Descobertos esqueletos que podem revelar quem escreveu os Manuscritos do Mar Morto

Adam Fagen / Flickr

Ninguém sabe quem escreveu e guardou os Manuscritos do Mar Morto

Esqueletos recentemente desenterrados poderiam ajudar a revelar quem escreveu ou guardou os rolos encontrados entre 1947 e 1956 nas cavernas de Qumran, na Cisjordânia.

Os famosos Manuscritos do Mar Morto das cavernas de Qumran são considerados uma das descobertas arqueológicas mais importantes de todos os tempos.  Os rolos contêm mais de 800 documentos que compõem as primeiras páginas da Bíblia e os ensinamentos do cristianismo, incluindo os Dez Mandamentos.

Os pergaminhos, descobertos entre 1947 e 1956 em 11 cavernas de Qumran, na costa do mar Morto, na Cisjordânia, causaram um sério debate sobre quem ocupou a região. Em 2017, os cientistas encontraram outra caverna na mesma zona na margem do Mar Morto, onde havia rolos ou pedaços de papiro e couro para escrever.

Agora, poderia haver uma forma cientifica de descobrir quem ocupou o assentamento localizado perto das cavernas onde foram encontrados os manuscritos.

Segundo a análise de 33 esqueletos agora descobertos em Qumran, a antiga comunidade desta área consistiria em uma seita religiosa de homens celibatários, informa a Science News.

A datação por radiocarbono dos ossos encontrados em Qumran, apresentada pelo antropólogo Yossi Nagar, da Autoridade de Antiguidades de Israel, revelou que os corpos tinham cerca de 2.200 anos de antiguidade desde que foram enterrados. Esta é uma idade muito próxima da estimada dos textos antigos: considera-se que eles foram escritos entre 150 a.C. e 70 d.C.

(dr) The Israel Museum

Detalhe do primeiro dos Manuscritos do Mar Morto, encontrado em 1947

Outras descobertas surpreendentes dissiparam as noções anteriormente existentes que sete dos corpos encontrados na zona pertenciam a mulheres.

Segundo Nagar, depois de reexaminar os ossos, que se encontram agora na França, os pesquisadores chegaram à conclusão que seis dos sete indivíduos anteriormente rotulados como mulheres eram realmente homens. Também foram desenterrados os restos de várias crianças em Qumran.

O especialista israelense identificou 30 dos indivíduos encontrados como definitivamente ou provavelmente homens, de acordo com fatores tais como a forma pélvica e o tamanho do corpo. No momento da sua morte, teriam entre 20 e 50 anos ou mais, estimou Nagar.

Uma das teorias conspirativas mais antigas afirma que membros de uma antiga seita judaica celibatária, os essênios, viveram em Qumran e escreveram os Manuscritos do Mar Morto, escritos em hebraico, aramaico e grego, ou que cuidavam desses documentos religiosos, legais e filosóficos.

No entanto, nos últimos 30 anos, foram propostas outras teorias que sugerem que pastores beduínos, artesãos e soldados romanos foram possíveis habitantes de Qumran e que teriam escrito os pergaminhos.

Não sei se essas foram as pessoas que escreveram os rolos do Mar Morto”, disse Nagar. “Mas a grande concentração de homens adultos de diferentes idades no grupo de esqueletos enterrados em Qumran é semelhante à que foi encontrada nos cemitérios ligados aos mosteiros bizantinos.”

Os cientistas vão agora analisar o DNA dos esqueletos encontrados, para tentar encontrar pistas sobre quem escreveu e guardou os famosos Manuscritos do Mar Morto – após o que irão sepultar de novo as ossadas, para que possam descansar em Paz.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Andrzej Duda reeleito Presidente da Polónia

O chefe de Estado da Polónia, Andrzej Duda, venceu as presidenciais deste domingo. Segundo os dados oficiais da comissão eleitoral que se baseiam nos resultados de 99,97% das mesas de voto. Uma segunda volta renhida, …

Com mais de 35 mil mortes pela COVID-19, México passa Itália em óbitos causados pela doença

O México chegou neste domingo (12) a marca de mais de 35.000 mortes causadas pela COVID-19, tornando-se o quarto país do mundo com mais óbitos provocados pela doença. Anteriormente, a Itália era quarta nação do mundo …

Ex-assessor de Carlos Bolsonaro é efetivado na Funarte

Luciano da Silva Barbosa Querido, ex-assessor do vereador Carlos Bolsonaro, foi efetivado como presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte) nesta segunda-feira (13/07), após ocupar o cargo interinamente por mais de dois meses. A decisão, publicada …

Espanha determina confinamento em parte da Catalunha, enquanto focos de Covid-19 aumentam no mundo

Autoridades da Catalunha (nordeste da Espanha) ordenaram neste domingo (12) que 200.000 habitantes que vivem ao redor da cidade de Lérida retornem ao confinamento obrigatório, enquanto aumenta a preocupação em todo o mundo com …

TikTok pode sair da China para se afastar de polêmicas envolvendo privacidade

Febre durante a pandemia do novo coronavírus, nos últimos dias o TikTok tem virado notícia não pelo sucesso dos vídeos compartilhados na rede social, mas sim pelas sérias acusações de violação à privacidade dos usuários …

Nuvem monstruosa de poeira do Saara é observa da espaço vindo em direção a Amazônia

  Todo os anos o deserto do Saara, lá do lado oposto do Oceano Atlântico, sopra uma nuvem tão gigantesca de poeira em direção as Américas que foi apelidada de Godzilla. É a maior destas nuvens em …

Oi? Kanye West compara vacina para COVID-19 com "a marca da besta"

Em nova polêmica, o rapper norte-americano Kanye West fez uma série de revelações sobre como ele enxerga uma possível vacina contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2). Durante entrevista concedida para a revista Forbes, o cantor também comentou …

Comentarista da CNN Brasil insinua que gays são promíscuos e ‘têm chance muito maior de ter Aids’

A CNN Brasil convidou o comentarista Leandro Narloch para falar sobre ao vivo sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), de liberar a doação de sangue por parte de homens homossexuais e mulheres transsexuais, …

China detecta rastros de coronavírus em pacotes de alimentos do Equador

A China anunciou nesta sexta-feira (10/07) a suspensão das importações de alimentos do Equador após encontrar rastros do novo coronavírus em embalagens de camarão. Os vestígios foram encontrados em contêineres com pacotes de camarão branco do …

Pesquisadores se deparam com '1º colar' humano de 160.000 anos

Fósseis de conchas de amêijoas de 160 mil anos encontradas em cavernas de Israel são os primeiros exemplares de conchas usadas como adorno no corpo humano, defendem pesquisadores. Há cerca de 160 mil a 120 mil …