Cem militares e policiais venezuelanos desertam e vão para a Colômbia

(h) Alexander Gomez

Um pouco mais de cem membros das forças armadas e de segurança da Venezuela desertaram desde sábado (23) e foram para a Colômbia, segundo informações do serviço de migrações colombiano.

O movimento de dispersão acontece em meio ao conflito em torno da entrada da ajuda humanitária no país em crise, bloqueada pelo presidente venezuelano Nicolás Maduro.

“Até agora, o serviço de migrações da Colômbia recebeu um pouco mais de cem membros das forças armadas da Venezuela, que saíram de seu país para fugir da ditadura de Nicolás Maduro”, disse o órgão neste domingo (24) em um comunicado.

Os militares e policiais foram em sua maioria para o departamento Norte de Santander, na fronteira do estado venezuelano de Tachira.

Juan Guaidó, presidente interino autoproclamado e apoiado por diversos chefes de Estado, prometeu anistia aos membros das forças de segurança que rompessem com o governo de Maduro.

As primeiras deserções ocorreram no sábado pela manhã. Maduro, acusado por seus adversários de fraudar a eleição à presidência, ainda tem o apoio do Exército, um dos pilares do poder no país.

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, fez um apelo neste domingo para que a “calma” seja estabelecida na Venezuela, pedindo a todos os atores sociais que reduzam as tensões e que façam de tudo para evitar uma situação ainda pior.

Guterres ressalta a necessidade de não se render à violência e à força letal, não importa as circunstâncias. Ele também se disse “chocado e triste de saber que vários civis perderam a vida” no sábado, durante os confrontos com o Exército venezuelano.

A União Europeia também condenou neste domingo os atos de violência e o uso de “grupos armados” na Venezuela pelo governo de Nicolás Maduro para impedir a entrada de ajuda humanitária no país.

“A recusa do regime em reconhecer a urgência humanitária conduz a uma escalada das tensões”, lamentou a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, em um comunicado em nome dos 28 membros do bloco. Mogherini também disse que a UE está pronta para aumentar sua ajuda humanitária e para o desenvolvimento na Venezuela, com a intenção de acabar com o sofrimento dos mais vulneráveis.

O governo brasileiro também criticou os ataques e chamou Maduro de “ditador”. Neste domingo, dois militares venezuelanos pediram asilo no Brasil.

Outro que condenou a violência na Venezuela foi o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, afirmando que os Estados Unidos partiriam para a ação. Pompeo também disse acreditar que os dias de Maduro no poder estão contados.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA podem proibir aplicativos chineses, incluindo TikTok, diz secretário de Estado

Mike Pompeo já acolheu uma medida semelhante da Índia, que emitiu uma ordem provisória bloqueando o TikTok e outros 58 aplicativos ligados à China em meio ao primeiro choque fronteiriço mortal em décadas. O secretário de …

Brasil tem mais de 65 mil mortes por covid-19

O Brasil superou a marca de 65 mil mortos por covid-19 nesta segunda-feira (06/07), segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Ministério da Saúde. Foram 620 óbitos registrados nas últimas …

Homem cria uma "cadeira de rodas" off-road para que sua esposa possa ir a lugares que ela nunca imaginou

Quem precisa de uma cadeira de rodas para se locomover sabe que não é nada fácil percorrer certos terrenos. Viagens a lugares nevados, trilhas tropicais, montanhas… Tudo isso parece impossível. Mas não deveria ser. Aliás, …

Samsung pode ser beneficiada por tensão entre China e Índia

Enquanto os exércitos da China e da Índia se estranham na fronteira entre os dois países, quem pode sair ganhando com a rivalidade é uma empresa sul-coreana. A Samsung deve ser a principal beneficiada com o …

Com epidemia de Covid-19 controlada, Cuba inicia retomada do turismo internacional

Enquanto o coronavírus segue se propagando pelo continente americano, Cuba garante que a epidemia está controlada no país e reabre algumas praias ao turismo internacional. No total, país registrou pouco mais de 2.300 contaminações …

Pesquisadores encontram novos dados sobre época de Genghis Khan

Grande parte da vida de Genghis Khan permanece ainda um mistério, mas um novo estudo de pesquisadores da Austrália e Mongólia fornece novos dados sobre sua época. Genghis Khan, que teria vivido entre 1162 e 1227, …

Índia vê casos explodirem e vira um dos epicentros da pandemia

Com quase 700 mil casos de covid-19, a Índia ultrapassou a Rússia e se tornou nesta segunda-feira (07/07) o terceiro país mais atingido pela pandemia de covid-19 em todo o mundo. O Ministério da Saúde indiano …

Filho interrompe ao vivo de repórter para pedir biscoitos

Em mais uma das patacoadas do home-office, a jornalista Deborah Haynes da Sky News acabou sendo interrompida por seu filho, que fez um pedido bastante singelo para a mãe: ele queria alguns biscoitos. O vídeo foi …

Encontrados metais em crateras da Lua que podem dar pistas sobre sua formação

A hipótese mais aceita sobre a formação da Lua diz que ela surgiu após a colisão entre a Terra e um planeta do tamanho de Marte, chamado Theia. O suposto evento é chamado de “hipótese …

Coronavírus empurra Cuba de volta à crise

Apesar de a covid-19 estar sob controle no país, os problemas econômicos têm se agravado, e a já difícil situação de abastecimento se torna mais crítica. Segundo semestre deve ser ainda pior na ilha caribenha. Cuba …