Afinal no início do universo não havia gás – apenas gotas de um fluido “perfeito”

A descoberta de um fluxo de forma elíptica em partículas que fluem do acelerador RHIC, nos EUA, mostrou que a matéria criada nessas colisões se comporta como um líquido, ao invés de como gás.

Acreditava-se que apenas os núcleos de átomos grandes, como o do ouro, teriam matéria e energia suficientes para produzir uma sopa primordial de quarks e glúons, os blocos mais básicos de construção da matéria – um plasma de quarks-glúons (PQG).

Mas, surpreendentemente, partículas menores que colidem com núcleos grandes parecem produzir gotículas de PQG.

Resultados recentes mostram que as gotículas se comportam como um líquido, em vez do gás que os cientistas esperavam.

Estes resultados, divulgados pelo Escritório de Ciência do Departamento de Energia do governo dos Estados Unidos, apontam para a conclusão de que essas partículas produzem pequenas gotas de sopa primordial.

A ideia de que as colisões de partículas pequenas com o centro positivo de átomos maiores possam criar gotículas de PQG primordial guiou experimentos para testar explicações alternativas.

A pesquisa estimulou um debate rico sobre as implicações das descobertas e o que elas representam para entendermos o início do universo.

Estas experiências estão revelando os principais elementos necessários para a criação de PQG e poderiam oferecer uma visão sobre as características iniciais das partículas em colisão.

Em suma, a grande novidade é a descoberta de um fluxo em forma elíptica nas partículas que fluem do Colisor Relativístico de Íons Pesados ​​(RHIC) – um acelerador de partículas para a pesquisa em física nuclear no Brookhaven National Laboratory, nos EUA – quando os núcleos de ouro que foram colididos mostraram que a matéria criada nessas colisões se comportava como um líquido, ao invés de como gás.

Experiências adicionais confirmaram que este líquido é de fato composto pelos blocos de construção da matéria visível mais fundamentais do universo, quarks e glúons, e que o fluxo ocorre com resistência mínima – tornando a substância quase um plasma líquido “perfeito”.

Os cientistas do RHIC fizeram com que núcleos de hélio-3 (cada um composto de dois prótons e um nêutron) colidissem com de ouro para descobrir um padrão triangular de fluxo que é consistente com a criação de pequenas gotículas de PQG.

Os dados também indicam que essas pequenas colisões de partículas poderiam estar produzindo as temperaturas extremas necessárias para liberar quarks e glúons – embora a uma escala muito menor e mais localizada do que nos relativamente grandes domínios de PQG criados em colisões de dois íons pesados.

Como nem todas as assinaturas de chave de formação de PQG existem, os cientistas do RHIC continuam estudando prótons em colisão com íons de ouro – para explorar se existem outros fenômenos interessantes que ocorrem nessas colisões, além do fluxo de partículas.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …