Suspensão do Parlamento gera protestos no Reino Unido

Classificada de antidemocrática, medida adotada a pedido de Boris Johnson leva milhares de britânicos às ruas do país. Petição contra a manobra reúne mais de 1 milhão de assinaturas. Opositores veem tentativa de golpe.

A decisão do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, de forçar a suspensão das atividades do Parlamento britânico nesta quarta-feira (28/08), gerou revolta no meio político e protestos em diversas cidades do Reino Unido.

A medida, que deverá valer por cinco semanas a partir de 10 de setembro, é vista como uma tentativa de bloquear os esforços dos parlamentares contrários ao Brexit.

Milhares de pessoas saíram às ruas para condenar a atitude de Johnson, considerada por muitos uma ameaça à democracia no país. Manifestações ocorreram em Londres, Edimburgo, Cardiff, Manchester, Bristol, Cambridge e Durham. A maior delas foi realizada em frente à sede do Parlamento, na capital britânica.

Uma petição contra a suspensão do Parlamento reuniu mais de 1 milhão de assinaturas em menos de um dia.

“O Parlamento não deve ser suspenso ou dissolvido a menos e até que o período do Artigo 50 [referente ao Tratado de Lisboa, que determina os procedimentos para os países que queiram deixar a União Europeia] seja suficientemente estendido ou que a intenção do Reino Unido de deixar a União Europeia tenha sido cancelada”, dizia o texto da petição.

Opositores chegaram a denunciar a manobra de Johnson como uma tentativa de golpe ou até uma “declaração de guerra”. O premiê argumenta que a medida foi necessária para que o governo possa avançar com uma nova agenda legislativa “ousada e ambiciosa”.

“O Parlamento terá a oportunidade de debater o programa do governo como um todo e lidar com o Brexit”, disse Johnson em carta aos parlamentares.

A suspensão do Parlamento foi autorizada pela Rainha Elizabeth 2ª, que desempenha a função de chefe de Estado. O anúncio da manobra ocorreu pouco depois de as lideranças dos partidos de oposição concordarem em se unir para tentar bloquear um Brexit sem acordo.

O líder da oposição, Jeremy Corbyn, definiu a medica como um assalto à democracia e reforçou a possibilidade de convocar uma moção de desconfiança que poderia resultar na deposição de Johnson pelo Parlamento, onde o premiê possui uma frágil maioria de apenas uma cadeira a mais do que a oposição.

Corbyn enviou uma carta à Elizabeth 2ª para expressar preocupação em relação aos planos de Johnson e pediu à monarca uma reunião privada para abordar o assunto, o que também foi feito pela líder do Partido Liberal Democrata, Jo Swinson.

“Protestei nos termos mais fortes em nome do meu partido e de todos os outros partidos que vão se unir para dizer que suspender o Parlamento não é aceitável“, disse Corbyn. “O que o primeiro-ministro está fazendo é uma espécie de assalto à democracia para forçar uma saída da União Europeia sem acordo.”

O presidente da Câmara dos Comuns, John Bercow, que geralmente não comenta assuntos do governo, classificou a medida de uma “aberração constitucional”. “É óbvio que o propósito dessa suspensão agora seria impedir que o Parlamento debata sobre o Brexit e cumpra com seu dever de definir o rumo do país”, completou.Com a suspensão, o Parlamento britânico deixará de se reunir entre 10 de setembro e 14 de outubro. Os trabalhos apenas serão retomados com a abertura da nova legislatura, que ocorre após uma cerimônia chamada “o discurso da rainha”, que Johnson pediu para que a monarca adiasse.

A retomada das atividades do Parlamento também ficou bastante próxima de uma reunião do Conselho Europeu para discutir o Brexit, marcada para 17 e 18 de outubro. A reunião é vista como um momento-chave para que o governo consiga um novo acordo de última hora com os europeus.

A data para o Brexit está prevista para 31 de outubro, e Johnson vem declarando repetidamente que uma saída sem acordo (o “no deal”) é uma possibilidade.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Mão robótica aprendeu sozinha como solucionar o cubo de Rubik

Provavelmente você já deve ter passado pelo desafio de deixar o cubo de Rubik, mais conhecido como cubo magico, com as cores das faces iguais. Saiba que uma mão robótica conseguiu resolver teste desafio sozinha. Provavelmente …

Planalto suspende indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada nos EUA

O Palácio do Planalto decidiu deixar em suspenso a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, para assumir a embaixada brasileira nos Estados Unidos, em meio a uma crise política …

Preso pai de família que vivia isolada na Holanda

Ex-membro de culto de 67 anos viveu quase uma década recluso, com os seis filhos, numa zona rural. Polícia suspeita privação de liberdade. Antes fora detido um austríaco, presumível locatário do sítio. Está detido o pai …

"É muito provável que haja verdadeiros análogos da Terra", afirma novo estudo

Um novo método de análise geoquímica de planetas distantes sugere que os muitos exoplanetas semelhantes à Terra podem existir fora do Sistema Solar, de acordo com pesquisa. Há um traço comum entre rochas de asteroides, ou …

Equipe 100% feminina vai para o espaço pela primeira vez na história da NASA

As astronautas norte-americanas Christina Koch e Jessica Meir deixaram juntas nesta sexta-feira (18) a Estação Espacial Internacional (ISS) para fazer um reparo de controladores de energia, marcando a primeira vez em seis décadas da história …

Tratamento para tuberculose é recorde, mas 3 milhões não têm acesso

Em 2018, o número de pessoas que receberam tratamento para a tuberculose bateu um recorde histórico em grande parte devido a uma melhor detecção e diagnóstico da doença. Em todo o mundo, sete milhões de pessoas …

"Blob": o que é a misteriosa criatura com 720 sexos e sem cérebro

Ele não tem boca, estômago, olhos, tampouco pode detectar ou digerir alimentos. Também não tem braços ou pernas, mas consegue se locomover — e, em um único dia, dobrar de tamanho. É capaz de aprender e …

Planalto suspende indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada nos EUA

Desgaste político e crise entre clã Bolsonaro e PSL minam nomeação do filho do presidente, que dificilmente seria aprovada pelo Senado. Caso ocorre após batalha pela liderança da legenda na Câmara. O Palácio do Planalto decidiu …

EUA aplicam tarifas punitivas sobre produtos da UE

Após aval da OMC, entram em vigor aumentos tarifários de 10% e 25%, afetando 7,5 bilhões de dólares em produtos do bloco europeu. Bruxelas poderá retaliar com sanções. As autoridades de comércio dos Estados Unidos confirmaram …

Polícia libera filho do chefe do narcotráfico El Chapo depois de emboscada

Alvos de uma violenta represália dos narcotraficantes, os policiais mexicanos foram obrigados a soltar Ovidio Guzmán López, um dos filhos do célebre El Chapo, do cartel de Sinaloa, pouco depois de prendê-lo, nesta quinta-feira (17) …