Tiranossauro rex tinha ‘ar-condicionado’ na cabeça, indica estudo

Como um grande predador, o poderoso Tyrannosaurus rex precisava de uma forma de resfriar seu corpo. Agora, os cientistas afirmam que dois grandes orifícios no seu crânio funcionavam como uma espécie de “aparelho de ar condicionado” interno, para ajudar o dinossauro a liberar calor.

Pensava-se que essas formações anatômicas no topo da cabeça eram preenchidas por músculos. Mas uma equipe de pesquisadores dos Estados Unidos diz ser mais provável que essa área estivesse repleta de vasos sanguíneos que ajudavam o tiranossauro a regular sua temperatura.

Animais grandes precisam de maneiras de se resfriar, porque o excesso de calor corporal pode sobrecarregá-los em ambientes quentes.

Casey Holliday, da Universidade do Missouri, e seus colegas de equipe usaram aparelhos de imagem térmica – que retratam o calor como luz – para examinar jacarés no Parque Zoológico de St. Augustine Alligator Farm, na Flórida.

“É realmente difícil tirar uma foto de um crânio de jacaré na natureza, porque eles estão sempre longe de você e são perigosos”, disse ele. “Estar na fazenda nos permitiu subir em cercas para tirar fotos e fazer vídeos de cima para baixo.”

O que a anatomia dos jacarés revelou

Eles descobriram que os jacarés têm orifícios cheios de vasos sanguíneos no crânio. “O calor do corpo de um jacaré depende do ambiente”, disse o coautor do estudo Kent Vliet, da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos.

“Percebemos que quando estava mais frio e os jacarés estavam tentando se aquecer, nossa imagem térmica mostrava grandes pontos quentes nesses orifícios na parte de cima do crânio, indicando um aumento na temperatura. No entanto, quando estava mais quente, os orifícios ficavam escuros, como se estivessem desligados, para refrescar.

Ao examinar fósseis e imagens em 3D do crânio do tiranossauro rex, os cientistas descobriram que o dinossauro tinha orifícios semelhantes. O resultado desse trabalho foi publicado no periódico Anatomical Record.

Derrubando hipóteses

No passado, os cientistas acreditavam que essas cavidades no topo do crânio do predador extinto estavam cheias de músculos que ajudavam nos movimentos da mandíbula. “Parecia estranho um músculo sair da mandíbula, fazer uma curva de 90 graus e seguir para cima. Agora, temos evidências convincentes de que havia vasos sanguíneos nessa área, com base em nosso trabalho com jacarés e outros répteis”, diz Holliday.

Larry Witmer, professor de anatomia da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, que também participou do estudo, comenta que “assim como o tiranossauro, os jacarés têm orifícios no topo dos crânios, e estes estão cheios de vasos sanguíneos”.

“No entanto, há mais de cem anos, imaginamos que havia músculos em um orifício semelhante nos dinossauros. A partir da anatomia e fisiologia dos animais atuais, podemos derrubar essas hipóteses iniciais sobre a anatomia dessa parte do crânio do T. rex.”

Holliday acrescenta que um predador ativo, como o tiranossauro, precisa em algum momento liberar calor, tanto quanto coletar calor. “Ter vasos sanguíneos no topo do crânio fornece um mecanismo para esses tipos de animais coletarem calor ou liberarem calor.”

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

“Não existe gene gay”, afirma estudo genético feito com meio milhão de DNAs

Como ser baixo ou alto, mais ou menos inteligente, o fato de amar homens ou mulheres não é definido por um único gene, mas por várias regiões do genoma e, como qualquer aspecto humano complexo, …

Este projeto social está buscando 7 pessoas para viajar o mundo com tudo pago

A empresa portuguesa YourBestLife está recrutando sete pessoas para viajar o mundo realizando trabalhos de impacto social com tudo pago. As inscrições vão até o dia 31 de outubro e podem se candidatar pessoas que …

Pela primeira vez na história cientistas conseguem reverter envelhecimento

Nenhuma pessoa está livre do tempo: seja um jovem, uma criança, um recém-nascido ou um adulto em idade madura, todo mundo irá envelhecer e sentir os efeitos desse processo. Essa é uma verdade incontestável em qualquer …

Greta Thunberg protesta em frente à Casa Branca ao lado de estudantes pelo clima

A militante do meio ambiente, Greta Thunberg, participou nesta sexta-feira (13) de uma pequena manifestação sobre o clima em frente à Casa Branca. “Nunca desistam”, disse a ativista aos jovens que foram até o local …

Snowden alerta para propagação de mentiras na internet

Há seis anos, ex-analista da NSA causou terremoto político ao revelar atividades ilícitas do serviço secreto dos EUA. Em entrevistas a jornais alemães, Snowden conta que ainda almeja asilo político na Alemanha. Seis anos após divulgar …

Visita de objeto interestelar intriga comunidade científica

  O objeto interestelar foi detectado por um astrônomo amador, e desde então o visitante passou a intrigar a comunidade científica. Gennady Borisov, astrônomo amador, utilizou um telescópio que ele mesmo construiu para avistar o objeto. Sua …

Homem morto há 22 anos é encontrado com ajuda do Google Earth

Os restos mortais de um homem desaparecido há duas décadas, nos EUA, foram encontrados dentro de um carro submerso em um lago graças ao Google Earth. William Moldt foi dado como desaparecido em Lantana, na Flórida, …

O plano japonês de jogar ao mar água radioativa de Fukushima

Nesta semana, o ministro do Meio Ambiente do Japão, Yoshiaki Harada, declarou que despejar no Oceano Pacífico mais de 1 milhão de toneladas de água contaminada pelo desastre nuclear de Fukushima seria a "única opção" …

Incêndio no Hospital Badim deixou 11 mortos no Rio de Janeiro

Um incêndio atingiu o Hospital Badim, no Maracanã, zona norte do Rio de Janeiro, na noite de quinta-feira, deixando pelo menos onze mortos, conforme noticiado pela imprensa brasileira. Os pacientes foram retirados às pressas da unidade …

Origem dos cometas é revelada em novo estudo

Pesquisadores da Universidade de Leiden (Holanda) aplicaram modelos químicos em 14 cometas e encontraram um padrão em sua composição. Os cometas são bolas de gelo, poeira e pequenas partículas parecidas com pedras. Seus núcleos podem alcançar …