Isso é o que aconteceria se os EUA e a Rússia começassem uma guerra nuclear

As tensões entre EUA e Rússia vêm escalando a um ponto perigoso já faz um tempo. As duas nações possuem armas nucleares, mas o que aconteceria se elas realmente utilizassem estas armas para se bombardearem?

Uma equipe de pesquisadores americanos – da Universidade Rutgers, do Centro Nacional de Pesquisas Atmosféricas e da Universidade do Colorado – realizou simulações para descobrir o que aconteceria se os EUA e a Rússia se atacassem utilizando todas as armas nucleares que atualmente possuem.

A resposta é: principalmente um inverno nuclear que duraria pelo menos uma década e afetaria o globo todo.

Basicamente, um cobertor de fuligem cobriria todo o planeta dentre duas semanas dos bombardeios – seriam cerca de 150 megatoneladas de fuligem. As temperaturas cairiam uma média de 9 graus Celsius, e demoraria três anos para a luz na superfície da Terra retornar a 40% de seu nível pré-guerra nuclear.

Tudo isso, é claro, levaria a enormes transformações no clima do planeta, incluindo perdas agrícolas devastadoras, mudanças nos padrões de vento e o fim das monções de verão.

A fumaça por si só não extinguiria a humanidade, mas essa definitivamente não é uma hipótese que gostaríamos de testar na vida real.

Há razão para este estudo?

A pesquisa pode parecer absurda e um pouco fantasiosa, mas é na verdade bastante relevante dado o atual cenário internacional.

No início de agosto, os EUA abandonaram um tratado nuclear da época da Guerra Fria depois de acusar a Rússia de violá-lo (o que os russos negam, obviamente). Em seguida, no último domingo (18), os EUA testaram um míssil que teria sido banido por esse tratado.

Esse ato, por sua vez, levou o vice-ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Ryabkov, a acusar os EUA de “fomentar as tensões militares” em uma entrevista à agência de notícias estatal Tass.

Tudo o que o mundo não quer é que as duas potências mundiais se envolvam em uma guerra nuclear, mas não podemos dizer exatamente que essa é uma possibilidade exagerada.

Um artigo sobre a pesquisa foi publicado na revista científica Journal of Geophysical Research: Atmospheres.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Joe Biden reverterá políticas trumpistas logo após posse

Já nas primeiras horas após assumir, novo chefe de Estado americano assinará uma série de decretos presidenciais abordando pandemia, dificuldades da economia nacional, injustiça racial e mudança climática. O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, …

Rússia prende opositor Alexei Navalny no desembarque em Moscou

O Serviço Prisional Russo (FSIN) confirmou ter prendido o opositor Alexei Navalny neste domingo, na chegada dele a Moscou. O Kremlim o acusa de ter violado as condições de uma pena de prisão suspensa …

Ikea agora vende mini casas móveis para quem quer uma vida simples, livre e sustentável

Quem sonha com uma vida mais nômade, livre de amarras e principalmente ecologicamente correta poderá encontrar na IKEA uma parceira capaz de tornar tal sonho em realidade: em uma casa móvel, sustentável, bonita e praticamente …

O zumbido de fundo do universo pode ter sido ouvido pela primeira vez

Baseado no que sabemos sobre ondas gravitacionais, o Universo deve estar cheio delas. Cada par de buracos negros ou estrelas de nêutrons e colisão, cada supernova com núcleo em colapso — até mesmo o próprio …

"Não comemorei ou me orgulhei de ter banido Trump do Twitter", diz Jack Dorsey

Em uma série de tuítes, Jack Dorsey, cofundador e CEO do Twitter, defendeu o banimento de Donald Trump da rede social na última sexta-feira (8). Segundo o executivo, essa foi a medida certa para a …

EUA adicionam Xiaomi e mais 8 empresas chinesas à lista de companhias ligadas a militares

Departamento de Defesa dos EUA lista Xiaomi e mais oito empresas por ligações com militares chineses. Para analistas, a listagem é um "frenesi final" do governo Trump em sua campanha anti-China. Na quinta-feira (14), o Departamento …

Petrobras é a segunda maior do mundo em operações no oceano

Entre as 100 maiores corporações transnacionais que operam nos oceanos mundo afora, a Petrobras aparece em segundo lugar. A lista, divulgada nesta quarta-feira (13/01), é parte de uma pesquisa publicada na renomada revista Science Advances, …

Estudo detecta pela 1ª vez em que resulta colisão de 3 buracos negros

Um novo estudo da agência espacial norte-americana NASA revela novas informações sobre o que acontece após colisões entre três buracos negros supermassivos. Com a ajuda do Observatório de Raios X Chandra, da NASA, e vários outros …

5 razões por que 2021 pode ser um ano crucial na luta contra o aquecimento global

O mundo tem um tempo limitado para agir de modo a evitar os piores efeitos das mudanças climáticas. A pandemia de covid-19 foi o grande problema de 2020, sem dúvida, mas espera-se que, até o final …

Supremo da Coreia do Sul confirma 20 anos de prisão para ex-presidente

O Supremo Tribunal confirmou hoje a condenação a 20 anos de prisão pronunciada em 2017 contra a ex-presidente Park Geun-hye, destituída nesse mesmo ano depois de ser reconhecida culpada de corrupção e abuso de poder. …