Todos os bispos do Chile renunciam devido a escândalo de pedofilia

Mazur / Catholic Church England and Wales

Papa Francisco

Todos os bispos do Chile, um total de 34 indivíduos, apresentaram sua renúncia ao Papa Francisco, no seguimento do escândalo de abusos sexuais que abalou o clero do país. Uma decisão tomada depois de confrontados pelo papa com indícios graves.

Os bispos do Chile foram convocados de 15 a 17 de maio para se reunirem com o Papa Francisco, sendo confrontados com um documento que aponta uma série de erros e de omissões na gestão de casos de abuso sexual de menores, especialmente em relação ao bispo Juan Barros, acusado de encobrir o padre Fernando Karadima.

Juan Barros, nomeado bispo em março de 2015 pelo Papa Francisco, foi acusado no Chile de encobrir os casos de abusos sexuais cometidos pelo influente Fernando Karadima quando era padre da igreja El Bosque, em Santiago.

Karadima foi condenado em 2011, pela justiça canônica, a uma vida de reclusão e penitência por esses atos de abuso.

Francisco apresentou aos bispos chilenos, nos encontros mantidos no Vaticano, dados que indiciam “numerosas situações de abuso de poder, de autoridade e de abusos sexuais” na igreja chilena, ao longo de décadas, refere o jornal Le Monde.

Esses dados constam em um relatório não publicado, com 2.300 páginas, que foi redigido pelos investigadores escolhidos pelo papa para investigar a igreja chilena. As conclusões do documento, que não foi tornado público, foram reveladas por uma televisão no Chile, deixando transparecer várias situações graves.

Com base nestas conclusões, o papa acusou os bispos chilenos de terem destruído provas de crimes sexuais, pressionado os advogados da igreja para minimizarem as acusações, e de “negligência grave” na proteção de crianças de padres pedófilos.

Em um documento de 10 páginas entregue aos bispos chilenos, o papa acusou toda a hierarquia chilena da igreja de ser coletivamente responsável por “falhas graves” no tratamento de casos de pedofilia, e na consequente perda de credibilidade da igreja católica.

O jornal francês Le Monde nota que o relatório fala na destruição de “documentos comprometedores” e que constata que religiosos expulsos por “comportamentos imorais” foram acolhidos em outras dioceses, com funções que implicavam a manutenção de “contato diário e direto com menores”.

No final das três reuniões com o papa, os bispos chilenos não viram outra solução que não apresentar sua renúncia, colocando assim seu destino nas mãos do Papa Francisco.

Em coletiva de imprensa sem direito a perguntas, o secretário-geral da Conferência Episcopal do Chile, Dom Fernando Ramos Pérez, e o bispo de San Bernardo, Juan Ignacio González Errázuriz, leram um comunicado com o anúncio, pedindo desculpas pela dor causada às vítimas pelos seus erros e omissões.

“Imploramos o seu perdão e sua ajuda para continuar avançando para a cura e a cicatrização de feridas”, salientaram.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Merkel é premiada por compromisso com a União Europeia

"Somente uma Europa unida é uma Europa forte", diz a líder alemã ao receber o prêmio Carlos 5º. Rei espanhol destaca pragmatismo e confiabilidade da chanceler federal, descrevendo-a como uma "mulher extraordinária". Prestes a deixar o …

França: crianças pobres são ainda mais vulneráveis à poluição do ar, aponta relatório

O Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e a rede mundial Climate Action Network International, que reúne associações que lutam contra o aquecimento global, divulgaram, nesta quinta-feira (14), o relatório "Injustiça social …

'Love is in the Bin': a obra semidestruída de Banksy vendida a R$ 121 milhões em leilão

Uma obra de arte de Banksy que se autodestruiu parcialmente em um leilão anterior foi arrematada agora a um preço recorde de 16 milhões de libras (cerca de R$ 121 milhões). Love is in the Bin …

EUA tentam virar a página da era Trump e voltam ao Conselho de Direitos Humanos da ONU

Os Estados Unidos voltaram, nesta quinta-feira, ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, órgão que o país havia deixado durante o mandato de Donald Trump. O retorno mostra a vontade de Washington de fazer …

Explosões deixam vários mortos em mesquita no Afeganistão

Ao menos 33 pessoas morrem após explosões em mesquita xiita durante a oração de sexta-feira. Testemunha diz ter visto homens-bomba. Incidente ocorre dias depois de ataque do "Estado Islâmico" contra xiitas no país. Fortes explosões atingiram …

Vênus tinha oceanos? Cientistas refutam hipótese popular usando modelagem

Cientistas da Suíça e França refutaram a hipótese de que anteriormente Vênus era coberta por oceanos. Um novo estudo revela que mesmo no início, quando o Sol era mais fraco do que agora, a superfície …

Suspeito de ataque na Noruega era fichado na polícia por radicalização

Convertido ao islã e conhecido da polícia, dinamarquês de 37 anos teria usado outras armas além de arco e flecha em ataque que matou cinco pessoas em Kongsberg. Ele está preso e reconheceu envolvimento no …

Oposição manobra para destituir Piñera no Chile por citação nos Pandora Papers

Deputados de todos os partidos da oposição chilena apresentaram uma acusação no Congresso nesta quarta-feira (13) para destituir o presidente Sebastián Piñera pela controversa venda de uma mineradora em um paraíso fiscal, revelada no escândalo …

Fatores externos influenciam, mas não justificam inflação a dois dígitos no Brasil

A recuperação do impacto brutal da pandemia de coronavírus leva a inflação a subir na maioria dos países do mundo, mas a conjuntura internacional não explica o nível chegar a dois dígitos no Brasil. …

UE anuncia 1 bilhão de euros em ajuda ao Afeganistão

União Europeia justifica que é preciso evitar "colapso" no país e fornecer ajuda humanitária aos afegãos. Paralelamente, representantes do bloco europeu e dos EUA se reúnem com membros do Talibã em Doha, no Catar. O Talibã …