Trump cancela encontro com Kim Jong-un

Kevin Lamarque / Reuters

Donald Trump

Nesta quinta-feira (24), o presidente norte-americano cancelou a reunião com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, prevista para 12 de junho em Cingapura. Donald Trump justifica o cancelamento da reunião pela “hostilidade” da Coreia do Norte. O anúncio foi feito numa carta enviada a Kim Jong-un, publicada no site oficial da Casa Branca.

Na carta dirigida ao líder norte-coreano, Trump começa agradecendo o “tempo, a paciência e o esforço” nas negociações dos últimos dias. Contudo, acaba por acusar a Coreia do Norte de ser hostil, impedindo assim a realização do encontro.

“Eu estava muito ansioso por me encontrar consigo. Infelizmente, tendo em conta a raiva tremenda e hostilidade aberta demonstrada na sua declaração mais recente, eu considero ser inapropriado, neste momento, realizar o encontro planejado”, afirma o presidente dos Estados Unidos.

“Para bem de ambas as partes, mas para prejuízo do mundo” a reunião entre as duas potências não irá acontecer.

Depois do anúncio, refere o Eco, as bolsas norte-americanas agravaram as quedas registradas na abertura da sessão desta quinta.

Coreia do Norte chama “idiota” a Mike Pence

A vice-ministra norte-coreana dos Negócios Estrangeiros, Cheo Son-hui, emitiu um comunicado no qual garantiu que Pyongyang não irá “suplicar” aos Estados Unidos por um encontro com Donald Trump, acrescentando que a reunião marcada para dia 12 de junho já poderia estar em risco.

“Caso os EUA ofendam a nossa boa vontade e cometam atos ilegais e revoltantes, irei sugerir à nossa liderança suprema que reconsidere a reunião entre a República Popular da Coreia e os Estados Unidos”, afirmou.

Na última semana, tanto a Coreia do Norte como os Estados Unidos cimentaram um clima de instabilidade em torno do encontro marcado entre Kim e Trump, entretanto cancelado por Trump. O mau estar entre os dois países reflete o problema em cima da mesa que separa os EUA da Coreia do Norte: a chamada “desnuclearização“.

Segundo o Público, enquanto Washington quer ver passos concretos e imediatos de desmantelamento total das instalações, Pyongyang quer uma desnuclearização mais gradual, acompanhada de gestos recíprocos por parte dos EUA, como apoio econômico, um tratado de paz e até um pacto de não-agressão.

Mas o grande alvo das mais recentes declarações norte-coreanas foi o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, que em entrevista à FOX News faz uma analogia à Líbia.

“Não posso esconder a minha surpresa perante as observações idiotas e estúpidas vindas da boca do vice-presidente norte-americano”, salientou a vice-ministra norte-coreana dos Negócios Estrangeiros, em declarações citadas pela agência de notícias oficial do país, a KCNA.

A governante norte-coreana se referia a uma entrevista de Mike Pence na qual ele afirmava que o processo de desnuclearização da Coreia do Norte podia seguir o modelo da Líbia, que terminou com a morte de Muammar Kadhafi, após ele ter renunciado o projeto de construir a bomba atômica.

Cheo Son-hui qualificou a entrevista de “imprudente“, prevenindo que Pyongyang não irá se sentar à mesa das negociações sob ameaça, questionando se valeria a pena realizar a reunião com Donald Trump se as declarações refletem a posição de Washington.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Paleontologistas descobrem 'última refeição' de dinossauro que viveu há 110 milhões de anos

Uma equipe de pesquisadores do Canadá reconstituiu o estômago de um dinossauro herbívoro, o melhor preservado de sempre. Uma equipe de paleontologistas canadenses conseguiu reconstruir o conteúdo do estômago de um dinossauro herbívoro que viveu no …

Estudo que desencoraja uso de hidroxicloroquina é alvo de investigações

Nesta quarta-feira (3), a Organização Mundial da Saúde anunciou que vai retomar os testes com o medicamento hidroxicloroquina, um dos mais cotados atualmente como possível auxiliar na luta contra a COVID-19. A notícia pegou muita gente …

Donald Trump diz por que estava em bunker subterrâneo em meio a protestos

Em meio aos protestos violentos e pacíficos que têm varrido os EUA após a morte do afro-americano George Floyd, surgiram relatos de que Trump se escondeu dos manifestantes em um bunker. Donald Trump atacou como "falsa" …

EUA: 4 policiais são acusados pela morte de George Floyd

O policial de Minneapolis que se ajoelhou sobre o pescoço de George Floyd provocando sua morte será acusado de assassinato em segundo grau. Seus três colegas também serão julgados, disse a senadora americana Amy …

Governo destina verba publicitária a canais de conteúdo inadequado

Em apenas 38 dias, o governo de Jair Bolsonaro publicou mais de 2 milhões de anúncios em canais na internet com "conteúdos inadequados", segundo mostrou um relatório da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das …

Cientistas encontram maior e mais antigo monumento da civilização maia no México

Pesquisadores da Universidade do Arizona (EUA) descobriram a mais antiga construção monumental da civilização maia já encontrada até agora e a maior de toda a história pré-hispânica da região. O estudo, publicado na revista Nature, foi …

Herdeiro da Samsung pode voltar a ser preso

O herdeiro da Samsung, Lee Jae-yong, pode ter de voltar à prisão. Procuradores de justiça da Coreia do Sul pediram nesta quinta-feira (4) uma nova detenção do antigo diretor da gigante como parte de uma …

Escolas ao ar livre criadas para combater a tuberculose no início do século 20

Em 1904, surgia nas proximidades de Berlim a primeira escola ao ar livre do mundo. A Waldschule für kränkliche Kinder havia sido criada por Walter Spickendorff em conjunto com o pediatra Bernhard Bendix e o …

Fígados humanos foram criados em laboratórios e transplantados em ratos com sucesso

Uma equipe internacional liderada por pesquisadores do Departamento de Patologia da Universidade de Pittsburgh (EUA) criou pequenos fígados através de engenharia genética utilizando células da pele humanas, e em seguida os transplantaram com sucesso em …

Governo alemão anuncia pacote de estímulo de 130 bilhões de euros

Merkel afirma que resposta "corajosa" é necessária para impulsionar a economia do país, abalada pela pandemia de covid-19. Medidas anunciadas incluem auxílios à indústria e às famílias e incentivos ao consumo. Os partidos que integram a …