Vacina contra a sífilis pode chegar em breve

USACE Europe District / Flickr

Uma equipe de biólogos analisou geneticamente a bactéria sífilis e identificou um possível alvo para uma vacina contra a doença.

A sífilis é, atualmente, a segunda maior causa de abortos espontâneos e mortalidade no parto em todo o mundo e tem sido uma doença muito difícil de estudar. Isto porque, a contrário de outras patologias provocadas por bactérias, ela não pode ser reproduzida em laboratório em placas de Petri ou em camundongos.

Além de nós, o único animal suscetível à doença é o coelho, que elimina rapidamente a infecção. Coelhos jovens têm que ser regularmente infectados para manter ativa uma estirpe da Treponema pallidum, a bactéria que causa a sífilis.

Por outro lado, a bactéria na origem da doença, transmissível por contato sexual, é muito delicada, sendo por isso difícil de manejar em laboratório, explica em comunicado a Universidade de Connecticut, nos Estados Unidos, que liderou a pesquisa.

Agora, uma equipe de biólogos identificou um possível alvo para uma vacina contra a sífilis em proteínas da bactéria que causa a doença.

No recente estudo, divulgado na publicação digital da especialidade mBio, a equipe analisou geneticamente a bactéria da sífilis, recolhida de amostras de doentes da Colômbia, de São Francisco, dos Estados Unidos, e da República Tcheca, concluindo que as estirpes bacterianas eram bastante semelhantes, havendo entre elas poucas diferenças genéticas.

A bactéria Treponema pallidum, causadora da sífilis

Os cientistas já suspeitavam que os poucos genes mutantes da bactéria expressavam o tipo de proteínas que andavam à procura, isto é, as que habitualmente estão na membrana externa de uma bactéria e que são a forma de o sistema imunológico reconhecer um invasor bacteriano.

Assim, através de um programa de computador, conceberam um modelo das proteínas que os genes mutantes expressam e, depois, as produziram em laboratório.

O passo seguinte foi criar anticorpos para essas mesmas proteínas. Nesta fase da pesquisa, os especialistas verificaram que estes anticorpos atacavam a membrana exterior intacta da bactéria Treponema pallidum.

Na etapa final, a equipe partiu da pista dada pelos genes mutantes para procurar e encontrar os genes que codificam para proteínas da membrana exterior da bactéria, que nunca se alteram.

Esta pesquisa é um importante passo científico, pois proteínas que sofrem mutações para se esconder do sistema imunológico não são boas candidatas a uma vacina.

No futuro, a equipe quer usar estas proteínas para imunizar coelhos e verificar se podem mesmo funcionar como uma vacina contra a doença sexualmente transmissível que, se não for tratada, pode causar demência e outras patologias neurológicas.

Ciberia, Lusa // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Blue Origin quer criar habitats espaciais comerciais já na década de 2020

Parece que a Blue Origin, empresa de Jeff Bezos focada em voos espaciais comerciais, está mesmo querendo entrar no novíssimo e vindouro mercado de habitats na órbita da Terra — e pode ter a NASA …

Brasil é líder em conflitos socioambientais na Amazônia

Dono da maior extensão de Floresta Amazônica, o Brasil também é campeão em conflitos socioambientais na região. Um levantamento inédito comparando a situação de quatro países mostrou que, dos 1.308 confrontos registrados em 2017 e …

Lukashenko toma posse em cerimônia secreta em Belarus

O presidente de Belarus prestou juramento, nesta quarta-feira (26), em uma cerimônia mantida em sigilo. Este é o sexto mandato do chefe de Estado, no poder há 26 anos. "Alexander Lukashenko prestou juramento no idioma bielorrusso, …

Pássaros sacrificados como oferenda aos deuses são encontrados no Egito

Milhões de aves, que teriam sido utilizadas como oferenda aos deuses Hórus, Rá ou Thoth foram encontradas por uma equipe de arqueólogos no Egito. Os arqueólogos da Universidade Claude Bernard Lyon estavam trabalhando nas escavações de …

Navalny deixa hospital em Berlim

Oposicionista russo recebe alta após um mês de tratamento para curar envenenamento por agente neurotóxico do tipo Novitchok. Médicos dizem que recuperação total é possível, mas não sabem estimar efeitos de longo prazo. O oposicionista russo …

Governo pede suspensão de filme da Netflix após acusações de pedofilia

Após diversas acusações de pedofilia nas redes sociais ao filme Lindinhas, que estreou com exclusividade na Netflix, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos pediu a suspensão e investigação sobre sua distribuição …

Mais de 13 milhões de britânicos enfrentam novo lockdown diante do aumento de casos de Covid-19

Um quinto da população do Reino Unido acordou sob um novo lockdown nesta terça-feira (22). Essas pessoas estão sobretudo no norte da Inglaterra e no País de Gales, as regiões mais afetadas pela Covid-19 …

Pinguim é encontrado morto no litoral de SP com máscara no estômago

Um pinguim foi encontrado morto no último dia 9 de setembro na praia de Juquehy, em São Sebastião, litoral de São Paulo – e, depois de realizada a necropsia, a causa da morte foi determinada: …

Misteriosa minilua vai entrar na órbita da Terra em outubro e ficará por meio ano

Corpo celeste tem uma velocidade muito baixa, o que é atípico para asteroides. Cientistas suspeitam que a minilua afinal seja lixo espacial do século passado. Astrônomos descobriram o corpo celeste 2020 SO, que está em uma …

Na ONU, Bolsonaro diz ser vítima de campanha de desinformação

Presidente defende política ambiental do governo e afirma que Amazônia e Pantanal sofrem campanha de desinformação internacional. Ele também elogia sua gestão da epidemia de covid-19, que já matou 137 mil. No discurso de abertura da …