Venezuelanos resgatam ajuda humanitária de caminhões em chamas

Os venezuelanos estão correndo para resgatar caixas de ajuda humanitária de caminhões que pegaram fogo na fronteira entre Colômbia e Venezuela.

Uma grande nuvem negra paira sobre a ponte Francisco de Paula Santander enquanto os manifestantes passavam as caixas manualmente e as removiam dos veículos em chamas. De acordo com a emissora VPI TV, 10 pessoas ficaram feridas.

Fernando Flores, uma testemunha que se descreve como um parlamentar do Equador, disse que os guardas nacionais que agiam sob ordens de Nicolás Maduro incendiaram os caminhões quando cruzaram o território venezuelano.

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, promete bloquear todas as remessas de ajuda, considerando-as um “cavalo de Tróia” cujo objetivo é preparar o caminho para uma intervenção militar estrangeira.

Maduro discursou na tarde de hoje (23) para apoiadores na capital Caracas. Em mais de uma hora de pronunciamento, Maduro criticou a ajuda humanitária oferecidas pelos país.

Ele classificou Juan Guaidó, autodeclarado presidente encarregado, de marionete do governo norte-americano” que quer intervir na Venezuela, para ter acesso à exploração de riquezas minerais disponíveis no país, como o petróleo”. O presidente atacou também os presidentes da Colômbia, Ivan Duque, e dos Estados Unidos, Donald Trump.

Sobre a operação de ajuda humanitária, Maduro classificou de “brincadeira de enganar bobo” e questionou a qualidade dos alimentos doados. “Comida podre para tentar tapar o rosto de intervenção militar dos Estados Unidos”, disse no ato, transmitido pelas redes sociais.

Um dos dois caminhões com ajuda humanitária enviado pelo Brasil e pelos Estados Unidos para a Venezuela cruzou a fronteira em Pacaraima (RR), neste sábado (23), e encontra-se em território venezuelano, conforme o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Maduro disse ainda que está disposto a comprar todos mantimentos que estão disponíveis em Boa Vista para doação à Venezuela. “Não somos mal pagadores e nem mendigos”, disse se referindo ao fornecimento de arroz, leite em pó, açúcar e até carne – os dois últimos alimentos não estão sendo enviados pelo Brasil.

Maduro atacou, por várias vezes, o presidente colombiano, Ivan Duque, e anunciou rompimento das relações com o país. Ele ordenou a saída dos diplomatas colombianos da Venezuela.

Nicolás Maduro reconheceu problemas, como fechamento de universidade e não pagamento de benefícios sociais, mas ressaltou que a Venezuela sofre com bloqueio econômico e que ainda assim dispõe de melhores indicadores sociais que em outros países da região. Ele ressaltou que é o presidente legítimo. “Dentro da Constituição, tudo. Fora da Constituição, nada”.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

O primeiro ‘autor’ do mundo era uma mulher

Enheduanna viveu no século 23 antes da nossa era na Mesopotâmia. Princesa, sacerdotisa e poeta, ela pode se orgulhar de ter sido a primeira autora do mundo a ter seu nome conhecido em uma época …

Maduro envia carta ao povo dos EUA pedindo "cessação das sanções"

Nicolás Maduro enviou uma carta ao povo dos Estados Unidos expressando uma mensagem de solidariedade e paz, e pedindo fim das ameaças militares e das sanções contra Venezuela. No documento, o chefe de Estado venezuelano exprime …

Governo dos EUA alerta população para novo "11 de Setembro" devido à covid-19

Chefe da Saúde Pública do país prevê que próxima semana será "a mais difícil e mais triste da vida da maioria dos americanos". Ele compara repercussão a dois dos maiores traumas da história dos Estados …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

IA sincronizada com música cria rostos falsos, o resultado pode se aterrorizante

As pessoas ainda aprendem a melhor forma de empregar as redes neurais artificiais, aprendizado de máquina e avanços em inteligência artificial. Entre as pesquisas práticas há a busca por empregar essas técnicas de forma a …

Coronavírus: 92% das mães nas favelas dizem que faltará comida após um mês de isolamento

"Muitas pessoas entraram na linha de pobreza da noite para o dia. O casal que trabalhava no shopping na semana retrasada, que recebia por semana, fez a compra da semana passada e nesta semana já …

Dois anos após mortes de Marielle e Anderson, Anistia Internacional cobra identificação de mandantes

Dois anos após os assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, em 14 de março de 2018, o crime permanece sem solução e ilustra a impunidade no combate à violência …

Coronavírus poderia ser a 1ª de muitas outras pandemias futuras, adverte cientista

Apesar do registro de mais de um milhão de infectados à escala mundial, a doença poderia ser suplantada por patologias bem mais perigosas. Comparando com as doenças que poderiam reaparecer como resultado do aquecimento global, o …

Pesquisadores portugueses revelam que os neandertais foram pioneiros na exploração de recursos marinhos

Um novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Lisboa (Portugal) descobriu que a familiaridade dos hominídeos com o mar e os seus recursos é muito mais antiga do que se pensava – ao que …

Filipinas: presidente Duterte diz que polícia deve matar quem perturbar confinamento

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, disse que as forças de ordem podem abater qualquer pessoa que provoque “transtornos” nas regiões onde o confinamento da população foi decretado. As autoridades do país tentaram minimizar as declarações …