China envia três astronautas para sua estação espacial

Grupo deverá ficar três meses no espaço e colocar em funcionamento o módulo central da estação espacial Tiangong. China não participa da ISS por decisão dos EUA.

A primeira missão tripulada enviada pela China para a estação espacial que o país está construindo partiu nesta quinta-feira (17/06), do noroeste do país, com três astronautas a bordo.

O foguete Longa Marcha-2F Y12 partiu do centro de lançamento espacial de Jiuquan, no deserto de Gobi, levando consigo a nave Shenzhou-12. Cerca de seis horas depois, a nave alcançou a estação espacial.

Os três astronautas a bordo, o comandante Nie Haisheng e seus colegas Liu Boming e Tang Hongbo, vão passar três meses no módulo Tianhe (Harmonia Celestial), que é o primeiro da estação espacial Tiangong (Palácio Celestial). Ela deverá estar concluída em 2022 e ter uma vida útil de pelo menos dez anos no espaço.

O Tianhe é o centro de controle e também espaço de habitação dos astronautas. Ele foi colocado na órbita terrestre, entre 350 e 390 quilômetros de altitude, em abril.

Dois dos astronautas participaram de missões anteriores, enquanto o terceiro vai para o espaço pela primeira vez, segundo a agência espacial da China. Com a missão atual, chega a 14 o número de astronautas enviados pela China ao espaço, entre eles duas mulheres.

Durante os três meses no espaço, os três homens deverão realizar trabalhos de manutenção e experiências científicas. O principal objetivo da missão Shenzhou-12 é colocar em funcionamento o módulo Tianhe.

Fora da ISS

Esta é a terceira de 11 missões planejadas até ao final de 2022 pela China, para construir e manter a estação espacial e enviar tripulantes e suprimentos. Os outros dois módulos da estação devem ser lançados no próximo ano.

A decisão de construir uma estação espacial chinesa surgiu depois da recusa dos Estados Unidos de deixarem a China participar da Estação Espacial Internacional (ISS). Os EUA alegam falta de transparência do programa chinês e fortes relações deste com as Forças Armadas.

A ISS, que reúne os Estados Unidos, a Rússia, o Canadá, a Europa e o Japão, deve parar de funcionar em 2024, apesar de a NASA já ter mencionado a possibilidade de prolongar o funcionamento até 2028.

Espera-se que missões científicas estrangeiras e possivelmente astronautas estrangeiros visitem a estação chinesa no futuro.

China acumula experiências

Trata-se da primeira missão chinesa tripulada em cinco anos. A China enviou 11 astronautas para o espaço desde que se tornou o terceiro país a fazê-lo, em 2003.

O Tianhe baseia-se na experiência adquirida pela China ao operar duas estações espaciais experimentais no início do seu programa espacial.

Astronautas chineses passaram 33 dias na segunda das estações anteriores, realizaram uma caminhada no espaço e deram aulas de ciência que foram transmitidas para estudantes de todo o país.

Depois de concluído, o Tianhe deve permitir estadas de até seis meses, semelhante à Estação Espacial Internacional, que é muito maior do que a estação chinesa.

A China pousou uma sonda, a Tianwen-1, em Marte, no mês passado, que transportava um rover, um veículo de exploração espacial.

Nos últimos anos, a China também trouxe de volta amostras lunares, as primeiras do programa espacial de qualquer país desde os anos 1970, e pousou uma sonda e um rover no lado oculto da lua.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

“Bolsonaro não está dando os anéis, mas os dedos para tentar salvar o braço”, diz cientista política

O novo ministro super poderoso do governo de Jair Bolsonaro, Ciro Nogueira, nomeado para a Casa Civil, toma posse esta semana. Apesar de todo o fisiologismo, a analista Graziella Testa, da Escola de Políticas …

Não vacinados ameaçam combate à covid nos EUA

Em meio à disseminação de teorias da conspiração e a uma alta das infecções pelo coronavírus entre não vacinados, autoridades de saúde dos EUA lutam para convencer mais pessoas a se imunizarem contra a covid-19. Em …

Helicóptero da NASA estabelece novo recorde durante seu 10º voo em Marte

Neste sábado (24) o pequeno helicóptero da NASA em Marte, Ingenuity, conseguiu ultrapassar a marca de 1,6 km de distância percorrida acumulada após sobrevoar uma região rochosa na cratera Jezero. No sábado, o helicóptero robótico completou …

A curiosa rejeição de parte dos franceses ao passaporte sanitário na pandemia

No país onde o debate é uma espécie de esporte nacional, qualquer imposição verticalizada do governo pode ser considerada um acinte. Desde a Revolução, os franceses alimentam uma espécie de ojeriza ao compulsório que …

Astrônomo amador descobre nova lua na órbita de Júpiter

O corpo celeste recebeu o nome provisório de EJc0061 e mais provável é que seja um novo membro do grupo Carme, que orbita o planeta junto a outras 78 luas. O estudante Kai Ly se tornou …

Microsoft diz que 70% dos brasileiros já foram alvos do golpe de suporte técnico

Imagine estar navegando pela internet e se deparar com uma janela afirmando que há algo de errado com sua instalação do Windows. Ao clicar, você consegue entrar em contato com um técnico, que dá instruções …

Orçamento recorde não salva Jogos Olímpicos de Tóquio do desânimo causado pela Covid-19

Os jornais franceses desta detalharam o desafio dos organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que começaram oficialmente nesta sexta-feira (23) sob a ameaça da Covid-19 e uma impopularidade recorde no Japão. Para a imprensa …

Comunidade LGBTQ da Hungria teme repressão e perseguições

Nos últimos meses, Boldizsár Nagy teve que lidar com situações que nunca imaginara. Por muito tempo, ele foi um jornalista e editor de livros infantis desconhecido, "ninguém especial", em suas próprias palavras. Quando, em 2020, ele …

68 anos! Conheça a história do homem com a maior crise de soluço do mundo

Você provavelmente já teve soluços ao longo da vida, certo? Alguns minutos de soluço são suficientes para deixar qualquer um emburrado. Mas já pensou soluçar por nada menos que 68 anos seguidos? Pois foi isso …

Mesmo após crise gerada por pandemia, Brasil terá 10 milhões de desempregados, dizem economistas

Com a aceleração da vacinação na maior parte do país, os brasileiros já começam a vislumbrar uma luz no fim do túnel da pandemia do coronavírus. Diante da perspectiva de gradual volta à normalidade, espera-se …