Verificação de temperatura pode piorar a transmissão de coronavírus

Pesquisadores alertam que o procedimento não é apoiado por evidências científicas e, na realidade, pode ajudar o coronavírus a infectar mais pessoas.

Verificações de temperatura para medir a febre para o Covid-19 estão se tornando lugar comum em diversos estabelecimentos pelo país. Se você estiver com febre (temperatura estiver acima de 38°C) você não poderá entrar. Inúmeros decretos estaduais e municipais pelo país recomendam ou obrigam estabelecimentos a realizar este procedimento nos clientes ou funcionários. Outros fazem como medida preventiva. Mas pesquisadores alertam que o procedimento não é apoiado por evidências científicas e, na realidade, pode ajudar o coronavírus a infectar mais pessoas.

“Nunca houve dados que demonstrem que isso impediu qualquer transmissão [de COVID-19]. A verificação da temperatura não tem valor. Deveria ser abandonada.”, disse Eric Topol, vice-presidente executivo do Scripps Research em entrevista para o Popular Science.

Talvez medir a febre tenha sido útil

As verificações de temperatura surgiram para barrar pessoas durante a epidemia de Sars, nos anos 2000. A utilidade da iniciativa ainda é tema de debate. No entanto temperatura corporal era uma indicação boa de possível infecção por SARS, já que 86% dos infectados desenvolviam febre.

No entanto o SARS-CoV-2, o coronavírus causador de Covid-19, é diferente do vírus daquela epidemia em aspectos fundamentais que “tornam as verificações de temperatura quase inúteis agora”, afirmou Mara Aspinall, professora de diagnóstico biomédico da Arizona State University (EUA) e presidente de uma empresa de biotecnologia, para o PopSci.

Porque medir a temperatura nos estabelecimentos não funciona contra o Covid-19

Os dados coletados até o momento sobre o Covid-19 indicam que menos de 50% dos pacientes tem febre. E as pessoas que são contagiosas transmitem antes da temperatura subir.

É pouco provável que aquelas pessoas com maior chance de transmitir o vírus de maneira assintomática (geralmente jovens) e aqueles mais vulneráveis (acima de 65 anos de idade e os imunocomprometidos) tenham febre.

Os mais jovens podem carregar o vírus sem demonstrar qualquer sinal de Covid-19 enquanto os idosos e imunocomprometidos podem não ter saúde suficiente para desenvolverem febre, de acordo com Andrew Morris, professor de medicina da Universidade de Toronto, entrevistado pelo PopSci.

Porque a medição de temperatura contra o coronavírus deve ser abolida

Mara também disse que “há muitas outras doenças que se apresentam com febre, tornando este um teste de triagem ineficaz. Uma medida que não é sensível nem específica não é uma boa medida. Isso também pode dar às pessoas uma falsa sensação de segurança”. Pessoas com falsa sensação de segurança podem se arriscar mais, mesmo que inconscientemente, ao descuidar de outros aspectos importantes para prevenir o coronavírus como uso adequado de máscaras, lavar as mãos com frequência, etc.

Ela também disse que mesmo que uma pessoa tenha Covid com febre é fácil de reduzir a temperatura com um simples paracetamol e passar pela triagem. Portanto: as verificações de temperatura para coronavírus nos estabelecimentos não ajudam e tem o potencial de causar mais danos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Reino Unido aprova vacina da Pfizer para uso já na semana que vem

O governo do Reino Unido anunciou nesta quarta-feira (02/11) a aprovação da vacina para covid-19 produzida em parceria pela Pfizer e pela Biontech e adiantou que ela estará disponível já na próxima semana. O governo comunicou …

Com 14 prêmios no Oscar do turismo, Portugal tenta se reinventar na pandemia de COVID-19

Portugal conquistou 14 prêmios no World Travel Awards 2020, considerado o Oscar do turismo mundial, na noite de sexta-feira (27). Lisboa, Madeira e Algarve foram os destaques como melhores destinos do mundo na premiação, feita …

Um traumatizado veterano SEAL da Marinha dos EUA disse que uma viagem "mágica" de cogumelo pôs fim à sua depressão

Antes de sua primeira viagem guiada de cogumelos “mágicos”, Chad Kuske era prisioneiro de sua própria raiva no trânsito. Se um carro parasse na frente dele, ele ficava consumido pela raiva, ultrapassando todos os veículos em …

Esta espécie rara de uva é maior que um ovo de galinha

Não, as fotos de uvas gigantes (do tamanho de ovos de galinha) não são falsas. Se você passa um tempo considerável na internet, deve ter visto imagens dessas frutas atípicas por aqui. Para a surpresa …

Reino Unido anuncia novas restrições após fim do lockdown para tentar conter segunda onda de covid-19

O Reino Unido sai na próxima semana de um novo lockdown, mas, diante do aumento de casos de covid-19 no país, não entra em um período de flexibilização das medidas de distanciamento social. Nesta quinta-feira (26/11), …

Neandertais podem ter usado as mãos de maneira diferente à dos humanos modernos

Os neandertais podem ter feito um uso diferente das mãos em comparação à forma como os humanos modernos as usam, para eles seria difícil repetir muitos gestos normais para nós hoje em dia. Os dedos do …

Catarro? Som da tosse? Conheça métodos alternativos para detectar a covid-19

Desde o início da pandemia, a realização de testes para detectar a covid-19 fez-se extremamente necessária. No entanto, com o passar dos meses, instituições e empresas privadas ao redor do mundo deram início ao desenvolvimento …

Ativistas preparam protesto global contra a Amazon

Um grupo internacional de ativistas climáticos, aliados a trabalhadores de armazéns da Amazon, lançou uma campanha online global, cujo objetivo é pressionar a gigante do e-commerce a oferecer melhores condições de trabalho para seus funcionários …

Pesquisadores descobrem em cometa elemento essencial para vida na Terra

A descoberta indica que os elementos imprescindíveis para o surgimento da vida podem ter chegado à Terra por meio de cometas. Pesquisadores identificaram fósforo e flúor em partículas de poeira sólida coletadas no interior do cometa …

Consumo de plásticos explode na pandemia e Brasil recicla menos de 2% do material

Com o avanço do delivery de alimentos e do comércio eletrônico, além do maior uso de material hospitalar descartável como máscaras e luvas, o consumo de plásticos explodiu durante a pandemia do coronavírus. O aumento do …