De novo em campanha e otimista, Trump promete vacina contra coronavírus nos EUA até o final do ano

O presidente americano foi entrevistado neste domingo (3) pela Fox News. No programa, transmitido do Lincoln Memorial em Washington, DC, Donald Trump respondeu a perguntas dos jornalistas e dos telespectadores.

Durante a entrevista, ele martelou a mesma mensagem: o governo fez o seu trabalho nessa crise e chegou a hora de relançar a economia. Trump também disse que os Estados Unidos terão uma vacina contra o coronavírus até o final deste ano.

A Fox News chamou o programa especial com a entrevista de “América juntos; voltando ao trabalho”. A entrevista relançou a campanha por sua reeleição em novembro.

Sentado em frente à famosa estátua de Abraham Lincoln, o presidente defendeu, sem surpresa, a resposta eficaz e rápida de seu governo que permitiu, segundo ele, salvar milhões de vidas. A epidemia deixou até agora mais de 67.600 mortes no país, provocou uma grave crise sanitária e econômica, com o aumento dos pedidos de seguro-desemprego a níveis inéditos.

Fiel a seu estilo, Trump acusou a mídia de ser injusta como ele. O presidente aproveitou o local da entrevista para se comparar a Lincoln, relata a correspondente da RFI em Nova York, Loubna Anaki.

“Tenho direito ao tratamento mais hostil que a imprensa já reservou a um presidente. Acredito que quem viveu uma situação parecida foi este senhor (Lincoln). Todo mundo diz que ele foi muito maltratado. Comigo é pior”, afirmou o chefe de Estado americano.

A entrevista durou duas horas, durante as quais Trump reiterou as mesmas declarações que tem feito nas últimas semanas: a epidemia está sob controle, os Estados recebem toda a ajuda e material necessário, os testes serão disponibilizados em grande escala.

Vacina

O presidente adiantou estar muito confiante na capacidade de o país desenvolver uma vacina contra o coronavirus até o final do ano. Ele reconheceu que se antecipou a seus conselheiros na previsão da descoberta. “Os médicos dirão ‘você não deveria dizer isso’, mas vou dizer o que penso”, afirmou.

Estados Unidos e outros países correm para serem os primeiros a descobrir um tratamento para prevenir a Covid-19. Trump admitiu que ficará feliz mesmo se outro país passar à frente dos pesquisadores dos EUA na descoberta da vacina. “Se for outro país, vou tirar meu chapéu”, disse. “Eu não me importo, só quero receber uma vacina que funcione”, ressaltou.

Questionado sobre os riscos durante os testes em seres humanos em um processo de pesquisa que está sendo muito mais rápido do que o comum, Trump disse “eles são voluntários. Eles sabem no que estão se metendo”.

Imediatamente, a comunidade cientifica relativizou a fala do presidente americano. O ministro alemão da Saúde, Jens Spahn, afirmou nesta segunda-feira (4) que é necessário ser realista e que a descoberta da vacina “pode também levar anos”.

Relançar a economia

O ponto mais abordado por Trump foi a necessidade urgente de relançar a economia dos Estados Unidos. ”Muita gente quer voltar ao trabalho. Vemos manifestações pedindo isso todos os dias, em todo o país”, insistiu. Ele também informou que pedirá a reabertura de escolas e universidades em setembro.

Enquanto a crise no país se aprofunda, o presidente se mostrou otimista e garantiu que a economia voltará a crescer no ano que vem, e talvez até antes disso. “2021 será um ano inacreditável”, concluiu.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Arqueólogos revelam restos mortais de cachorro de 8.400 anos descoberto na Suécia

Após vários meses de meticulosos trabalhos de escavação, foram finalmente revelados os restos mortais de um cachorro, de uma raça há muito tempo desaparecida, enterrado há mais de 8.400 anos na Suécia ao lado de …

“Cogumelos mágicos” são 4x melhores do que antidepressivos, descobre estudo

Quando a psilocibina, a molécula psicodélica descoberta nos cogumelos mágicos (Psilocybe cubensis), é usada durante a psicoterapia, parece possuir efeitos antidepressivos rápidos, substanciais e duradouros contra a depressão maior, de acordo com um novo ensaio …

Sem Trump, Putin e Bolsonaro ensaiam aproximação

Moscou sabe que a troca de poder na Casa Branca abre brecha na política externa brasileira. O elogio do presidente russo às "qualidades masculinas" de Bolsonaro pode ser apenas o primeiro sinal de uma aproximação. "O …

Crimes por preconceito de cor, raça ou orientação sexual podem ter punição maior

Projeto passa no Senado e vai à Câmara, mas falta definir tamanho da pena. Proposta entrou na pauta a pedido de Paulo Paim para "dar uma resposta" ao assassinato de João Alberto Silveira Freitas. Falta a …

Vacinação contra a Covid-19 será obrigatória em voos da companhia aérea australiana Qantas

A vacina contra a Covid-19 ainda não está pronta, mas as companhias aéreas já começam a se preparar. É o caso da australiana Qantas, que anunciou a futura exigência de um certificado de vacinação …

Galinhas substituem agrotóxicos em ação contra veneno na agricultura

A presença de insetos é uma frequente preocupação para agricultores. Os animais são capazes de prejudicar plantações e, para evitá-los, é comum que fazendeiros recorram a pesticidas. A utilização de produtos químicos, no entanto, é nociva …

França aprova projeto de lei que prevê punir filmagem de policiais em ação

Deputados franceses aprovaram nesta terça-feira (24), em primeira leitura, o polêmico projeto de lei sobre a "segurança global", que prevê punir a gravação e divulgação de policiais em ação. O texto será votado pelo …

Astrônomos revelam que 2ª minilua da Terra é do tamanho de carro pequeno

A minilua chamada 2020 CD3 conta com um diâmetro de entre um metro e 1,5 metro e chegou a ficar a 13 mil quilômetros do nosso planeta. A minilua 2020 CD3, que orbita a Terra nos …

Diego Maradona morre aos 60 anos

O ex-jogador argentino Diego Maradona, maior astro da história do futebol do país sul-americano, morreu nesta quarta-feira (25/11) aos 60 anos, após sofrer uma parada cardiorrespiratória em sua casa em Tigre, ao norte de Buenos …

Incêndios na Amazônia deixam rastro de destruição por décadas

Entre galhos e folhas esturricados sobre o solo que abrigava uma área de floresta intacta, o cheiro de queimada ainda é forte. Próximo a uma das aldeias da Terra Indígena Uru-Eu-Wau-Wau, em Rondônia, vazios surgiram …