Titanic foi encontrado durante missão ultrassecreta da Marinha dos EUA

O navio naufragado mais famoso do mundo poderia ter permanecido no leito marinho por muito mais tempo se não tivesse sido descoberto durante uma missão ultrassecreta da época da Guerra Fria, segundo documentos recentemente desclassificados.

“A Marinha está finalmente discutindo isso”, afirmou ao canal National Geographic o oceanógrafo Robert Ballard, comandante da Marinha dos EUA que encontrou destroços do navio de passageiros Titanic em 1985.

Até hoje, a história exata de como o RMS Titanic foi encontrado permanecia sendo secreta. Em 1982, Robert Ballard, solicitou ajuda à Marinha dos EUA. O cientista pediu financiamento do seu projeto de um submersível robotizado, que seria usado pelo oceanógrafo para encontrar o RMS Titanic.

Militares norte-americanos demonstraram interesse no ambicioso projeto, porém, não compartilharam otimismo quanto às buscas do navio legendário.

Naquela época, a Marinha estava preocupada com outras embarcações.  Era necessário encontrar destroços de dois submarinos dos EUA, o USS Thresher e o USS Scorpion, que naufragaram em 1963 e 1968, respectivamente.

Como as embarcações tinham a bordo reatores nucleares, os EUA esperavam entender quão afetado foi o ambiente com a destruição dos submarinos, bem como identificar o motivo exato dos naufrágios.

A chefia da Marinha norte-americana resolveu financiar o projeto de Ballard, mas com uma condição: o cientista deveria participar da missão secreta de exploração dos submarinos naufragados. O então comandante da Marina esclareceu que Ballard poderia procurar o Titanic somente se sobrasse tempo. O oceanógrafo não teve escolha e concordou.

Oficiais que serviam na Marinha norte-americana naquela época confessaram que nenhum deles acreditava que as buscas de Ballard poderiam trazer de volta o legendário navio de passageiros. Mas a missão secreta em busca dos dois submarinos foi concluída com sucesso e antecedência, dando ao oceanógrafo 12 dias para procurar o RMS Titanic.

Este tempo foi suficiente para Ballard concretizar uma das maiores descobertas do século. O encontro dos destroços do navio gigante provocou um verdadeiro alvoroço na chefia da Marinha do país.

“Claro que a Marinha não esperava que Ballard encontrasse o Titanic, e quando isso aconteceu, eles ficaram realmente nervosos por causa da publicidade“, assinalou.

Apesar das preocupações do governo dos EUA, militares conseguiram manter a missão em segredo. Somente depois de várias décadas, a verdade veio à tona. Durante todo este tempo, o oceanógrafo não pôde falar sobre sua colaboração com os militares.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …