Sujar-se de terra é o mais moderno e eficaz antidepressivo de acordo com este estudo

Com a depressão já diagnosticada como a doença do século XXI, em um mundo cada vez mais tomado por medicamentos como a agomelatina, amitriptilina, escitalopram, mirtazapina e paroxetine – entre tantos outros – , a busca por tratamentos e terapias alternativas e naturais, que não provoquem dependência nem efeitos colaterais, cresce na mesma proporção com que se fabricam mais e mais remédios para a depressão.

Para além da ingestão de ingredientes naturais, certas práticas podem também ser eficazes no combate a esse mal – e uma delas é tão antiga e natural quanto nossa própria existência enquanto espécie: fazendo jus ao nome do planeta em que vivemos, sujar as mãos na terra pode ter um efeito contra a depressão mais salutar do que poderíamos imaginar.

Engana-se, porém, quem pensa que tal tratamento em potencial se restringe ao prazeroso efeito terapêutico que o ato de mexer na terra, cuidando de plantas, por exemplo, pode nos trazer.

Uma pesquisa conduzida por cientistas do Departamento de Fisiologia Integrada e do Centro de Neurociência da Universidade do Colorado, e publicada na revista Neuroscience, sugere que, para além do prazer desse bom hábito de sujar as mãos, uma bactéria específica do solo pode ajudar a combater diversos processos inflamatórios – inclusive transtornos psiquiátricos e outros males psíquicos ligados, por exemplo, ao estresse.

Intitulada Mycobacterium vaccae, a bactéria estudada pode ter um papel importante na regulação de nosso comportamento emocional. “Os seres humanos co-evoluíram com estas bactérias por mais de mil anos, e elas têm demonstrado afetar o sistema imunológico de uma maneira a eliminar inflamações. Isto significa que estas bactérias podem ser úteis na prevenção ou no tratamento de doenças com processos inflamatórios”, diz Christopher Lowry, professor e um dos líderes da pesquisa.

Lembrando que o ser humano é um ecossistema que precisa dos muitos microbios presentes no nosso corpo. “As pessoas geralmente assumem que os benefícios para a saúde da exposição aos espaços verdes são devidos ao exercício. Na verdade dois grandes estudos agora demonstram que, embora o exercício seja definitivamente bom para você, o contato com a biodiversidade microbiana é a explicação mais provável para o efeito do espaço verde.”, diz.

As pesquisas ainda não definem, no entanto, quanto tempo de exposição e qual a melhor maneira de vivenciar essas atividades para alcançar maiores benefícios à saúde.

De todo, a exposição através não só do contato manual, mas da própria respiração a esses organismos ambientais presentes na natureza possuem a capacidade reduzir inflamações. Naturalmente que o combate à depressão deve ser feito com o devido acompanhamento médico – mas sujar as mãos na terra pode e deve ser seguido como uma recomendação científica.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

O misterioso "Monstro Tully" acaba de ficar ainda mais esquisito

Um fóssil de 300 mil anos descoberto na década de 1950 no estado de Illinois (EUA) tem gerado muitas discussões entre cientistas. Batizado de Tullimonstrum, ou Monstro Tully, ele se parece com uma lesma. Mas …

Com asilo a Evo Morales, diplomacia mexicana dá passo à esquerda

México assume liderança esquerdista na América Latina ao receber o ex-presidente boliviano. Para analistas, medida desvia atenção de problemas internos, mas é jogo perigoso diante da dependência econômica dos EUA. A viagem de Evo Morales ao …

Incêndios florestais matam quatro pessoas e centenas de cangurus na Austrália

O número de vítimas pelos incêndios no leste da Austrália, onde 140 focos ainda continuam ativos, subiu para quatro nesta quinta-feira (14), com a descoberta de um cadáver perto da cidade de Kempsey, em Nova …

Holanda reduzirá limite de velocidade para combater poluição

O governo da Holanda reduzirá o limite máximo de velocidade nas rodovias do país como parte de uma série de medidas para combater as emissões de óxido de nitrogênio, geradas em grande parte por veículos …

A polêmica sobre campos de extermínio nazistas que opôs a Polônia ao Netflix

O primeiro-ministro da Polônia, Mateusz Morawiecki, enviou uma carta ao Netflix insistindo em mudanças no documentário The Devil Next Door (o diabo ao lado), sobre campos de extermínio nazistas. Na carta enviada no domingo, 10, e …

O único problema de ser filho único é o estigma

Filhos únicos possuem uma péssima reputação. Quantas vezes você não observou algum pai ser criticado por escolher ter apenas um pimpolho? “Ele vai ficar mimado, muito sozinho, egoísta, etc. etc. etc”. É um senso comum. Parece, …

Epidemia mundial: Pneumonia mata uma criança de menos de 5 anos a cada 39 segundos

O Dia Mundial da Pneumonia é comemorado em 12 de novembro. A data foi proposta pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da prevenção da doença, …

Senadora se declara presidente da Bolívia

A parlamentar oposicionista e segunda vice-presidente do Senado Jeanine Áñez declarou-se presidente da Bolívia nesta terça-feira (12). Ela também afirmou que o país terá novas eleições após a formação de uma nova comissão eleitoral. "De acordo …

Bolsonaro anuncia saída do PSL

Em meio à crise por disputa de poder na legenda, presidente afirma que pretende criar novo partido. Cerca de 30 parlamentares aliados de Bolsonaro devem seguir exemplo e deixar o PSL. O presidente Jair Bolsonaro anunciou …

Israel mata comandante da Jihad Islâmica em ataque aéreo

Forças israelense bombardeiam casa de líder extremista na Faixa de Gaza. Militantes palestinos reagem disparando dezenas de mísseis contra Israel. Autoridades pedem que população fique em casa. Um importante comandante militar do grupo extremista palestino Jihad …