela morreu na terça-feira (24) no Hospital Necker de Paris, especializado em doenças infantis, 24 horas …

Ex-ministros da Saúde repudiam postura de Bolsonaro em pandemia

Ex-ministros da Saúde dos governos petistas criticaram nesta quinta-feira (26/03) o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro diante da pandemia do novo coronavírus. Em carta, eles defenderam as restrições impostas por governos estaduais e ressaltaram a …