“Zonas mortas” estão sufocando os oceanos (e cada vez mais perto dos humanos)

Os oceanos do mundo estão passando por uma transformação perigosa. Cientistas detectaram vastas “zonas mortas”, nas quais a água hipóxica não tem o oxigênio necessário para a vida marinha sobreviver.

Essa metamorfose – que aumentou mais de dez vezes desde a década de 1950 – foi um dos principais mecanismos por trás da extinção em massa mais letal da história. E agora, revela um novo estudo, esse fenômeno não é exclusivo do mar, mas também está emergindo nas zonas urbanas de água doce nos Estados Unidos.

“Ficamos surpreendidos ao descobrir que essas zonas mortas estão acontecendo nos nossos próprios quintais, não apenas em rios e águas costeiras a jusante das principais fontes de poluição”, explicou a ecologista de ecossistemas Joanna Blaszczak, da Universidade Duke.

No estudo, publicado em 3 de dezembro na revista Limnology & Oceanography, Blaszczak e sua equipe monitoraram as concentrações de oxigênio gasoso em seis riachos urbanos na Carolina do Norte durante um período de 18 meses, também medindo os níveis de luz, química da água e fluxo.

O que descobriram foi que o impacto da atividade humana no ambiente natural ao redor de rios afeta o regime de fluxo desses cursos de água – graças aos processos de erosão, diminui o fluxo, levando ao aumento da estagnação da água.

“Os ribeiras que drenam as áreas desenvolvidas estão sujeitos a intensos fluxos erosivos quando as estradas e o conjunto de tubos de águas pluviais rapidamente encaminham o escoamento para os riachos durante as tempestades, sem permitir que a água se infiltre no solo”, disse Blaszczak.

“Descobrimos que a erosão causada por esses fluxos intensos mudou a forma de alguns canais de fluxo de tal maneira que a água essencialmente parou de fluir durante o final do verão”.

Quando a água deixa de fluir, um riacho pode efetivamente tornar-se como uma série de poças ligadas entre si de água quase sempre imóvel. Essa estagnação tem um preço: a acumulação de nutrientes e matéria orgânica.

Essa mistura pode não parecer saudável para os habitantes das ribeiras – e não é. Em metade dos riachos estudados, as condições cronicamente degradadas levaram a baixas concentrações de oxigênio.

Em um destes casos, a equipe observou peixes mortos. As zonas mortas também são uma ameaça à vida marinha que não conseguimos ver tão facilmente: bactérias e outros organismos pequenos que vivem nos ecossistemas e que dependem de uma fonte de oxigênio dissolvido na água para permanecerem vivos.

“Descobrimos que as taxas de crescimento de algas que suportam as cadeias alimentares de fluxo foram mais lentas”, diz Blaszczak. “Juntamente com a ocorrência de hipóxia, isso cria uma situação sombria e estressante para os organismos de água doce que estão tentam sobreviver nessas correntes urbanas”.

“Hipóxia não é comum em ribeiras e rios por causa do fluxo de corrente, que, normalmente, move a água rápido o suficiente para evitar a diminuição do oxigênio dissolvido por bactérias em níveis hipóxicos”, diz Blaszczak.

“No entanto, a construção de barragens e outras alterações humanas que impedem o fluxo de água tornam esses ecossistemas de água doce particularmente vulneráveis ​​à hipóxia, com implicações negativas para a biodiversidade, especialmente em rios já sobrecarregados com alta poluição nutricional”.

É muito cedo para dizer se esses resultados seriam replicados em rios maiores que atravessam os EUA. Mas os pesquisadores dizem que é mais do que provável. 

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA vão fornecer 20 milhões de vacinas contra Covid-19 para outros países

Os Estados Unidos fornecerão 20 milhões de doses adicionais de vacinas contra a Covid-19 para outros países até o final de junho, elevando o total destinado ao exterior para 80 milhões de doses. O …

Demi Lovato vai comandar programa de TV investigativo sobre OVNIs

A atriz e cantora Demi Lovato está prestes a se aventurar em um desafio de outro mundo. A artista anunciou na última semana a sua participação em uma série limitada para a plataforma de streaming …

CPI da Covid: como 'isolamento vertical' pode virar arma contra Bolsonaro

Uma das linhas de investigação da CPI da Covid apura se o governo federal adotou a estratégia da imunidade de rebanho, ou seja, a obtenção da imunidade coletiva por meio da infecção da população, no …

Astrônomos continuam encontrando inexplicáveis anéis circulares misteriosos no céu

Nos últimos anos, astrônomos avistaram vários objetos de rádio gigantescos e quase perfeitamente circulares no universo distante. Embora ninguém tenha uma explicação para essas entidades misteriosas ainda, uma equipe adicionou recentemente outra ao seu catálogo, …

Conflito tem seu dia mais sangrento em Gaza

Bombardeios israelenses deixam pelo menos 42 palestinos mortos e elevam total de vítimas a 188. Netanyahu diz que ataques continuarão. Sem um cessar-fogo à vista, o atual conflito entre Israel e Hamas teve neste domingo (16/05) …

Apple é acusada de enganar usuários através de aplicativos fraudulentos na App Store

A Apple segue batendo recordes financeiros. No entanto, escândalos um atrás do outro aumentam a preocupação em torno da App Store. Após chamar a atenção internacional com as recentes revelações sobre a existência de cassinos ocultos …

Chile escolhe representantes para elaborar nova Constituição

O domingo foi o último dia de votação no Chile para a escolha dos redatores da nova Constituição do país. Os 155 representantes eleitos terão a tarefa de mudar o texto herdado da ditadura. …

China consegue pousar veículo não tripulado em Marte

A China conseguiu neste sábado pousar um veículo autônomo não tripulado em Marte. A fase final da operação Tianwen-1 aconteceu sem falhas, informou a TV estatal chinesa, que transmitiu um programa especial chamado Alo …

Lewandowski permite que Pazuello fique em silêncio na CPI

Ex-ministro da Saúde será obrigado a comparecer ao depoimento, mas não precisará responder perguntas que possam incriminá-lo. No entanto, será obrigado a falar a verdade em fatos e questões relacionados a terceiros. O ministro do Supremo …

Como o coronavírus afeta o fígado

O SARS-CoV-2, vírus causador da covid-19, mudou completamente a cara do mundo que conhecíamos até então. Ele afetou praticamente todos os aspectos da vida cotidiana e causou mudanças substanciais nas ciências da saúde e, portanto, na …