Atirador de Las Vegas transferiu 100 mil dólares para o exterior e instalou câmeras no hotel

Bill Hughes / Las Vegas News Bureau

59 pessoas morreram e mais de 500 ficaram feridas após disparos no Route 91 Harvest festival, em Las Vegas (EUA)

O autor do ataque de Las Vegas transferiu 100 mil dólares para o exterior dias antes do tiroteio e planejou o massacre meticulosamente, colocando câmeras no visor da porta do quarto de hotel e no corredor, informaram as autoridades.

A polícia investiga a namorada do atirador e o que ela pode saber sobre o ataque no festival de música country que provocou 59 mortos e mais de 500 feridos.

Marilou Danley, de 62 anos, voltou aos Estados Unidos, vinda das Filipinas, nesta terça-feira (3) à noite e foi abordada por agentes do FBI (Departamento Federal de Investigação dos EUA).

As autoridades tentam entender quais seriam as motivações de Stephen Paddock, que protagonizou o mais mortal tiroteio da história dos EUA.

O xerife Joseph Lombardo disse estar “absolutamente” confiante em que vão conseguir encontrar o motivo de Paddock, de 64 anos, contador aposentado, que se matou quando a polícia entrou no quarto em que estava, no 32º andar.

Paddock transferiu 100 mil dólares para as Filipinas dias antes do tiroteio, disse à agência Associated Press um dirigente norte-americano, sob condição de anonimato.

Os investigadores continuam tentando localizar o dinheiro e analisam pelo menos uma dúzia de relatórios financeiros das últimas semanas, que indicam que Paddock apostava mais de 10 mil dólares por dia, disse o mesmo dirigente.

As câmeras que Paddock colocou no hotel Mandalay Bay faziam parte do extenso plano de preparação, que incluiu o armazenamento de quase duas dúzias de armas no quarto, antes de abrir fogo sobre o show. As câmeras estavam instaladas no visor da porta do quarto e no carrinho de serviço de quartos, parado no corredor.

Além das câmeras, os investigadores encontraram no quarto de hotel um computador, 23 armas e um dispositivo que permite que uma espingarda dispare continuamente, como uma arma automática. Outras 19 armas foram encontradas na casa de Paddock em Mesquite e sete na casa de Reno.

Mais de 500 pessoas ficaram feridas, algumas atingidas por tiros, outras feridas ao tentarem escapar entre o caos. Pelo menos 45 pessoas, em dois hospitais, permanecem em estado crítico.

Sobre o que poderia ter motivado Paddock, o agente reformado do FBI Jim Clemente, especializado em perfis, afirmou que pode ter surgido “algum tipo de gatilho na sua vida – uma grande perda, o fim de uma relação, ou talvez tenha descoberto que tinha uma doença terminal”.

Clemente considera ser necessário realizar uma “autópsia psicológica” para desvendar o motivo. Se o suicídio não tiver destruído o cérebro do atacante, os especialistas poderão mesmo encontrar algum tipo de desordem neurológica.

O presidente dos EUA afirmou que desconhece se o autor do tiroteio tinha algum tipo de ligação ao grupo radical Estado Islâmico. “Não tenho ideia”, disse aos jornalistas a bordo do Air Force One, no regresso de Porto Rico.

Embora o grupo radical tenha assumido a autoria do tiroteio, o FBI descartou por enquanto qualquer vínculo de Paddock a grupos terroristas estrangeiros.

Trump, que vai a Las Vegas nesta quarta-feira (4) para se reunir com as autoridades locais e familiares das vítimas, retratou Paddock como alguém “doente” e “demente”. O presidente ainda evitou falar sobre o controle de armas de fogo nos EUA e afirmou que “quem sabe” esse debate se abra “em algum momento”.

Segundo a Associated Press, este foi o tiroteio mais mortífero da história moderna dos Estados Unidos, ultrapassando o número de vítimas do ataque na casa noturna LGBT Pulse, em Orlando, em junho de 2016, que fez 49 mortes.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Bill Gates vai financiar sete pesquisas de vacina contra COVID-19

Bill Gates, o fundador, ex-CEO e atual filantropo, anunciou durante entrevista no talk show norte-americano Daily Show With Trevor Noah que, por meio de sua própria fundação, estará financiando sete pesquisas clínicas que buscam descobrir …

Bolsonaro é denunciado no TPI por “crime contra a humanidade”

A Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) denunciou o presidente Jair Bolsonaro por crime contra a humanidade no Tribunal Penal Internacional.  A denúncia foi protocolada nesta quinta-feira (2) na corte de Haia. Segundo …

O primeiro ‘autor’ do mundo era uma mulher

Enheduanna viveu no século 23 antes da nossa era na Mesopotâmia. Princesa, sacerdotisa e poeta, ela pode se orgulhar de ter sido a primeira autora do mundo a ter seu nome conhecido em uma época …

Maduro envia carta ao povo dos EUA pedindo "cessação das sanções"

Nicolás Maduro enviou uma carta ao povo dos Estados Unidos expressando uma mensagem de solidariedade e paz, e pedindo fim das ameaças militares e das sanções contra Venezuela. No documento, o chefe de Estado venezuelano exprime …

Governo dos EUA alerta população para novo "11 de Setembro" devido à covid-19

Chefe da Saúde Pública do país prevê que próxima semana será "a mais difícil e mais triste da vida da maioria dos americanos". Ele compara repercussão a dois dos maiores traumas da história dos Estados …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

IA sincronizada com música cria rostos falsos, o resultado pode se aterrorizante

As pessoas ainda aprendem a melhor forma de empregar as redes neurais artificiais, aprendizado de máquina e avanços em inteligência artificial. Entre as pesquisas práticas há a busca por empregar essas técnicas de forma a …

Coronavírus: 92% das mães nas favelas dizem que faltará comida após um mês de isolamento

"Muitas pessoas entraram na linha de pobreza da noite para o dia. O casal que trabalhava no shopping na semana retrasada, que recebia por semana, fez a compra da semana passada e nesta semana já …

Dois anos após mortes de Marielle e Anderson, Anistia Internacional cobra identificação de mandantes

Dois anos após os assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, em 14 de março de 2018, o crime permanece sem solução e ilustra a impunidade no combate à violência …

Coronavírus poderia ser a 1ª de muitas outras pandemias futuras, adverte cientista

Apesar do registro de mais de um milhão de infectados à escala mundial, a doença poderia ser suplantada por patologias bem mais perigosas. Comparando com as doenças que poderiam reaparecer como resultado do aquecimento global, o …