Verificação de temperatura pode piorar a transmissão de coronavírus

Pesquisadores alertam que o procedimento não é apoiado por evidências científicas e, na realidade, pode ajudar o coronavírus a infectar mais pessoas.

Verificações de temperatura para medir a febre para o Covid-19 estão se tornando lugar comum em diversos estabelecimentos pelo país. Se você estiver com febre (temperatura estiver acima de 38°C) você não poderá entrar. Inúmeros decretos estaduais e municipais pelo país recomendam ou obrigam estabelecimentos a realizar este procedimento nos clientes ou funcionários. Outros fazem como medida preventiva. Mas pesquisadores alertam que o procedimento não é apoiado por evidências científicas e, na realidade, pode ajudar o coronavírus a infectar mais pessoas.

“Nunca houve dados que demonstrem que isso impediu qualquer transmissão [de COVID-19]. A verificação da temperatura não tem valor. Deveria ser abandonada.”, disse Eric Topol, vice-presidente executivo do Scripps Research em entrevista para o Popular Science.

Talvez medir a febre tenha sido útil

As verificações de temperatura surgiram para barrar pessoas durante a epidemia de Sars, nos anos 2000. A utilidade da iniciativa ainda é tema de debate. No entanto temperatura corporal era uma indicação boa de possível infecção por SARS, já que 86% dos infectados desenvolviam febre.

No entanto o SARS-CoV-2, o coronavírus causador de Covid-19, é diferente do vírus daquela epidemia em aspectos fundamentais que “tornam as verificações de temperatura quase inúteis agora”, afirmou Mara Aspinall, professora de diagnóstico biomédico da Arizona State University (EUA) e presidente de uma empresa de biotecnologia, para o PopSci.

Porque medir a temperatura nos estabelecimentos não funciona contra o Covid-19

Os dados coletados até o momento sobre o Covid-19 indicam que menos de 50% dos pacientes tem febre. E as pessoas que são contagiosas transmitem antes da temperatura subir.

É pouco provável que aquelas pessoas com maior chance de transmitir o vírus de maneira assintomática (geralmente jovens) e aqueles mais vulneráveis (acima de 65 anos de idade e os imunocomprometidos) tenham febre.

Os mais jovens podem carregar o vírus sem demonstrar qualquer sinal de Covid-19 enquanto os idosos e imunocomprometidos podem não ter saúde suficiente para desenvolverem febre, de acordo com Andrew Morris, professor de medicina da Universidade de Toronto, entrevistado pelo PopSci.

Porque a medição de temperatura contra o coronavírus deve ser abolida

Mara também disse que “há muitas outras doenças que se apresentam com febre, tornando este um teste de triagem ineficaz. Uma medida que não é sensível nem específica não é uma boa medida. Isso também pode dar às pessoas uma falsa sensação de segurança”. Pessoas com falsa sensação de segurança podem se arriscar mais, mesmo que inconscientemente, ao descuidar de outros aspectos importantes para prevenir o coronavírus como uso adequado de máscaras, lavar as mãos com frequência, etc.

Ela também disse que mesmo que uma pessoa tenha Covid com febre é fácil de reduzir a temperatura com um simples paracetamol e passar pela triagem. Portanto: as verificações de temperatura para coronavírus nos estabelecimentos não ajudam e tem o potencial de causar mais danos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …