Tiranossauro rex tinha ‘ar-condicionado’ na cabeça, indica estudo

Como um grande predador, o poderoso Tyrannosaurus rex precisava de uma forma de resfriar seu corpo. Agora, os cientistas afirmam que dois grandes orifícios no seu crânio funcionavam como uma espécie de “aparelho de ar condicionado” interno, para ajudar o dinossauro a liberar calor.

Pensava-se que essas formações anatômicas no topo da cabeça eram preenchidas por músculos. Mas uma equipe de pesquisadores dos Estados Unidos diz ser mais provável que essa área estivesse repleta de vasos sanguíneos que ajudavam o tiranossauro a regular sua temperatura.

Animais grandes precisam de maneiras de se resfriar, porque o excesso de calor corporal pode sobrecarregá-los em ambientes quentes.

Casey Holliday, da Universidade do Missouri, e seus colegas de equipe usaram aparelhos de imagem térmica – que retratam o calor como luz – para examinar jacarés no Parque Zoológico de St. Augustine Alligator Farm, na Flórida.

“É realmente difícil tirar uma foto de um crânio de jacaré na natureza, porque eles estão sempre longe de você e são perigosos”, disse ele. “Estar na fazenda nos permitiu subir em cercas para tirar fotos e fazer vídeos de cima para baixo.”

O que a anatomia dos jacarés revelou

Eles descobriram que os jacarés têm orifícios cheios de vasos sanguíneos no crânio. “O calor do corpo de um jacaré depende do ambiente”, disse o coautor do estudo Kent Vliet, da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos.

“Percebemos que quando estava mais frio e os jacarés estavam tentando se aquecer, nossa imagem térmica mostrava grandes pontos quentes nesses orifícios na parte de cima do crânio, indicando um aumento na temperatura. No entanto, quando estava mais quente, os orifícios ficavam escuros, como se estivessem desligados, para refrescar.

Ao examinar fósseis e imagens em 3D do crânio do tiranossauro rex, os cientistas descobriram que o dinossauro tinha orifícios semelhantes. O resultado desse trabalho foi publicado no periódico Anatomical Record.

Derrubando hipóteses

No passado, os cientistas acreditavam que essas cavidades no topo do crânio do predador extinto estavam cheias de músculos que ajudavam nos movimentos da mandíbula. “Parecia estranho um músculo sair da mandíbula, fazer uma curva de 90 graus e seguir para cima. Agora, temos evidências convincentes de que havia vasos sanguíneos nessa área, com base em nosso trabalho com jacarés e outros répteis”, diz Holliday.

Larry Witmer, professor de anatomia da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, que também participou do estudo, comenta que “assim como o tiranossauro, os jacarés têm orifícios no topo dos crânios, e estes estão cheios de vasos sanguíneos”.

“No entanto, há mais de cem anos, imaginamos que havia músculos em um orifício semelhante nos dinossauros. A partir da anatomia e fisiologia dos animais atuais, podemos derrubar essas hipóteses iniciais sobre a anatomia dessa parte do crânio do T. rex.”

Holliday acrescenta que um predador ativo, como o tiranossauro, precisa em algum momento liberar calor, tanto quanto coletar calor. “Ter vasos sanguíneos no topo do crânio fornece um mecanismo para esses tipos de animais coletarem calor ou liberarem calor.”

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …