Time de futebol formado só por gays em São Paulo quer mostrar que o esporte é para todos

“Toca a bola, bicha!” “Vai, viado!” No futebol, expressões inferiorizando homossexuais são usadas com frequência, mas, quando se trata das partidas dos Unicorns, elas significam carinho. Afinal, o time é formado só por gays que gostam de jogar bola – e eles não fazem questão alguma de se esconder.

A ideia surgiu em abril de 2015, quando os amigos Bruno Host e Filipe Marquezin conversavam sobre a vontade de voltar a jogar futebol. Desde então, toda semana o grupo se reúne para bater bola em uma quadra na zona sul de São Paulo. São mais de trinta “unicórnios” que se revezam nas partidas.

Bruno conta que se afastou do esporte na adolescência, antes mesmo de se aceitar como gay. “Desanimei porque era muito agressivo. Acho muito louco ficar tão agressivo jogando um esporte amador”, disse em entrevista ao Hypeness. Mas graças aos Unicórnios a prática voltou a ser prazerosa.

As partidas costumam movimentar mais de vinte pessoas jogando, e muitas outras do lado de fora do campo: “Namorados e amigos se reúnem para torcer, brincar e simplesmente interagir. A quadra se tornou um espaço de convívio muito legal”, diz Host, cujo namorado faz parte dos Bearleaders – brincadeira misturando as tradicionais Cheerleaders aos “ursos”, expressão comum da cultura LGBT.

Ao longo dos dois anos de existência do time, foram poucas as vezes em que a orientação sexual causou problemas. “Ninguém se policia para parecer hétero. Tem gente que olha meio de canto, o pessoal na torcida já ouviu comentários idiotas, mas a gente não deixa que nos afete”, relata Bruno. Mas há também uma barreira que vem dos próprios gays.

Futebol? Mas isso não é coisa pra viado”, diziam alguns amigos de Bruno que acabaram dando uma chance ao esporte e se divertindo. Outros contaram que tinham vontade de jogar, mas não se arriscavam justamente por se sentir inferiorizados dentro do ambiente futebolístico. Hoje, graças ao Unicorns, todos conseguem se divertir juntos.

Por causa da divulgação que os Unicórnios receberam na imprensa, muita gente interessada entrou em contato querendo jogar também. Os organizadores das partidas já estão pensando em alugar a quadra em outro dia para atender à demanda. Além disso, ficaram sabendo da existência de outros times LGBT.

De São Paulo, são pelo menos mais quatro: três formados por homens gays e um por lésbicas. Inclusive chegaram convites para participar de campeonatos, mas os líderes da equipe querem conversar com os jogadores antes por receio que a competitividade acabe mudando a essência do time.

Mas uma coisa é certa: armários, somente nos vestiários agora.

DEIXE UMA RESPOSTA:

-

Hospital brasileiro adquire seu segundo robô cirurgião

O Hospital 9 de julho, de São Paulo, adquiriu segunda unidade de robô que realiza cirurgias complexas. O robô chamado “Da Vinci” auxilia os profissionais de saúde durante as cirurgias videolaparoscópicas robô-assistida. Entretanto, todo controle do …

-

Cientistas descobrem novo mecanismo para crescimento de cabelos

Pesquisadores da Universidade da Califórnia em San Francisco, nos EUA, descobriram que células T regulatórias, um tipo de célula imunológica geralmente associada ao controle da inflamação, desencadeia diretamente células-tronco na pele para promover o crescimento …

O terrorista suicida de Manchester, Salman Abedi

Polícia de Manchester revela fotografia do terrorista na noite do atentado

A polícia britânica revelou imagens das câmeras de vigilância, nas quais aparece o suposto autor do atentado terrorista de Manchester, Salman Abedi, informou o jornal Manchester Evening News. Segundo a polícia, as imagens foram registradas algumas horas …

-

Casa Branca estuda que advogados supervisionem tuítes de Trump

Casa Branca estuda pôr em mãos de advogados a supervisão das polêmicas mensagens que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, publica na sua conta do Twitter habitualmente, segundo informou "The Wall Street Journal". Este jornal, …

"Gabriel e a Montanha", Fellipe Gamarano Barbosa (2017)

Filme brasileiro “Gabriel e a montanha” recebe dois prêmios em Cannes

Produção conquistou o Prêmio Revelação France 4, por criatividade e inovação, além da premiação oferecida pela Fundação Gan, de apoio à distribuição. O longa-metragem “Gabriel e a montanha”, de Fellipe Barbosa, recebeu, nesta quinta-feira (25), dois …

Nova camada de placas tectônicas foi descoberta abaixo de Tonga, no Pacífico

Placas tectônicas recém-descobertas podem explicar terremotos misteriosos no Pacífico

Dentro do manto terrestre, uma imensa camada rochosa que fica entre a crosta e o núcleo da Terra, há uma nova camada de placas tectônicas, diz um novo estudo da Universidade de Houston, no Texas. E …

Airlander 10, o “bumbum voador gigante”

Maior aeronave do mundo registra terceiro voo bem sucedido

O Airlander 10, maior aeronave do mundo, conseguiu completar seu terceiro voo bem sucedido. Apelidado de "bumbum gigante", o híbrido de avião e dirigível ficou no ar por cerca de 180 minutos nesta sexta-feira (26). De …

-

Cérebro começa a devorar literalmente a si mesmo se não dormimos o suficiente

De acordo com um estudo da Universidade Politécnica de Marche, na Itália, nossos cérebros literalmente começam a devorar a si mesmos quando não dormimos o suficiente. A razão pela qual dormimos vai além de repor nossos …

Mulher gorda talvez obesa a ler na feira do livro do metro em São Paulo

Cientistas produzem anticorpo que pode impedir aumento de peso na menopausa

Um grupo internacional de cientistas dos EUA, Holanda, China e Reino Unido, conseguiu selecionar um anticorpo que aumenta a massa óssea e reduz a gordura corporal de cobaias na menopausa. Segundo os especialistas, após a menopausa …

-

China deixa de ser nação mais populosa do mundo

A Índia pode já ter superado a China como o país mais populoso do mundo. Entretanto, estas conclusões provocam dúvidas entre os demógrafos. O acadêmico Yi Fuxian, pesquisador da Universidade de Wisconsin-Madison, nos EUA, disse na …