Atraso para tomar 2ª dose não prejudica imunização contra a COVID-19, explica infectologista

Pelo menos nove capitais brasileiras suspenderam a aplicação da segunda dose da vacina contra a COVID-19 fabricada pelo Instituto Butantan, a CoronaVac. Os municípios alegam que as mudanças nas regras do Ministério da Saúde prejudicaram o estoque do imunizante.

Em março deste ano, o Ministério da Saúde mudou a orientação enviada a estados e municípios e autorizou que todas as vacinas armazenadas para aplicação da segunda dose fossem utilizadas como primeira dose.

Daniel Junger, médico infectologista, lembrou que a falta de vacinas é um problema enfrentado por diversos países ao redor do mundo.

“Há uma demanda gigantesca e uma capacidade limitada de produção em tempo hábil de doses suficientes para que se atinja a imunidade de rebanho vacinal em todos os países que precisam dela”, disse à Sputnik Brasil.

A CoronaVac se viu algumas vezes no centro de uma disputa política entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), responsável pelo acordo que trouxe a vacina para o Brasil.

A falta de apoio por parte do governo federal na produção da vacina e a suposta demora do Ministério da Saúde para comprar as doses podem ser, inclusive, apresentadas na CPI da COVID-19 no Senado Federal como elementos que contribuíram para a lentidão da imunização no Brasil. As constantes críticas sobre a eficácia da CoronaVac pelo presidente Bolsonaro também devem ser mencionadas no colegiado.

No fim de janeiro, por exemplo, Bolsonaro disse que “não há nada comprovado cientificamente sobre essa vacina aí”, mesmo após o imunizante já ter sido aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

“Se a gente tem uma política externa, tanto em termos de negócios como de posicionamentos, que não foi favorável, isso pode influenciar negativamente desde uma barganha até um negócio puramente matemático para se resolver as coisas”, declarou Junger.

O balanço da vacinação contra a COVID-19, divulgado nesta segunda-feira (3), aponta que 32.316.507 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra o novo coronavírus. O número representa 15,26% da população brasileira.

A segunda dose já foi aplicada em 16.279.037 pessoas (7,69% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal. No total, 48.595.544 doses foram aplicadas em todo o país.

Daniel Junger explicou que a aplicação de uma segunda dose ocorre quando “o efeito da primeira dose começa a decair em relação à imunidade de memória, aquela que protege por mais tempo”, mas que ainda não há estudos que estabeleçam um intervalo máximo em que as duas doses devam ser aplicadas.

“Nós não temos uma documentação oficial dizendo o intervalo máximo permitido, então se a gente atrasa em relação ao intervalo previsto não tem problema. O problema é a gente fazer com intervalo menor”, alertou.

Doria disse em março deste ano que o Instituto Butantan deve começar a produzir integralmente a CoronaVac, sem depender do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), que vem da China, em dezembro deste ano.

Segundo o infectologista, a possibilidade de a CoronaVac ser produzida integralmente no Brasil poderá diminuir a falta de doses, mas que não deve sustentar toda a demanda brasileira.

“Não tem como garantir que isso vai suprir toda a nossa necessidade porque tem que imaginar que temos que vacinar 80% da população brasileira, cerca de 160 milhões de habitantes, talvez um pouco mais, para que, com isso, […] haja um bloqueio da cadeia de transmissão do vírus”, completou.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …