Congresso dos EUA gastou mais de 17 milhões de dólares para “abafar” casos de assédio e ilegalidades

Stephen D. Melkisethian / Flickr

Edifício do Capitólio / Senado norte-americano, em Washington

O governo dos Estados Unidos já gastou mais de 17 milhões de dólares para “resolver” ilegalidades laborais como assédio sexual ou discriminação racial. Todo este dinheiro é provido pelos contribuintes norte-americanos.

O Congresso dos Estados Unidos desembolsou mais de 17 milhões de dólares em acordos com seus funcionários para resolver disputas laborais nos últimos 20 anos. O montante é disponibilizado por uma conta especial do Departamento do Tesouro norte-americano, criada em 1995.

Em uma época em que existem vários casos de má conduta sexual, o gabinete revelou os números sem detalhá-los, evitando que seja possível determinar quantos dos 264 acordos e indenizações são devidos a casos sexuais.

Os funcionários do Capitólio que entram em algum tipo de disputa laboral têm que esperar pelo menos três meses até que a queixa seja efetivada. Caso seja estabelecido um acordo entre ambas as partes, o acordo é mantido em segredo. No que toca aos pagamentos, não são incluídos nos gastos do Congresso, divulgados anualmente.

Nos últimos 20 anos, 2007 foi o ano em que se registraram mais acordos, com 25 casos envolvendo o pagamento de cerca de 4 milhões de dólares. As queixas vão de situações de assédio sexual, discriminação racial e religiosa ou pagamento de horas extras.

O que começou como uma vaga de acusações de assédio sexual restritas a Hollywood, alastrou-se à política. O candidato republicano às eleições especiais para o Senado no estado do Alabama, Roy Moore, é um dos acusados.

Embora várias figuras tenham pedido o afastamento de Moore da corrida eleitoral, o presidente Donald Trump pronunciou-se nesta terça-feira (21) sobre o assunto, ressalvando que Moore “negou totalmente” as alegações.

Segundo o jornal português Público, Trum pediu votos ao republicano mesmo depois de ter afirmado anteriormente que considerava as acusações contra Moore “extremamente perturbadoras”.

Sobre estas acusações de assédio sexual, Donald Trump afirmou que “as mulheres são muito especiais. Muitas coisas estão surgindo. Acho que isso é bom para a nossa sociedade e muito, muito bom para as mulheres e estou muito feliz”, acrescentou.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Sinais de possível 1º exoplaneta fora da Via Láctea são detectados

Pela primeira vez na história, é possível que os cientistas tenham descoberto um planeta em outra galáxia. O possível exoplaneta recebeu o nome de M51-ULS-1 e se encontra a 28 milhões de anos-luz de distância na …

China vai vacinar crianças a partir de três anos contra a covid-19

Imunizantes aprovados são das farmacêuticas chinesas Sinopharm e Sinovac, fabricante da Coronavac. País será um dos primeiros a começar a vacinar essa faixa etária. No total, China já vacinou 76% da população. Ao menos cinco províncias …

"Bolsonaro ignora todas as necessidades culturais dos brasileiros", diz Gilberto Gil à revista Télérama

A imprensa francesa desta segunda-feira (25) destaca o show de Gilberto Gil nesta noite na Filarmônica de Paris. O músico brasileiro conversou com o jornal Le Monde e com a revista Télérama. "Gilberto Gil", embaixador …

"Peças extraordinárias" achadas na Indonésia podem ser da lendária "ilha do Ouro"

Tesouros no valor de milhões de dólares encontrados nos últimos cinco anos ao longo do rio Musi podem ser do antigo império malaio Serivijaia, na ilha de Sumatra, que por 300 anos dominou as rotas …

Pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", diz diretor da OMS

A pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", disse neste domingo (24) o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus. O representante da ONU discursou na abertura …

Google está “criando Deus”, alerta ex executivo da Google

Segundo um ex-executivo do Google, a singularidade está chegando. E, segundo ele isso representa uma grande ameaça para a humanidade. Mo Gawdat, ex-diretor de negócios da organização moonshot do Google, que na época se chamava Google …

Pandemia causa a maior redução na expectativa de vida desde a Segunda Guerra

Desde a descoberta do coronavírus SARS-CoV-2, mais de 4,9 milhões de pessoas morreram oficialmente em consequência da infecção, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. Nesse cenário, a pandemia da covid-19 reduziu a expectativa de vida …

Forças Armadas da Noruega assinam contrato bilionário de mísseis para caças F-35

Noruega tem sido um parceiro ativo no programa de caças dos EUA F-35, tendo em conta que 18 empresas deste país nórdico são parceiros diretos. Subsequentemente, a Noruega decidiu adquirir 52 caças F-35 para substituir …

Brasil fez lobby para mudar relatório climático, diz Greenpeace

Vários países, entre eles o Brasil, tentaram fazer mudanças em um crucial relatório da ONU sobre como combater o aquecimento global, afirmou o Greenpeace nesta quinta-feira (21/10), citando um grande vazamento de documentos. Os documentos aos …

Site da Coreia do Sul é usado para hospedar vírus e distribuí-lo via torrents

Uma campanha de distribuição de malwares na Coreia do Sul está disfarçando cavalos de troia de acesso remoto como um jogo para o público adulto, compartilhado via serviço de hospedagem de arquivos, como o WebHard, …